Aci­den­te trá­gi­co no Con­tor­no com­ple­ta um ano

Fa­ta­li­da­de re­sul­tou em três mor­tes e pe­lo me­nos cin­co fe­ri­dos em Ma­rin­gá; mo­to­ris­ta que con­du­zia o ca­mi­nhão que atro­pe­lou as ví­ti­mas res­pon­de ao pro­ces­so em li­ber­da­de. Ele foi de­nun­ci­a­do pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co ( MP) por ho­mi­cí­dio do­lo­so - com do­lo even­tu

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Le­o­nar­do Fi­lho

le­o­nar­do­fi­lho@odi­a­rio.com Há um ano, o trân­si­to de Ma­rin­gá, re­gis­tra­va um dos aci­den­tes mais gra­ves da história. Uma car­re­ta des­go­ver­na­da, atro­pe­lou e cau­sou a mor­te de três pes­so­as ou dei­xou pe­lo me­nos cin­co fe­ri­dos. O mo­to­ris­ta da car­re­ta Mar­cos Cé­sar El­ger, de 38 anos, te­ve a li­ber­da­de con­ce­di­da em no­vem­bro pas­sa­do e por isso, aguar­da o jul­ga­men­to em li­ber­da­de. Ele foi de­nun­ci­a­do pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co por ho­mi­cí­dio com do­lo even­tu­al (quan­do o mo­to­ris­ta as­su­me o ris­co de ma­tar al­guém).

A si­tu­a­ção de­le se agra­va por­que três pes­so­as mor­re­ram. Além do ho­mi­cí­dio, ele res­pon­de tam­bém ao cri­me de le­são cor­po­ral gra­ve. O pro­ces­so es­tá em an­da­men­to e pe­lo me­nos por en­quan­to, não há pre­vi­são pa­ra o jul­ga­men­to. “En­ten­deu-se que hou­ve do­lo even­tu­al. Ago­ra vai de­pen­der do juiz que de­ci­de se ele vai pro­nun­ci­ar ou não o réu. Se pro­nun­ci­ar, sig­ni­fi­ca que ele vai pa­ra jú­ri, se o juiz en­ten­der que não ele des­clas­si­fi­ca pa­ra ho­mi­cí­dio cul­po­so”, ex­pli­cou o pro­mo­tor que acom­pa­nhou o ca­so Pedro Ivo de An­dra­de.

O pro­ces­so tra­mi­ta na 4ª Va­ra Cri­mi­nal de Ma­rin­gá. “Em ca­sos de trân­si­to, é co­mum o réu res­pon­der ao cri­me de ho­mi­cí­dio cul­po­so. O que que­re­mos é que se­ja apu­ra­da a ver­da­de e pa­ra isso que es­ta­mos tra­ba­lhan­do no ca­so”, co­men­tou o ad­vo­ga­do que atua na de­fe­sa do mo­to­ris­ta da car­re­ta, Jo­sé Cí­ce­ro de Oli­vei­ra.

O aci­den­te

A tra­gé­dia foi uma sequên­cia de dois aci­den­tes. O pri­mei­ro ocor­reu por vol­ta das 15h30, do dia 28 de se­tem­bro de 2012, de­pois de uma mo­to de Sa­ran­di co­li­dir na tra­sei­ra de ou­tra mo­to de Gu­a­ra­re­ma (SP), pi­lo­ta­da pe­lo mo­to­ta­xis­ta Mai­con Mo­ro, de 37 anos, que trans­por­ta­va um pas­sa­gei­ro.

Na qu­e­da, ape­nas o pi­lo­to da pri­mei­ra mo­to e o pas­sa­gei­ro do mo­to­tá­xi – am­bos não iden­ti­fi­ca­dos – se fe­ri­ram le­ve­men­te. En­quan­to as ví­ti­mas aguar­da­vam a che­ga­da de so­cor­ro, um gran­de nú­me­ro de pes­so­as – in­cluin­do ho­mens, mu­lhe­res e cri­an­ças, a mai­o­ria re­si­den­te no Jar­dim Uni­ver­so e Con­jun­to San­ta Fe­li­ci­da­de – se aglo­me­rou ren­te ao acos­ta­men­to.

Se­gun­do Mo­ro, que es­ca­pou ile­so da co­li­são, lo­go após as ví­ti­mas se­rem so­cor­ri­das pe­lo Si­a­te, uma car­re­ta bi-trem, com pla­cas de Vár­zea Gran­de (MT), que se­guia sen­ti­do Ci­da­de Al­ta-De­tran, não con­se­guiu fre­ar e atro­pe­lou par­te do pú­bli­co. Ma­ria Mar­le­ne da Sil­va, de 46 anos, e João Pedro de Sou­za Pi­nhei­ro, 13, mor­re­ram no lo­cal. O es­tu­dan­te Guilherme Gon­çal­ves da Sil­va, 10, che­gou a ser in­ter­na­do no Hos­pi­tal San­ta Ca­sa, mas não re­sis­tiu aos fe­ri­men­tos.

O gran­de nú­me­ro de ví­ti­mas exi­giu a mo­bi­li­za­ção de vá­ri­as equi­pes do Si­a­te e Sa­mu. A exem­plo da si­tu­a­ção an­te­ri­or, mui­tas pes­so­as vol­tou a ocu­par o acos­ta­men­to pa­ra pre­sen­ci­ar o so­cor­ro aos fe­ri­dos e o re­co­lhi­men­to dos cor­pos do as­fal­to. Em ques­tão de mi­nu­tos, mais de 100 pes­so­as – in­cluin­do do­nas de ca­sa e cri­an­ças, mui­tas de­las de co­lo – se aglo­me­ra­ram no lo­cal.

Lo­ca­li­za­do e pre­so no Par­que Itai­pu, o mo­to­ris­ta da car­re­ta, Mar­cos Ce­sar El­ger, 37 anos, con­tou que os frei­os fa­lha­ram e que pa­ra não atin­gir a am­bu­lân­cia des­vi­ou pa­ra o acos­ta­men­to. “Não pa­rei por­que fi­quei com me­do”, dis­se a épo­ca à re­por­ta­gem de O Diá­rio.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.