Graú­na abri­rá 2ª fa­se de ven­das

O Diario do Norte do Parana - - CLASSIDIÁRIO - Da Re­da­ção su­ple­men­tos@di­a­rio.com

Já que qua­se to­das as uni­da­des das du­as pri­mei­ras tor­res do Vi­va­ce Re­si­den­ce Club fo­ram co­mer­ci­a­li­za­das, a Graú­na Cons­tru­ções de­ci­diu an­te­ci­par pa­ra a se­gun­da quin­ze­na de ou­tu­bro as ven­das dos apar­ta­men­tos das três úl­ti­mas tor­res, num to­tal de cer­ca de 350 uni­da­des. Tra­ta-se do mai­or vo­lu­me de ven­das de apar­ta­men­tos de uma só vez na ci­da­de e um dos mai­o­res do Es­ta­do. E, pa­ra is­to, além de contar com uma equi­pe per­ma­nen­te de cor­re­to­res na cen­tral de ven­das, a Graú­na fir­mou par­ce­ria com imo­bi­liá­ri­as da re­gião.

A boa acei­ta­ção sur­pre­en­deu até o di­re­tor co­mer­ci­al da em­pre­sa, Ro­dol­fo Kou­ri. “O Vi­va­ce é o pri­mei­ro em­pre­en­di­men­to da Graú­na em Ma­rin­gá e o rit­mo de co­mer­ci­a­li­za­ção nos sur­pre­en­deu po­si­ti­va­men­te. Tan­to que de­ci­di­mos an­te­ci­par a se­gun­da eta­pa de ven­das e já es­ta­mos pla­ne­jan­do no­vos in­ves­ti­men­tos na ci­da­de”, con­ta. Ele acres­cen­ta que os in­te­res­sa­dos po­dem fa­zer pré-re­ser­vas das uni­da­des das úl­ti­mas três tor­res do con­do­mí­nio com a mai­or área de la­zer de Ma­rin­gá.

Pa­ra a no­va eta­pa de ven­das, a Graú­na cre­den­ci­ou mais de dez imo­bi­liá­ri­as da re­gião. A ex­pec­ta­ti­va é que en­tre os com­pra­do­res das tor­res que se­rão lan­ça­das es­ta­rão in­ves­ti­do­res e mo­ra­do­res das ci­da­des vi­zi­nhas. A pro­pri­e­tá­ria da imo­bi­liá­ria No­treda­me, Ro­si­ma­ri Cris­ti­na Moi­mas, con­ta que ela­bo­rou uma re­la­ção com vá­ri­os po­ten­ci­ais com­pra­do­res, que ela es­tá vi­si­tan­do pes­so­al­men­te e tem ti­do um bom re­tor­no. “Há mui­tos mo­ra­do­res de Ma­ri­al­va que são em­pre­sá­ri­os ou pro­fis­si­o­nais bem-su­ce­di­dos em Ma­rin­gá e têm in­te­res­se”. Ela enu­me­ra en­tre as qua­li­da­des do em­pre­en­di­men­to a lo­ca­li­za­ção e a área de la­zer.

A cor­re­to­ra Ma­ra Ju­ra­zek, da imo­bi­liá­ria Pai­çan­du, acre­di­ta que as con­di­ções fa­ci­li­ta­das de pa­ga­men­to e o va­lor do apar­ta­men­to a par­tir de R$ 249.990 são bons ar­gu­men­tos de ven­da. “Pai­çan­du é uma ci­da­de-dor­mi­tó­rio e tem uma par­ce­la con­si­de­rá­vel de mo­ra­do­res que tra­ba­lha em Ma­rin­gá e tem in­te­res­se em com­prar imó­vel na ci­da­de on­de pas­sa boa par­te do dia”, con­ta.

Gus­ta­vo Cé­sar Muniz, da imo­bi­liá­ria Man­da­gua­çu, usa­rá ou­tro ar­gu­men­to de ven­da: o per­fil uni­ver­si­tá­rio de Ma­rin­gá. “Mo­ra­do­res de Man­da­gua­çu, das clas­ses mé­dia e al­ta, que tra­ba­lham em Ma­rin­gá ou têm fi­lhos que es­tu­dam na ci­da­de têm in­te­res­se em com­prar”. Apos­tar em cli­en­tes da re­gião é uma al­ter­na­ti­va viá­vel, já que vá­ri­os dos cli­en­tes das pri­mei­ras uni­da­des do Vi­va­ce são de ci­da­des vi­zi­nhas. O ca­sal Re­nil­da Apa­re­ci­da Gal­va­ni e Jo­sé Roberto Gal­va­ni, de No­va Es­pe­ran­ça, por exem­plo, com­pra­ram du­as uni­da­des do em­pre­en­di­men­to. “Em prin­cí­pio com­pra­mos pa­ra mo­rar, por­que que­re­mos vir com to­da a fa­mí­lia pa­ra Ma­rin­gá, in­clu­si­ve um de nos­sos fi­lhos faz pós-graduação na ci­da­de e fi­ca­rá com um dos apar­ta­men­tos”, con­ta Gal­va­ni.

Divulgação

VIS­TA PA­RA O BOS­QUE II O Vi­va­ce Re­si­den­ce Club se­rá um con­do­mí­nio-clu­be com mais de 25 itens de la­zer

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.