Ilu­mi­na­ção do Wil­lie Da­vids es­tá en­tre me­lho­res do País

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES - Fá­bio Cas­tal­del­li fa­bi­o­au­gus­to@odi­a­rio.com

Sis­te­ma foi tes­ta­do on­tem du­ran­te trei­no do Ma­rin­gá FC pa­ra a par­ti­da de ama­nhã pe­la Co­pa do Bra­sil Obra te­ve cus­to de R$ 2.238.324,49

E fez-se a luz no Wil­lie Da­vids. Ama­nhã, quan­do o Ma­rin­gá FC en­trar em cam­po às 21h30 pa­ra a par­ti­da con­tra o Ma­du­rei­raRJ, pe­la Co­pa do Bra­sil, se­rá a es­treia do time na com­pe­ti­ção na­ci­o­nal e tam­bém a pri­mei­ra vez que a no­va ilu­mi­na­ção do es­tá­dio se­rá usa­da. On­tem, no iní­cio da noi­te, a Ze­bra re­a­li­zou um co­le­ti­vo no gra­ma­do que re­ce­be­rá o du­e­lo e a co­mis­são téc­ni­ca e os jo­ga­do­res apro­va­ram o re­sul­ta­do dos re­fle­to­res.

“O es­tá­dio e o tor­ce­dor ma­rin­ga­en­se me­re­cem es­sa me­lho­ria. Pa­re­ce dia”, co­men­tou o téc­ni­co Clau­de­mir Stu­ri­on. “Es­tá mui­to me­lhor do que no ano pas­sa­do. Fe­liz­men­te a fal­ta de cla­ri­da­de não se­rá mais um pro­ble­ma”, acres­cen­tou o za­guei­ro Marcelo Xa­vi­er.

O en­ge­nhei­ro fis­cal da Se­cre­ta­ria Mu­ni­ci­pal de Obras Pú­bli­cas (Se­mop), Ene­as Mar­tins da Silva, ex­pli­ca que com os 136 re­fle­to­res que fo­ram des­ti­na­dos às tor­res­do­es­tá­dio,ograu­de­lu­mi­nân­cia(me­di­do em lux), que era de 200 a 300 lux, pas­sou pa­ra mais de mil. “O Wil­lie Da­vids dis­põe ago­ra de um sis­te­ma com tec­no­lo­gia igual de es­tá­di­os de Co­pa do Mundo co­mo a Are­na da Bai­xa­da, em Curitiba, e a Fon­te No­va, em Sal­va­dor-BA, que se­guem pa­drãoFi­fa”,afir­ma.

A obra te­ve cus­to de R$ 2.238.324,39 e le­vou cer­ca de se­te me­ses pa­ra ser con­cluí­da. “Após a or­dem de ser­vi­ço ter si­do da­da, hou­ve um pro­ble­mi­nha com a pri­mei­ra co­lo­ca­da na li­ci­ta­ção, que foi des­clas­si­fi­ca­da. Em se­gui­da, a se­gun­da co­lo­ca­da as­su­miu e a ple­no va­por a obra foi ini­ci­a­da em ju­nho e fi­na­li­za­da no fim de ja­nei­ro”, diz. “Aca­ba­men­tos em ter­mos de in­fra­es­tru­tu­ra e ajus­tes es­tão sen­do fei­tos. Mas, a ilu­mi­na­ção do cam­po, em si, in­cluin­do to­do a par­te de li­ga­ção, no­vas ca­bi­nes e ca­bos, es­tá pron­ta. É tu­do de pri­mei­ro mundo”, com­ple­taSil­va.

A má qua­li­da­de da luz no Wil­lie Da­vis cau­sou trans­tor­nos no ano pas­sa­do. Pos­tes com re­fle­to­res adi­ci­o­nais che­ga­ram a ser ins­ta­la­dos no Es­ta­du­al pa­ra ten­tar ame­ni­zar o pro­ble­ma e du­as par­ti­das do Atlético Pa­ra­na­en­se vá­li­das pe­lo Bra­si­lei­rão e man­da­das em Ma­rin­gá, que es­ta­vam mar­ca­das pa­ra a noi­te, ti­ve­ram que ser trans­fe­ri­das pa­ra a tar­de.

Dú­vi­das

Pa­ra o con­fron­to com a equi­pe ca­ri­o­ca, o meio-cam­pis­ta Max é dú­vi­da. O jo­ga­dor dei­xou a par­ti­da com o Rio Bran­co no do­min­go com do­res na per­na di­rei­ta.“Ele te­ve uma mi­cro le­são no adu­tor. Va­mos me­lhor ava­liá-lo nes­ta quar­ta-fei­ra”, dis­se o fi­sio- te­ra­peu­ta,Ro­dri­go­doCar­mo.

Já Alex San­tos, re­for­ço anun­ci­a­do re­cen­te­men­te pe­la di­re­to­ria e que po­de atu­ar na la­te­ral-es­quer­da e no meio de cam­po, de­pen­de de ter a sua do­cu­men­ta­ção re­gu­la­ri­za­da jun­to à Con­fe­de­ra­ção Bra­si­lei­ra de Fu­te­bol (CBF) pa­ra­es­tarà­dis­po­si­ção.

—FO­TO: JC FRA­GO­SO

APRO­VA­DO. Cla­ri­da­de agra­dou os jo­ga­do­res e co­mis­são téc­ni­ca do Ma­rin­gá FC.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.