Che­vro­let Su­bur­ban é gi­gan­te no que­si­to con­for­to

O Diario do Norte do Parana - - CULTURA - Ra­fa­e­la Bor­ges JC/ Es­ta­dão

DETROIT, ES­TA­DOS UNIDOS - Quan­do o as­sun­to é con­for­to, ser do­no de um Che­vro­let Su­bur­ban é pra­ti­ca­men­te um so­nho. Ca­so o uti­li­tá­rio gran­da­lhão fos­se ven­di­do o Bra­sil - o que não é o ca­so, nem há pla­nos -, me­lhor ain­da se­ria ter um cho­fer. Não que ele se­ja ruim de di­ri­gir. Mas o fa­to é que as lar­gas ru­as de uma ci­da­de co­mo Detroit, nos Es­ta­dos Unidos, on­de o car­ro foi ava­li­a­do, bem co­mo as imen­sas va­gas de es­ta­ci­o­na­men­to nas ca­sas ou am­bi­en­tes co­mer­ci­ais, são o am­bi­en­te na­tu­ral do ji­pão.

Já em São Pau­lo ou no Rio de Ja­nei­ro, con­du­zir es­se car­ro se­ria uma mis­são com­pli­ca­dís­si­ma. Com 2,15 me­tros de lar­gu­ra, o ji­pão fi­ca­ria mal aco­mo­da­do em ave­ni­das de fai­xas es­trei­tas tí­pi­cas da ca­pi­tal pau­lis­ta, co­mo 23 de Maio ou Re­bou­ças, por exem­plo. Os pas­sa­gei­ros, no en­tan­to, só te­ri­am mo­ti­vos pa­ra sor­rir.

Com 5,68 me­tros de com­pri­men­to, o uti­li­tá­rio aco­mo­da se­te pes­so­as em três fi­lei­ras de as­sen­tos. São os ocu­pan­tes da se­gun­da os mais fe­li­zar­dos, pois con­tam com as­sen­tos in­di­vi­du­ais, do­ta­dos de sis­te­ma de aque­ci­men­to e boa in­cli­na­ção, além de re­fri­ge­ra­ção in­di­vi­du­al. Dá pa­ra vi­a­jar por quilô­me­tros e quilô­me­tros de ro­do­vi­as norte-ame­ri­ca­nas mui­to bem aco­mo­da­do, com am­plo es­pa­ço pa­ra per­nas, om­bros e ca­be­ça (até por­que a al­tu­ra é de 1,89 metro) e di­rei­to até a uma boa noi­te de so­no.

A vi­da não é tão boa as­sim pa­ra quem es­tá na ter­cei­ra fi­lei­ra. Mas tam­bém não é des­con­for­tá­vel. As três pes­so­as têm am­plo es­pa­ço pa­ra as per­nas e ca­be­ça tam­bém. O meio, ge­ral­men­te o lu­gar mais in­de­se­ja­do, tal­vez se­ja o me­lhor nes­ta se­ção do Su­bur­ban, já que a au­sên­cia de ban­co cen­tral na se­gun­da fi­lei­ra li­be­ra mais es­pa­ço pa­ra es­te ocu­pan­te se aco­mo­dar e lo­co­mo­ver.

Há ain­da a op­ção de do­brar os ban­cos das du­as úl­ti­mas fi­lei­ras, for­man­do um as­so­a­lho pla­no e um imen­so com­par­ti­men­to de ba­ga­gem. Dá pa­ra trans­por­tar bi­ci­cle­ta, ge­la­dei­ra dei­ta­da, pran­chas de sur­fe... Afi­nal, a ca­pa­ci­da­de vai a 3.429 li­tros. Pa­ra com­pa­ra­ção, um tí­pi­co se­dã mé­dio tem 500 li­tros no por­ta-ma­las.

O aca­ba­men­to, com cou­ro de óti­ma qua­li­da­de, jun­to com de­ta­lhes de alu­mí­nio no pai­nel cen­tral e ma­dei­ra na mol­du­ra das por­tas, é agra­dá­vel e so­fis­ti­ca­do. O pai­nel cen­tral é do­mi­na­do pe­la imen­sa te­la do sis­te­ma mul­ti­mí­dia, com rá­dio, en­tra­das pa­ra to­ca­do­res di­gi­tais, in­ter­net sem fio e na­ve­ga­dor GPS. Gran­des tam­bém são o por­ta-ob­je­tos cen­tral, o vo­lan­te e a ala­van­ca do câm­bio, que fi­ca na co­lu­na de di­re­ção e tem ope­ra­ção com­pli­ca­da. É pre­ci­so pu­xá-lo pa­ra bai­xo e de­pois pa­ra fren­te.

O mo­tor V8, com 5,3 li­tros, en­tre­ga 355 cv e 39 mkgf. São nú­me­ros que dei­xam a de­se­jar pa­ra um mo­de­lo que pe­sa 2.674 qui­los. Quan­do o ji­pão es­tá em bai­xa ro­ta­ção e so­fre for­te pres­são no pe­dal do ace­le­ra­dor, de­mo­ra a res­pon­der. Na uni­da­de ava­li­a­da, com tra­ção nas qua­tro ro­das, em ro­ta­ções mé­di­as e al­tas, au­men­ta a agi­li­da­de. Fi­ca mais fá­cil fa­zer uma ul­tra­pas­sa­gem na es­tra­da.

O amor­te­ci­men­to da sus­pen­são im­pe­de que qual­quer con­ta­to brus­co com o so­lo se­ja trans­mi­ti­do aos ocu­pan­tes e sis­te­mas ele­trô­ni­cos re­for­çam a se­gu­ran­ça. Mas, em cur­vas, é ne­ces­sá­rio cui­da­do e ve­lo­ci­da­de bem in­fe­ri­or à que se­ria apli- ca­da a um car­ro de pas­seio. Afi­nal, es­ta­mos fa­lan­do de um ver­da­dei­ro gi­gan­te so­bre ro­das, al­to e com ten­dên­cia à in­cli­na­ção da car­ro­ce­ria. (Vi­a­gem fei­ta a con­vi­te da Che­vro­let)

—FO­TO: DI­VUL­GA­ÇÃO

BA­GA­GEM. Su­bur­ban tem 5,58m de com­pri­men­to. Com os ban­cos re­ba­ti­dos, ji­pão trans­por­ta até uma ge­la­dei­ra dei­ta­da.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.