Re­lei­tu­ra do Hon­da NSX tem ven­da con­fir­ma­da no Bra­sil

O Diario do Norte do Parana - - CLASSIDIÁRIO - Ra­fa­e­la Bor­ges Agên­cia Es­ta­do ES­POR­TI­VO.

DE GE­NE­BRA, SUÍ­ÇA - Pe­la pri­mei­ra vez, a no­va ge­ra­ção do NSX apa­re­ce com o lo­go­ti­po da Hon­da. O mo­de­lo, que ha­via si­do apre­sen­ta­do em ja­nei­ro, no Sa­lão de Detroit (EUA), co­mo um Acu­ra (mar­ca de lu­xo do gru­po ja­po­nês), sur­ge na mos­tra au­to­mo­ti­va de Ge­ne­bra (Suí­ça) com a iden­ti­fi­ca­ção que usa­rá tan­to no mer­ca­do eu­ro­peu quan­to no Bra­sil. A im­por­ta­ção foi con­fir­ma­da pe­lo di­re­tor de de­sen­vol­vi­men­to do pro­je­to, Ted Klaus. Por aqui, o car­ro de­sem­bar­ca no fim do ano que vem.

O NSX é a re­lei­tu­ra do car­ro dos anos 90 que fi­cou mui­to as­so­ci­a­do ao no­me de Ayr­ton Sen­na, uma vez que o tri­cam­peão, en­tão pi­lo­to da McLa­renHon­da, par­ti­ci­pou do de­sen­vol­vi­men­to do mo­de­lo. Não é à toa que o su­pe­res­por­ti­vo res­sur­ge bem no mo­men­to em que a mon­ta­do­ra ja­po­ne­sa re­tor­na à Fór­mu­la 1, no­va­men­te em par­ce­ria com a equi­pe in­gle­sa.

Di­fe­ren­te­men­te do NSX an­ti­go, es­te foi de­sen­vol­vi­do pe­la Acu­ra nos Es­ta­dos Unidos. Po­rém, de acor­do com in­for­ma­ções da mar­ca, con­tou com am­pla par­ti­ci­pa­ção do Ja­pão. “Eles fo­ram mui­to im­por­tan­tes pa­ra a con­cep­ção do trem de for­ça”, ex­pli­ca Ted Klaus.

O mo­tor usa­rá, co­mo na Fór­mu­la 1, tec­no­lo­gia hí­bri­da, mas em uma so­lu­ção bem di­fe­ren­te da ado­ta­da na prin­ci­pal ca­te­go­ria do au­to­mo­bi­lis­mo. São três mo­to­res elé­tri­cos. Os dois di­an­tei­ros atu­am de for­ma in­de­pen­den­te, mo­vi­men­tam as ro­das e são res­pon­sá­veis pe­la di­vi­são do tor­que en­tre elas. De acor­do com a Hon­da, es­sa so­lu­ção au­xi­lia na ho­ra de ace­le­rar e re­to­mar ve­lo­ci­da­de, pois a for­ça é en­tre­gue de ma­nei­ra qua­se ime­di­a­ta.

Atrás, há um ter­cei­ro mo­tor elé­tri­co, que é aci­o­na­do prin­ci­pal­men­te na ho­ra de ace­le­rar mais for­te. Ele fi­ca po­si­ci­o­na­do en­tre a trans­mis­são e o pro­pul­sor a com­bus­tão, um V6 bi­tur­bo cen­tral tra­sei­ro. O con­jun­to ge­ra, de acor­do com a Hon­da, mais de 550 cv de po­tên­cia. Da­dos so­bre o tor­que do mo­de­lo ain­da não fo­ram re­ve­la­dos. Já o câm­bio, um au­to­ma­ti­za­do de du­as em­bre­a­gens - se­guin­do a ten­dên­cia das prin­ci­pais fa­bri­can­tes de es­por­ti­vos -, tem no­ve mar­chas. A tra­ção é in­te­gral.

Com a tec­no­lo­gia hí­bri­da, há ex­pec­ta­ti­va so­bre o ba­ru­lho do pro­pul­sor. Se­rá que ele vai so­ar al­to e es­por­ti­vo quan­to o de mo­de­los com o qual o NSX pre­ten­de con­cor­rer? “Eu pos­so as­se­gu­rar que o som do nos­so car­ro se­rá na­tu­ral, sem ar­ti­fí­ci­os pa­ra mo­di­fi­cá-lo”, res­pon­de Klaus. Ago­ra, é aguar­dar pa­ra con­fe­rir. (Co­la­bo­rou Ka­ri­na Cra­vei­ro) Mick Schu­ma­cher, fi­lho do hep­ta­cam­peão de Fór­mu­la 1 Michael Schu­ma­cher, es­treia es­te ano nas ca­te­go­ri­as de ba­se do au­to­mo­bi­lis­mo. Aos 16 anos, Mick dis­pu­ta­rá pe­la equi­pe ho­lan­de­sa Van Amers­fo­ort a pri­mei­ra eta­pa da F4 ale­mã nos di­as 25 e 26 de abril, no cir­cui­to de Os­chers­le­ben. No ano pas­sa­do, o ado­les­cen­te foi o vi­ce-cam­peão jú­ni­or de kart eu­ro­peu e vi­ce-cam­peão mun­di­al de kart na ca­te­go­ria KF Ju­ni­or.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.