Fal­ta de va­ci­nas faz Se­cre­ta­ria de Saú­de es­ta­be­le­cer agen­da­men­tos

O Diario do Norte do Parana - - MARINGÁ - Mu­ri­lo Gat­ti mgat­ti@odi­a­rio.com

Mo­ti­vos são os atra­sos na pro­du­ção e tam­bém dis­tri­bui­ção do me­di­ca­men­to pe­lo go­ver­no fe­de­ral Ori­en­ta­ção é que os pais se in­for­mem an­tes de le­var os fi­lhos nas UBS pa­ra re­ce­ber a te­tra vi­ral

A imu­ni­za­ção con­tra o sarampo, ru­béo­la, ca­xum­ba e va­ri­ce­la (ca­ta­po­ra), por meio da va­ci­na te­tra vi­ral, in­di­ca­da pa­ra be­bês de 1 ano, com re­for­ço aos 15 me­ses, es­tá sus­pen­sa nas Uni­da­des Bá­si­cas de Saú­de (UBS) de Ma­rin­gá. Os mo­ti­vos são os atra­sos na pro­du­ção e dis­tri­bui­ção, que são de res­pon­sa­bi­li­da­de do go­ver­no fe­de­ral. O pro­ble­ma atin­ge pra­ti­ca­men­te to­dos os Es­ta­dos do Bra­sil.

De acor­do com o se­cre­tá­rio de Saú­de de Ma­rin­gá, Antô­nio Car­los Nar­di, o Mi­nis­té­rio da Saú­de in­for­mou que a si­tu­a­ção vai ser normalizada até o iní­cio de maio, quan­do as cri­an­ças que pre­ci­sam se­rão ser va­ci­na­das. “A ori­en­ta­ção aos pais é que com­pa­re­çam às uni­da­des de saú­de e fa­çam o agen­da­men­to pa­ra ga­ran­tir a va­ci­na aos fi­lhos quan­do os es­to­ques fo­rem re­pos­tos.”

Se­gun­do Nar­di, não há mo­ti­vos pa­ra a pre­o­cu­pa­ção, em­bo­ra as cri­an­ças que te­ri­am de re­ce­ber as du­as do­ses da te­tra vi­ral fi­ca­rem vul­ne­rá­veis até a apli­ca­ção das­va­ci­nas. “Não­tem­ne­ces­si­da­de de pro­cu­rar a re­de particular”, afir­ma Nar­di.

O se­cre­tá­rio afir­ma que a re­du­ção do es­to­que na va­ci­na da fe­bre ama­re­la é mais pre­o­cu­pan­te. “Pre­ci­sa­mos fa­zer o aler­ta. As pes­so­as que ti­ve­rem de to­mar a va­ci­na da fe­bre ama­re­la, por­que vão vi­a­jar pa­ra lo­cais de trans­mis­são, pre­ci­sam se in­for­mar pa­ra não dei­xar de ser imu­ni­za­das.”

De acor­do com a se­cre­ta­ria, Éo va­lor co­bra­do por clí­ni­cas par­ti­cu­la­res pe­las va­ci­nas da trí­pli­ce vi­ral e da va­ri­ce­la, que tem o mes­mo efei­to da te­tra vi­ral. ca­da UBS vai de­fi­nir um dia da se­ma­na pa­ra a va­ci­na­ção con­tra a fe­bre ama­re­la. O agen­da­men­to se de­ve ao fa­to que o mu­ni­cí­pio pos­sui ape­nas fras­cos com 10 do­ses,que­pre­ci­sam­se­rad­mi­nis­tra­das no pra­zo de 4h. A es­tra­té­gia é ga­ran­tir o uso de to­das as do­ses pa­ra evi­tar a fal­ta de va­ci­nas­na­re­de­mu­ni­ci­pal.

A ori­en­ta­ção é pa­ra que as pes­so­as bus­quem in­for­ma­ções na UBS pa­ra sa­ber o dia de­fi­ni­do pa­ra a imu­ni­za­ção. Na sa­la de va­ci­nas da Se­cre­ta­ria da Saú­de, na Zo­na 7, foi de­fi­ni­do que a imu­ni­za­ção vai ser fei­ta to­das as tar­des. Va­le lem­brar que a va­ci­na da fe­bre ama­re­la é vá­li­da por 10 anos.

Em re­la­ção à va­ci­na con­tra a he­pa­ti­te A, a se­cre­ta­ria in­for­mou que a quan­ti­da­de de do­ses en­tre­gues ao mu­ni­cí­pio tem si­do me­nor do que o nor­mal. Di­an­te des­ta si­tu­a­ção, a va­ci­na­ção con­ti­nua a ser re­a­li­za­da, mas a pri­o­ri­da­de é o aten­di­men­to às cri­an­ças com mais de 1 ano e 6 me­ses que es­tão na lis­ta de es­pe­ra. As de­mais va­ci­nas con­ti­nu­am a ser ofe­re­ci­das nor­mal­men­te­nasUBS.

De acor­do com Nar­di, a ex­pli­ca­ção do Mi­nis­té­rio da Saú­de é que a fal­ta de va­ci­nas ocor­reu por con­ta da re­for­ma de um la­bo­ra­tó­rio de pro­du­ção da Fun­da­ção Oswal­do Cruz. Se­gun­do ain­da o se­cre­tá­rio, ou­tro pro­ble­ma que tem si­do re­gis­tra­do em al­guns lo­cais do País, mas que não atin­ge Ma­rin­gá, é a es­cas­sez de­so­ro­an­ti­o­fí­di­co,usa­do­em­pa­ci­en­tes ata­ca­dos por ser­pen­tes. “Umin­cên­di­o­o­cor­reu­no­la­bo­ra­tó­ri­o­doBu­tan­tan(em2010),exa­ta­men­te na ala on­de é pro­du­zi­do o so­ro ”, re­la­ta.

—FO­TO: RI­CAR­DO LO­PES

SA­LA DE VA­CI­NA­ÇÃO. Va­ci­na con­tra a fe­bre ama­re­la na Se­cre­ta­ria de Saú­de, na Zo­na 7.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.