Pa­les­tra do Mais Ges­tão 2015 abor­da ino­va­ção

O Diario do Norte do Parana - - MARINGÁ - Ju­li­a­na Fon­ta­nel­la ju­fon­ta­nel­la@odi­a­rio.com

Con­sul­to­ra e con­fe­ris­ta in­ter­na­ci­o­nal Pau­la Fal­cão apre­sen­ta mo­de­los es­tra­té­gi­cos de ge­ren­ci­a­men­to pa­ra o en­fren­ta­men­to da cri­se econô­mi­ca.

A pri­mei­ra edi­ção do pro­je­to Mais Ges­tão de Ca­pa­ci­ta­ção Exe­cu­ti­va de 2015 apre­sen­tou o te­ma “Ino­va­ção­emMo­de­losEs­tra­té­gi­cos”, pa­ra 50 con­vi­da­dos de di­ver­sos seg­men­tos em­pre­sa­ri­ais. Oob­je­ti­vo­do­en­con­tro,que­a­con­te­ceu na úl­ti­ma quin­ta-fei­ra, foi es­ti­mu­lar a bus­ca de so­lu­ções di­an­te da re­tra­ção do con­su­mo, al­tas ta­xas de ju­ros e au­men­to do cus­to­de­pro­du­ção.

A con­sul­to­ra e con­fe­ren­cis­ta in­ter­na­ci­o­nal Pau­la Fal­cão es­pe­ci­a­lis­ta nas áre­as edu­ca­ci­o­nal e em­pre­sa­ri­al, expôs me­to­do­lo­gi­as ino­va­do­ras que po­dem ser apli­ca­das pa­ra en­fren­tar o mo­men­to econô­mi­co sem as “ar­ma­di­lhas” do pas­sa­do. “Em tem­pos de cri­se é pre­ci­so con­si­de­rar três coi­sas: o ce­ná­rio, o tem­po e o pla­ne­ja­men­to. Nes­se ca­so, o mé­to­do Can­vas seg­men­ta no­ve pon­tos es­sen­ci­ais da ad­mi­nis­tra­ção da em­pre­sa e ser­ve tan­to pa­ra o ge­ren­ci­a­men­to quan­to pa­ra a im­plan­ta­ção do ne­gó­cio. Es­sa é uma fer­ra­men­ta es­tra­té­gi­ca efi­ci­en­te por­que co­lo­ca ‘to­do mundo’ pa­ra pen­sar jun­to, ofe­re­ce res­pos­tas rá­pi­das, pla­ne­ja­men­to fle­xí­vel e po­de ser adap­ta­da a qual­quer mo­men­to con­for­me o ce­ná­rio mu­da”, dis­se Pau­la.

A as­so­ci­a­ção da mo­bi­li­da­de com a par­ti­ci­pa­ção da equi­pe tem se mos­tra­do uma com­bi­na­ção an­ti­cri­se efi­ci­en­te. Por es­sa ra­zão, es­tá na ba­se de ou­tra fer­ra­men­ta es­tra­té­gi­ca a ga­mi­fi­ca­ção ou gameficação que apli­ca a te­o­ria dos jo­gos aos ne­gó­ci­os e ao en­si­no.

A téc­ni­ca trans­for­ma o trei­na­men­to, o pla­no de me­tas, a ado­ção de no­vas po­lí­ti­cas da em­pre­sa em um jo­go. A prin­ci­pal di­fe­ren­ça es­tá na for­ma de apren­der­por­que­em­lu­gar­de­ou­vi­ra­pe­nas, a equi­pe pas­sa por si­mu­la­ções, pon­tua quan­do acer­ta e as­si­mi­la o que é pre­ci­so. “O ges­tor apli­ca os mes­mos con­teú­dos, mas com a no­va rou­pa­gem e a res­pos­ta é ime­di­a­ta. Ho­je não há es­pa­ço pa­ra fi­car pa­ra­do quan­do se fa­la em ges­tão de em­pre­sas e de pes­so­as, e agir da for­ma tra­di­ci­o­nal na cri­se ape­nas re­con­duz a em­pre­sa ao mo­men­to an­te­ri­or. No mo­men­to em que apli­ca no­vas­me­to­do­lo­gi­as,es­sa­em­pre­sa­con­ti­nua ae­vo­luir.”

O Mais Ges­tão é uma re­a­li­za­ção do jor­nal O Diá­rio e Ma­rin­gá e Re­gião Con­ven­ti­on & Vi­si­tors Bu­re­au (MRC&VB), com apoio do Tho­ma­si Hotel, Uni­ce­su­mar e Mou­ra As­so­ci­a­dos Ser­vi­ços Edu­ca­ci­o­nais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.