O Diario do Norte do Parana - - ZOOM ZOOM -

O em­pre­sá­rio e con­ta­dor Or­lan­do Chi­que­to Ro­dri­gues adi­an­ta que as em­pre­sas vão ter bas­tan­te tra­ba­lho a par­tir de 1º de abril, quan­do te­rão de co­me­çar a re­ver o ca­das­tro dos pro­du­tos pa­ra al­te­rar as alí­quo­tas de 12% pa­ra 18% ou 25%.Vai­se­ro­mo­men­to­de­co­me­çar a de­fi­nir o que vai ou não­ser­re­pas­sa­doàs­ven­das.

1 Quem vai sen­tir pri­mei­ro es­ta al­ta na alí­quo­ta do ICMS. Co­mo is­so vai im­pac­tar no mer­ca­do pro­du­ti­vo?

— “Com a ma­jo­ra­ção na alí­quo­ta, o em­pre­sá­rio vai pa­gar mais im­pos­to quan­do ven­de. A ten­dên­cia é que ele vai au­men­tar o cus­to e re­pas­sar pa­ra o pro­du­to, o que vai pro­vo­car o au­men­to no pre­ço de di­ver­sos itens em fun­ção do re­pas­se. Po­de ser que, em al­guns seg­men­tos, os em­pre­sá­ri­os con­si­gam ab­sor­vam o cus­to com a di­mi­nui­ção da ca­pa­ci­da­de de investimento, o que pro­vo­ca uma ge­ra­ção de me­nos em­pre­go e, até uma re­ces­são­de­em­pre­go­no­mer­ca­do.

2 As alí­quo­tas de 18% e 25% tam­bém são usa­das por ou­trosEs­ta­dos?

— “Sim, são alí­quo­tas usa­das pe­los ou­tros Es­ta­dos e o Pa­ra­ná vai pro­põe um ín­di­ce den­tro do per­mi­ti­do pe­lo go­ver­no fe­de­ral. Mas, na ver­da­de, al­guns pro­du­tos apre­sen­tam re­du­ção dos por­cen­tu­ais. Es­sa re­du­ção ga­ran­te di­fe­ri­men­to e com­pe­ti­ti­vi­da­de.

3 Ose­nho­ra­cre­di­ta­que­o­sem­pre­sá­ri­os vão ten­tar ab­sor­ver oau­men­to?

— “De­pen­de mui­to do mer­ca­do. Al­guns, mais com­pe­ti­ti­vos, ten-

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.