Do­cu­men­to com crí­ti­ca ao go­ver­no der­ru­ba mi­nis­tro

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Da Re­da­ção, com Agên­ci­as

Che­fe da Se­cre­ta­ria de Comunicação Social, Tho­mas Trau­mann pe­de de­mis­são Em me­nos de três me­ses do atu­al man­da­to, três ti­tu­la­res já dei­xa­ram a Es­pla­na­da

On­tem à tar­de, o mi­nis­tro-che­fe da Se­cre­ta­ria de Comunicação Social da Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca (Se­com), Tho­mas Trau­mann, pe­diu de­mis­são do car­go. A so­li­ci­ta­ção foi aca­ta­da pe­la pre­si­den­teDil­maRous­seff.

No­ta di­vul­ga­da pe­lo Pa­lá­cio do Pla­nal­to não in­for­ma o mo­ti­vo do pe­di­do, nem re­ve­la quem vai as­su­mir a pas­ta.

Trau­mann dei­xa a Pas­ta uma se­ma­na após o por­tal Es­ta­dão.com di­vul­gar um do­cu­men­to in­ter­no do Pa­lá­cio do Pla­nal­to no qual cons­ta­va crí­ti- cas a vá­ri­as pos­tu­ras do go­ver­no fe­de­ral na área da Comunicação, con­si­de­ra­da “er­rá­ti­ca”, e ava­li­a­va que o nú­cleo cen­tral do atu­al man­da­to vi­ve um mo­men­to de “ca­os po­lí­ti­co”. Após o epi­só­dio, o mi­nis­tro saiu de fé­ri­as por seis di­as e re­tor­nou ao tra­ba­lho nes­ta ter­ça-fei­ra.

Ela­bo­ra­do pe­la Se­com, o do­cu­men­to, sem as­si­na­tu­ra, cir­cu­lou, ter­ça-fei­ra da se­ma­na pas­sa­da, en­tre mi­nis­tros, di­ri­gen­tes do Par­ti­do dos Tra­ba­lha­do­res (PT) e as­ses­so­res do ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Silva. O tex­to ci­ta, em tom de aler­ta, pes­qui­sa te­lefô­ni­ca re­cen­te fei­ta pe­lo Ibo­pe a pe­di­do do Pla­nal­to na qual 32% dos en­tre­vis­ta- dos dis­se­ram ter mu­da­do de opi­nião ne­ga­ti­va­men­te so­bre o go­ver­no desde a cam­pa­nha de ou­tu­bro. Con­clui que o País pas­sa por um “ca­os po­lí­ti­co” e ad­mi­te: “Não se­rá fá­cil vi­rar o jo­go”.

O do­cu­men­to é di­vi­di­do em três par­tes: “On­de es­ta­mos”, “Co­mo che­ga­mos até aqui” e “Co­mo vi­rar o jo­go”. Na pri­mei­ra, o go­ver­no faz um di­ag­nós­ti­co do mo­men­to e ad­mi­te er­ros de ação, prin­ci­pal­men­te, nas re­des so­ci­ais. “A Comunicação é o mor­do­mo das cri­ses. Em qual­quer ca­os po­lí­ti­co, há sem­pre um que apon­te ‘a cul­pa é da comunicação’. Des­ta vez, não há dú­vi­das de que a comunicação foi er­ra­da e er­rá­ti­ca. Mas a cri­se é mai­or do que is­so”, des­ta­ca o ma­te­ri­al.

Ape­sar do mea-cul­pa, o go­ver­no ten­ta di­vi­dir o ônus da cri­se. “Iro­ni­ca­men­te, ho­je, são os elei­to­res de Dil­ma e Lu­la que es­tão aco­mo­da­dos com o ce­lu­lar na mão en­quan­to a opo­si­ção ba­te pa­ne­la. Dá pa­ra re­cu­pe­rar as re­des, mas é pre­ci­so, an­tes, re­cu­pe­rar as ru­as”, res­sal­ta o tex­to.

De­saí­da

Trau­mann é o ter­cei­ro mi­nis­tro a dei­xar o car­go em cer­ca de três me­ses do se­gun­do man­da­to da pre­si­den­te Dil­ma. Além de­le, pe­di­ram de­mis­são Cid Gomes, da Edu­ca­ção, subs­ti­tuí­do, in- te­ri­na­men­te, por Luiz Cláu­dio Cos­ta; e Marcelo Né­ri, Se­cre­ta­ria de As­sun­tos Es­tra­té­gi­cos, su­ce­di­do por Roberto Man­ga­bei­ra Un­ger. Se­gun­do a Se­com, o atu­al se­cre­tá­rio-exe­cu­ti­vo da Se­cre­ta­ria de Comunicação, Roberto Mes­si­as, vai as­su­mir o co­man­do da Pas­ta, de for­ma in­te­ri­na, até que a pre­si­den­te de­fi­na o no­me­deum­su­ces­sor.

Mi­nu­tos após a con­fir­ma­ção da saí­da de­le, Trau­mann usou a con­ta de­le no Twit­ter pa­ra pos­tar tre­chos da mú­si­ca “No­vos Ru­mos”, do com­po­si­tor Pau­li­nho da Vi­o­la: “Vou im­pri­mir no­vos ru­mos ao bar­co agi­ta­do que foi mi­nha vi­da. Que a sor­te da­gen­teéa­gen­te­que­faz.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.