Carf é gran­de es­co­a­dou­ro de re­cur­sos pú­bli­cos

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Ivan Ri­chard Agên­cia Bra­sil chard/Agên­ci­aB­ra­sil /// Ivan Ri- ///AE ///AE

Afir­ma­çãoé­de­pro­cu­ra­dor­da Re­pú­bli­ca­so­bre­frau­de­que po­de­che­ga­raR$19bi.

Al­vo de frau­des que po­dem su­pe­rar em qua­se o do­bro o mon­tan­te in­ves­ti­ga­do pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral (PF) na Ope­ra­ção La­va Ja­to, o Con­se­lho Ad­mi­nis­tra­ti­vo de Re­cur­sos Fis­cais (Carf) tem mo­de­lo de com­po­si­ção e atu­a­ção “sus­ce­tí­vel à cor­rup­ção”, na ava­li­a­ção do pro­cu­ra­dor da Re­pú­bli­ca que atua na Ope­ra­ção Ze­lo­tes, Fre­de­ri­co Paiva.

De­fla­gra­da an­te­on­tem pe­la PF, o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral, a Re­cei­ta Fe­de­ral e Cor­re­ge­do­ria do Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da, a Ope­ra­ção Ze­lo­tes de­sar­ti­cu­lou uma or­ga­ni­za­ção que atu­a­va ma­ni­pu­lan­do o trâ­mi­te de pro­ces­sos e o re­sul­ta­do de jul­ga­men­tos e que po­de ter pro­vo­ca­do prejuízo aos co­fres­daU­nião­deR$19bi­lhões.

Úl­ti­ma ins­tân­cia da es­fe­ra ad­mi­nis­tra­ti­va tri­bu­tá­ria fe­de­ral, an­ti­go Con­se­lho de Con­tri­buin­tes da Re­cei­ta, vin­cu­la­do ao Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da, o Carf é com­pos­to por 216 con­se­lhei­ros, sen­do 113 in­di­ca­dos pe­lo Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da e 113 por con­fe­de­ra­ções re­pre­sen­ta­ti­vas de ca- te­go­ri­as econô­mi­cas de ní­vel na­ci­o­nal e pe­las cen­trais sin­di­cais. O ór­gão é di­vi­di­do em tur­mas, com­pos­tas por seis con­se­lhos ca­da, di­vi­di­dos de for­ma pa­ri­tá­ria en­tre ser­vi­do­res pú­bli­cos e re­pre­sen­tan­tes­da­sem­pre­sas.

“O sis­te­ma é na­tu­ral­men­te fa­lho, tem que ser mu­da­do e es­pe­ra­mos que o Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da to­me as pro­vi­dên­ci­as. Nes­te mo­men­to de ajus­te fis­cal, em que se bus­ca re­cei­tas, o Carf é um gran­de es­co­a­dou­ro de re­cur­sos pú­bli­cos. Is­so é de co­nhe­ci­men­to pú­bli­co, pe­lo me­nos dos gran­des es­cri­tó­ri­os de ad­vo­ca­cia”, des­ta­cou Fre­de­ri­co Paiva.

O se­cre­tá­rio ad­jun­to da Re­cei­ta Fe­de­ral, Luiz Fer­nan­do Nu­nes, de­fen­deu o mo­de­lo do Carf, mas res­sal­tou que o re­sul­ta­do das in­ves­ti­ga­ções po­de­rá le­var a mu­dan­ças no ór­gão. “O Carf é um ór­gão que tem mais de 80 anos de exis­tên­cia, com ser­vi­ços re­le­van­tes pres­ta­dos ao país. São mais de 200 con­se­lhei­ros que têm man­da­to de três anos. Fa­la­mos de um pe­que­no gru­po de pes­so­as [en­vol­vi­das em cor­rup­ção]”, afir­mou.

“De fa­to, um ca­so co­mo es­se é um mo­men­to de re­fle­xão. É im­por­tan­te que pen­se­mos, en­quan­to ad­mi­nis­tra­ção, en­quan­to so­ci­e­da­de e Po­der Le­gis­la­ti- vo, se es­se é o me­lhor mo­de­lo, se fun­ci­o­na ade­qua­da­men­te, se é ne­ces­sá­rio mu­dar al­gum ri­to, al­gum ti­po de pro­ce­di­men­to por­que, de fa­to, não po­de­mos con­vi­ver com a pos­si­bi­li­da­de futura de ocor­rên­ci­as de coi­sas se­me­lhan­tes. Ain­da que sai­ba­mos que é re­la­ti­va a de­ter­mi­na­das pes­so­as”, acres­cen­tou o se­cre­tá­rio ad­jun­to da Re­cei­ta.

De acor­do com o Mi­nis­té­rio da Fa­zen­da, a atu­al es­tru­tu­ra do Carf foi ins­ti­tuí­da em 2009, após apro­va­ção da Me­di­da Pro­vi­só­ria 449 e a edi­ção da por­ta­ria as­si­na­da pe­lo en­tão mi­nis­tro Gui­do Man­te­ga. Ain­da se­gun­do a Fa­zen­da, o Carf re­sul­tou da uni­fi­ca­ção das es­tru­tu­ras ad­mi­nis­tra­ti­vas do pri­mei­ro, se­gun­do e ter­cei­ro Con­se­lho de Con­tri­buin­tes em um úni­co ór­gão, man­ten­do a mes­ma na­tu­re­za e fi­na­li­da­de doscon­se­lhos.

De acor­do com a PF, o gru­po que atu­a­va no Carf fa­zia um le­van­ta­men­to dos gran­des pro­ces­sos em cur­so no ór­gão, pro­cu­ra­va em­pre­sas com al­tos dé­bi­tos no Fis­co e ofe­re­cia fa­ci­li­da­des, co­mo a anu­la­ção de mul­tas. Pe­las in­ves­ti­ga­ções, ini­ci­a­das em 2013, mais de 70 pro­ces­sos tri­bu­tá­ri­os po­dem ter si­do frau­da­dos, acar­re­tan­do prejuízo su­pe­ri­or a R$ 19 bi­lhões aos co­fres pú­bli­cos. A Po­lí­cia Fe­de­ral (PF) pren­deu, on­tem, em mais uma eta­pa da Ope­ra­ção La­va Ja­to, o aci­o­nis­ta e pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção do Gru­po Gal­vão, con­tro­la­dor da em­prei­tei­ra Gal­vão En­ge­nha­ria, Da­rio de Qu­ei­roz Gal­vão Fi­lho. Tam­bém foi pre­so Gui­lher­me Es­te­ves de Je­sus, apon­ta­do pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral co­mo ope­ra­dor dos pa­ga­men­tos de pro­pi­na da em­pre­sa Se­te Bra­sil, que tem contratos com a Petrobras. Da­rio de Qu­ei­roz Gal­vão Fi­lho foi pre­so em ca­sa, em São Pau­lo, e Gui­lher­me Es­te­ves, no Rio de Ja­nei­ro. Cum­prin­do man­da­do do juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro, res­pon­sá­vel pe­los pro­ces­sos da Ope­ra­ção La­va ja­to, os agen­tes da PF tam­bém cum­pri­ram man­da­dos de bus­ca e apre­en­são nos lo­cais on­de ocor­re­ram as pri­sões. Nes­ta quar­ta-fei­ra, as em­pre­sas Gal­vão En­ge­nha­ria e Gal­vão Par­ti­ci­pa­ções, vin­cu­la­das ao Gru­po Gal­vão, apre­sen­ta­ram à Jus­ti­ça do Rio de Ja­nei­ro pe­di­do de re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al. Co­mu­ni­ca­do da em­pre­sa a co­la­bo­ra­do­res. Às 20h30 de ho­je, pe­lo me­nos 173 ci­da­des bra­si­lei­ras par­ti­ci­pa­rão da Ho­ra do Pla­ne­ta 2015, in­cen­ti­van­do a po­pu­la­ção a apa­gar as lu­zes por 60 mi­nu­tos, em ato sim­bó­li­co con­tra as mu­dan­ças cli­má­ti­cas. A ini­ci­a­ti­va, pro­mo­vi­da pe­la or­ga­ni­za­ção am­bi­en­ta­lis­ta WWF em ci­da­des de to­do o mundo, te­ve ade­são das 27 ca­pi­tais.A mo­bi­li­za­ção no Bra­sil de­ve­rá ser mai­or que nas seis edi­ções an­te­ri­o­res do ato. Em 2014, 144 mu­ni­cí­pi­os se ca­das­tra­ram. Mais de 300 em­pre­sas e di­ver­sas es­co­las e ins­ti­tui­ções tam­bém ade­ri­ram à ini­ci­a­ti­va. Su­biu pa­ra 100 mil o nú­me­ro de ca­sos de den­gue con­fir­ma­dos no Es­ta­do de São Pau­lo, desde o iní­cio do ano, al­ta de 116% em re­la­ção ao pri­mei­ro tri­mes­tre de 2014. Da­dos da Se­cre­ta­ria Es­ta­du­al da Saú­de di­vul­ga­dos, on­tem, mos­tram ain­da que mais de um quar­to dos mu­ni­cí­pi­os pau­lis­tas já vi­ve epi­de­mia da do­en­ça, com ta­xa de in­ci­dên­cia su­pe­ri­or a 300 ca­sos por 100 mil ha­bi­tan­tes. Em ape­nas três di­as, a lis­ta de pa­ci­en­tes in­fec­ta­dos pe­la den­gue ga­nhou 14 mil no­vos no­mes - ba­lan­ço di­vul­ga­do nes­ta ter­ça-fei­ra con­fir­ma­va 86 mil ca­sos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.