Re­for­ma da Pre­vi­dên­cia vai a ple­ná­rio

O Diario do Norte do Parana - - ECO­NO­MIA - Das Agên­ci­as eco­no­mia@odi­a­rio.com

De­pois de mais de 9 ho­ras, co­mis­são es­pe­ci­al con­cluiu a vo­ta­ção do re­la­tó­rio; das dez su­ges­tões de mu­dan­ças, ape­nas uma foi apro­va­da Tex­to ago­ra pre­ci­sa de 308 vo­tos fa­vo­rá­veis em du­as vo­ta­ções pa­ra se­guir pa­ra o Se­na­do

Após mais de 9 ho­ras, de­pu­ta­dos en­cer­ra­ram on­tem à noi­te a vo­ta­ção dos des­ta­ques ao tex­to prin­ci­pal da re­for­ma da Pre­vi­dên­cia na co­mis­são es­pe­ci­al da Câ­ma­ra. O tex­to ago­ra se­gue pa­ra o ple­ná­rio da Ca­sa, on­de pre­ci­sa de 308 vo­tos fa­vo­rá­veis em du­as vo­ta­ções pa­ra se­guir pa­ra o Se­na­do. A ex­pec­ta­ti­va é que a vo­ta­ção ocor­ra nos di­as 24 e31­de­maio,em­dois­tur­nos.

Na ses­são, os par­la­men­ta­res apro­va­ram ape­nas um des­ta­que ao tex­to-ba­se da pro­pos­ta. A mu­dan­ça man­te­ve na es­fe­ra es­ta­du­al as ações ju­di­ci­ais con­tra o INSS. A pro­pos­ta do re­la­tor, de­pu­ta­do Arthur Maia (PPS-BA), era que es­ses pro­ces­sos pas­sas­semà­com­pe­tên­ci­a­daU­nião.

Um acor­do, que po­de tra­zer pre­juí­zos aos co­fres fe­de­rais, foi cos­tu­ra­do nos bas­ti­do­res de­pois de ou­tro acer­to fei­to ain­da na se­ma­na pas­sa­da, em que o de­pu­ta- do Ar­nal­do Fa­ria de Sá (PTB-SP) as­se­gu­rou o apoio a es­sa vo­ta­ção em tro­ca da re­ti­ra­da da pro­pos­ta de apo­sen­ta­do­ria es­pe­ci­al pa­ra agen­tes pe­ni­ten­ciá­ri­os, cu­jo­des­ta­que­e­ra­de­su­a­au­to­ria.

A ne­go­ci­a­ção foi o es­to­pim pa­ra que agen­tes da ca­te­go­ria in­va­dis­sem a Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos na quar­ta-fei­ra pas­sa­da, lo­go após a apro­va­ção do tex­to prin­ci­pal da re­for­ma na co­mis­são. O tu­mul­to fez com que a con­clu­são dos tra­ba­lhos fos­se adi­a­da­pa­ra­on­tem.

A Jus­ti­ça Es­ta­du­al tem ho­je a prer­ro­ga­ti­va de jul­gar ações en­vol­ven­do be­ne­fí­ci­os pre­vi­den­ciá­ri­os ou por aci­den­te de tra­ba­lho, co­mo é o ca­so da con­ces­são de au­xí­lio-do­en­ça.

En­tre os des­ta­ques der­ru­ba­dos pe­los de­pu­ta­dos et­são o que pre­via a re­ti­ra­da do ar­ti­go que cria uma con­tri­bui­ção in­di­vi­du­al do tra­ba­lha­dor ru­ral fa­mi­li­ar. To­dos os des­ta­ques do PT fo­ram re­jei­ta­dos. O par­ti­do que­ria eli­mi­nar as mu­dan­ças no aces­so aos be­ne­fí­ci­os as­sis­ten­ci­ais, en­tre eles o Be­ne­fí­cio de Pres­ta­ção Con­ti­nu­a­da (BCP).

Os de­pu­ta­dos tam­bém re­jei­ta­ram um des­ta­que apre­sen­ta­do pe­la ban­ca­da do PSB, que que­ria ga­ran­tir que ser­vi­do­res que co­me­ça­ram a con­tri­buir até 2003 ti­ves­sem a apo­sen­ta­do­ria com 100% do va­lor do sa­lá­rio no úl­ti­mo car­go que ocu­pa­ram, além de te­rem re­a­jus­te equi­va­len­te ao dos ser vi­do­res ati­vos.

O re­la­tó­rio de Maia diz que a in­te­gra­li­da­de do sa­lá­rio só se­rá ga­ran­ti­da se o ser­vi­dor atin­gir 65 anos (ho­mem) e 62 anos (mu­lher) e o tem­po mí­ni­mo de 25 anos­de­con­tri­bui­ção.

Tam­bém foi re­jei­ta­do um des­ta­que se­me­lhan­te, apre­sen­ta­do pe­la ban­ca­da do PDT, mas que tra­ta­va ape­nas dos ser­vi­do­res que in­gres­sa­ram no ser­vi­ço pú­bli­co até 31 de de­zem­bro de 2003. Com o acrés­ci­mo, o par­ti­do que­ria que es­ses ser­vi­do­res ti­ves­sem a apo­sen­ta­do­ria com 100% do va­lor do sa­lá­rio no úl­ti­mo car­go que ocu­pa­ram.

—FO­TO: LUIS MA­CE­DO/AG. C­MA­RA

CA­LEN­DÁ­RIO. De­pu­ta­dos de­vem vo­tar o tex­to di­as 24 e 31 des­te mês.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.