Ci­da­de cri­ou 450 em­pre­gos for­mais em abril, diz Ca­ged

O Diario do Norte do Parana - - MARINGÁ - Pau­li­ne Al­mei­da ma­rin­ga@odi­a­rio.com Co­mér­ci­o­se­re­cu­pe­ra

Con­tra­ta­ções vol­ta­ram a su­pe­rar as de­mis­sões após sal­do ne­ga­ti­vo, em mar­ço Re­sul­ta­do foi pu­xa­do pe­lo de­sem­pe­nho da in­dús­tria da trans­for­ma­ção e do co­mér­cio

Após um mar­ço em que Ma­rin­gá per­deu 88 em­pre­gos for­mais, o mu­ni­cí­pio vol­tou a ter sal­do po­si­ti­vo em abril. A au­xi­li­ar de pro­du­ção Lu­ci­neia Di­as Bar­bo­sa, 42 anos, foi uma das 5.104 fe­li­zar­das que con­se­gui­ram um tra­ba­lho com car­tei­ra as­si­na­da no úl­ti­mo mês. Em re­la­ção às de­mis­sões, fo­ram4.654, com 450 de sal­do. As in­for­ma­ções, di­vul­ga­das on­tem, são do Ca­das­tro Ge­ral de Em­pre­ga­dos e De­sem­pre­ga­dos (Ca­ged), do Mi­nis­té­rio doT­ra­ba­lho­eEm­pre­go.

O em­pre­go de Lu­ci­neia veio no se­tor que te­ve me­lhor de­sem­pe­nho em abril, o da in­dús­tria da trans­for­ma­ção, com sal­do de 174, um dos mais afe­ta­dos na­ci­o­nal­men­te pe­la cri­se econô­mi­ca. Jus­ta­men­te por con­ta do ce­ná­rio na­ci­o­nal, a ago­ra au­xi­li­ar de pro­du­ção já ti­nha qua­se de­sis­ti­do qu­an­do apa­re­ceu a va­ga em uma fá­bri­ca do ves­tuá­rio. Ela tra­ba­lhou co­mo cos­tu­rei­ra autô­no­ma por cer­ca de dez anos e de­ci­diu bus­car um em­pre­go fi­xo mi­ran­do os be­ne­fí­ci­os, co­mo 13º sa­lá­rio e fé­ri­as.

O eco­no­mis­ta da Fe­de­ra­ção das In­dús­tri­as do Pa­ra­ná (Fi­ep), Ro­ber­to Zur­cher, ava­lia que a eco­no­mia bra­si­lei­ra co­me­ça a apre­sen­tar si­nais de me­lho­ra. “A sa­zo­na­li­da­de da in­dús­tria es­tá re­tor­nan­do, aque­las os­ci­la­ções nor­mais que não fo­ram ve­ri­fi­ca­das em 2015 e 2016 por con­ta da for­te cri­se.”

Se­gun­do Zur­cher, en­tre os se­to­res da trans­for­ma­ção, o ves­tuá­rio te­ve in­fluên­cia po­si­ti­va nos da­dos de Ma­rin­gá, po­lo têx­til que co­me­ça a pre­pa­rar a co­le­ção pri­ma­ve­ra-ve­rão. Ou­tro que mos­trou âni­mo foi o ali­men­tí­cio. “To­dos os anos, nes­sa épo­ca, te­mos es­ses re­sul­ta­dos por­que a sa­fra co­me­ça a che­gar às in­dús­tri­as. Ti­ve­mos uma ex­ce­len­te sa­fra e ago­ra é pre­ci­so trans­for­mar to­da es­sa ma­té­ria-pri­ma”, apon­tou.

A cons­tru­ção ci­vil em Ma­rin­gá fe­chou abril com re­sul­ta­do po­si­ti­vo de 33 va­gas de sal­do, po­rém, não con­se­guiu ven­cer ain­da o his­tó­ri­co de -1.058 va­gas nos úl­ti­mos 12 me­ses. Ape­sar do go­ver­no fe­de­ral es­tu­dar a re­a­ti­va­ção do pro­gra­ma Mi­nha Ca­sa, Mi­nha Vi­da com al­te­ra­ções, o se­tor de­ve de­mo­rar a re­a­gir.

“Com o ní­vel de de­sem­pre­go e de en­di­vi­da­men­to ele­va­do, as pes­so­as di­fi­cil­men­te op­tam por com­prar bens de mai­or va­lor e a ca­sa pró­pria é o bem de mai­or va­lor. Te­mos que es­pe­rar que o efei­to da re­du­ção da ta­xa de ju­ros co­me­ce a che­gar na po­pu­la­ção, is­so de­mo­ra de seis a no­ve me­ses pa­ra ter um efei­to prá­ti­co”,afir­mou Zur­cher. O co­mér­cio foi o se­gun­do se­tor com me­lhor de­sem­pe­nho em abril, em Ma­rin­gá, mos­tran­do uma re­cu­pe­ra­ção de­pois dos sal­dos ne­ga­ti­vos de -120 em fe­ve­rei­ro e -45 em mar­ço. O pre­si­den­te do Sin­di­ca­to dos Lo­jis­tas do Co­mér­cio (Si­va­mar), Ali War­da­ni, le­van­tou que o Dia das Mães ala­van­cou as con­tra­ta­ções e que re­sul­ta­dos me­lho­res são aguar­da­dos a par­tir de ago­ra.

“Nós es­ta­mos es­pe­ran­ço­sos nos me­ses em fren­te. Te­nho uma ex­pec­ta­ti­va mui­to boa que a coi­sa vai an­dar co­mo sem­pre an­dou no se­gun­do se­mes­tre. Es­te ano não vai ser di­fe­ren­te, a eco­no­mia ten­de a fluir”, pro­je­tou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.