Se­na­dor afir­ma que em­prés­ti­mo foi le­gal

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - AE

O se­na­dor Aé­cio Ne­ves (PSDB) dis­se que foi “sur­pre­en­di­do” on­tem com “a gra­vi­da­de das me­di­das au­to­ri­za­das pe­la Jus­ti­ça, a par­tir da reu­nião ha­vi­da com o sr. Jo­es­ley Ba­tis­ta”. Ele se re­fe­re à de­ci­são do mi­nis­tro Ed­son Fa­chin, re­la­tor da La­va Ja­to no Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral, que man­dou pren­der Andrea e Fred, ir­mãe­pri­mo­do­tu­ca­no.

O en­con­tro com o exe­cu­ti­vo do Gru­po JBS - que fe­chou acor­do de de­la­ção com a Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca - ocor­reu no dia 24 de mar­ço em um ho­tel em São Pau­lo, re­ve­la a Ope­ra­ção Pat­mos, des­do­bra­men­to da La­va Ja­to. Na oca­sião, se­gun­do a in­ves­ti­ga­ção, Aé­cio pe­diu R$ 2 mi­lhões a Jo­es­ley ale­gan­do que pre­ci­sa­va de re­cur­sos pa­ra pa­gar sua de­fe­sa na in­ves­ti­ga­ção - o se­na­dor é al­vo de seis inqué­ri­tos no Su­pre­mo. “Tra­tou-se úni­ca e ex­clu­si­va­men­te de uma re­la­ção en­tre pes­so­as pri­va­das, em que o se­na­dor so­li­ci­tou apoio pa­ra co­brir cus­tos de sua de­fe­sa, já que não dis­pu­nha de re­cur­sos pa­ra tal”, diz o ad­vo­ga­do de Aé­cio. Se­gun­do o de­fen­sor do tu­ca­no “foi pro­pos­ta, em pri­mei­ro lu­gar, a ven­da ao exe­cu­ti­vo de um apar­ta­men­to de pro­pri­e­da­de da fa­mí­lia”. “O de­la­tor (Jo­es­ley) propôs, en­tre­tan­to, já aten­den­do aos in­te­res­ses de sua de­la­ção, em­pres­tar re­cur­sos lí­ci­tos pro­ve­ni­en­tes de sua em­pre­sa, o que ocor­reu sem qual­quer con­tra­par­ti­da, sem qual­quer ato que mes­mo re­mo­ta­men­te pos­sa ser con­si­de­ra­do ile­gal ou mes­mo que te­nha qual­quer re­la­ção com o se­tor pú­bli­co”, diz o ad­vo­ga­do.///

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.