Ter dois em­pre­gos: bus­ca por mais dinheiro ou fu­ga?

O Diario do Norte do Parana - - EESMPPECRIEAGLOS - Fer­nan­da Ber­to­la fer­nan­da@odi­a­rio.com

Ter dois ou mais em­pre­gos apa­ren­te­men­te tem uma sim­ples ex­pli­ca­ção: ne­ces­si­da­de de ga­nhar mais dinheiro, se­ja pa­ra pou­par ou dar con­ta do pa­drão de vi­da ins­tau­ra­do. No en­tan­to, pa­ra a trai­ner em co­a­ch e pre­si­den­te do Ins­ti­tu­to Ne­fesh, San­dra Mar­ti­nha­go, ques­tões que en­vol­vem a his­tó­ria de vi­da da pessoa po­dem es­tar di­re­ta­men­te re­la­ci­o­na­das a de­ci­sões de du­pla ou mais jor­na­das.

“Um exem­plo é o ca­so de quem per­deu al­gum ir­mão e traz uma car­ga mai­or pa­ra si. Se per­deu en­quan­to cri­an­ça, irá se tor­nar al­guém mais so­li­dá­rio pa­ra aten­der à mãe. Quan­do adul­to, po­de pas­sar a tra­ba­lhar mais em fun­ção des­sa his­tó­ria, de for­ma in­cons­ci­en­te”, diz San­dra.

Pa­ra a co­a­ch, as pes­so­as que tra­ba­lham de­mais ge­ral­men­te gas­tam mais do que ga­nham, e su­ces­si­va­men­te, con­for­me au­men­ta a ren­da, por­que tam­bém pre­ci­sam su­pe­rar ques­tões in­cons­ci­en­tes. “Te­mos um pro­gra­ma emo­ci­o­nal de ‘não ga­nho o su­fi­ci­en­te pa­ra sus­ten­tar mi­nha fa­mí­lia’. Se olhar­mos pa­ra a his­tó­ria des­sa pessoa, pro­va­vel­men­te um pai ou um avô não fez o pa­pel de pro­ve­dor.Quem tra­ba­lha mui­to por re­pa­ra­ção (emo- ci­o­nal), pos­si­vel­men­te não con­se­gui­rá ga­nhar dinheiro”.

Só vai con­quis­tar es­ta­bi­li­da­de, se­gun­do ela, quem en­ten­der quais pro­gra­mas emo­ci­o­nais o afe­ta. Aí é pos­sí­vel dri­blar o que pa­re­ce ser uma obri­ga­ção e le­var uma vi­da me­nos so­bre­car­re­ga­da e ade­qua­da às ne­ces­si­da­des. Is­so não tem a ver com dei­xar de as­pi­rar a al­go, mas sim com evi­tar si­tu­a­ções de fa­lên­cia.

“Se um em­pre­go co­me­ça a in­ter­fe­rir no ou­tro, se as ho­ras ex­tras de um im­pe­dem de cum­prir a fun­ção ade­qua­da no ou­tro, além de con­fli­to com o con­tra­tan­te, po­de­rá se ins­ta­lar um qua­dro de so­bre­car­ga, que po­de até in­ca­pa­ci­tar”, aler­ta.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.