Temer de­sis­te de sus­pen­der inqué­ri­to no STF

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Das Agências ge­ral@odi­a­rio.com

De­fe­sa de pre­si­den­te afir­ma que foi aten­di­da com decisão do Su­pre­mo pa­ra que se­ja re­a­li­za­da pe­rí­cia em áudios Gra­va­dor uti­li­za­do pa­ra re­gis­trar a con­ver­sa entre o pe­e­me­de­bis­ta e Jo­es­ley se­rá en­tre­gue ho­je à Po­lí­cia Fe­de­ral

O ad­vo­ga­do Gus­ta­vo Gu­e­des afir­mou on­tem que a de­fe­sa do pre­si­den­te Michel Temer (PMDB) en­trou com um no­vo pe­di­do no Su­pre­mo Tribunal Fe­de­ral (STF) pa­ra que o inqué­ri­to contra o pe­e­me­de­bis­ta não se­ja mais sus­pen­so. A de­cla­ra­ção foi da­da após um en­con­tro com o ministro Ed­son Fa­chin, re­la­tor da Ope­ra­ção La­va Ja­to na Cor­te.

Se­gun­do Gu­e­des, a de­fe­sa se sen­tiu aten­di­da com o de­fe­ri­men­to do pe­di­do pa­ra que fos­se re­a­li­za­da uma pe­rí­cia no áu­dio da con­ver­sa entre Temer e o em­pre­sá­rio Jo­es­ley Ba­tis­ta, da JBS. “Eu vim di­zer (a Fa­chin) que, di­an­te des­se de­fe­ri­men­to, não vía­mos mais a ne­ces­si­da­de de sus­pen­der o pro­ces­so e que o pre­si­den­te quer que es­se as­sun­to se­ja re­sol­vi­do o mais rá­pi­do pos­sí­vel”, dis­se.

Se­gun­do ele, Temer quer que o pro­ces­so si­ga o cur­so nor­mal e que fi­que com­pro­va­da a ino­cên­cia do pe­e­me­de­bis­ta. “O pre­si­den­te quer dar es­sa res­pos­ta ao País o mais ra­pi­da­men­te pos­sí­vel”, acres­cen­tou.

Pe­rí­cia

Gu­e­des afir­mou ain­da que a equi­pe que de­fen­de Temer no ca­so en­co­men­dou uma pe­rí­cia par­ti­cu­lar do áu­dio e que fo­ram cons­ta­ta­dos cer­ca de 70 pon­tos de “obs­cu­ri­da­de” na gra­va­ção. “Na nos­sa ava­li­a­ção, já não há dú­vi­da, há con­vic­ção de que es­te áu­dio é im­pres­tá­vel”, dis­se.

O no­vo pe­di­do pro­to­co­la­do no STF mu­da a es­tra­té­gia de de­fe­sa de Temer, que na se­ma­na pas­sa­da pe­diu pa­ra que o inqué­ri­to fos­se sus­pen­so. Ini­ci­al­men­te, o jul­ga­men­to des­sa ques­tão de or­dem estava mar­ca­do pa­ra amanhã, mas nes­ta segunda, a pre­si­den­te da Cor­te, Cár­men Lú­cia, afir­mou que o pe­di­do do pe­e­me­de­bis­ta só se­ria le­va­do a ple­ná­rio após a conclusão da pe­rí­cia no áu­dio gra­va­do pe­lo em­pre­sá­rio da JBS.

O gra­va­dor usa­do pa­ra re­gis­trar a con­ver­sa entre o pre­si­den­te e o em­pre­sá­rio Jo­es­ley Ba­tis­ta se­rá en­tre­gue ho­je pa­ra a Po­lí­cia Fe­de­ral. A in­for­ma­ção foi con­fir­ma­da pe­la as­ses­so­ria de im­pren­sa do gru­po JBS.

O jul­ga­men­to de quar­ta era es­pe­ra­do com an­si­e­da­de pe­la clas­se po­lí­ti­ca. A ba­se ali­a­da de Temer aguar­da­va o re­sul­ta­do e o po­si­ci­o­na­men­to dos mi­nis­tros pa­ra de­ci­dir se per­ma­ne­cia ou não ao la­do de Temer.

Na noite de domingo, Temer reu­niu-se, no Pa­lá­cio Al­vo­ra­da, com mi­nis­tros e lí­de­res do go­ver­no no Con­gres­so Na­ci­o­nal. O ob­je­ti­vo da reu­nião, con­si­de­ra­da in­for­mal por ali­a­dos, foi dis­cu­tir a cri­se po­lí­ti­ca.

Os mi­nis­tros Eli­seu Pa­di­lha (Casa Ci­vil), Moreira Fran­co (Se­cre­ta­ria-Ge­ral da Pre­si­dên­cia), Hen­ri­que Mei­rel­les (Fa­zen­da), Hel­der Bar­ba­lho (In­te­gra­ção Na­ci­o­nal), Ronaldo No­guei­ra (Tra­ba­lho), Gil­ber­to Kas­sab (Ci­ên­cia, Tec­no­lo­gia, Ino­va­ções e Co­mu­ni­ca­ções) e Raul Jung­mann (De­fe­sa) par­ti­ci­pa­ram do en­con­tro.

O pre­si­den­te do Se­na­do, Eu­ní­cio Oliveira (PMDB), che­gou por vol­ta de 20h. O pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Rodrigo Maia (DEMRJ), que es­te­ve com Temer pe­la ma­nhã, no Pa­lá­cio do Ja­bu­ru, não­es­te­ve­noAl­vo­ra­da. A Or­dem dos Ad­vo­ga­dos do Bra­sil (OAB) de­ve pro­to­co­lar nes­ta se­ma­na na Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos o pe­di­do de pro­ces­so de im­pe­a­ch­ment do pre­si­den­te Michel Temer (PMDB). O pre­si­den­te do co­le­gi­a­do, Cláu­dio La­ma­chia, dis­se não es­tar de­fi­ni­do ain­da se is­so se­rá fei­to amanhã ou quinta. A acusação se­rá de pre­va­ri­ca­ção, o que ca­rac­te­ri­za­ria o cri­me de res­pon­sa­bi­li­da­de. “To­do te­or da con­ver­sa é gra­vís­si­mo”,dis­seLa­ma­chia.

De­ci­di­do em uma reu­nião ex­tra­or­di­ná­ria re­a­li­za­da no fim de se­ma­na, o pe­di­do de aber­tu­ra de pro­ces­so de im­pe­a­ch­ment do pre­si­den­te tem co­mo ar­gu­men­to cen­tral a gra­va­ção de uma con­ver­sa entre o exe­cu­ti­vo Jo­es­ley Ba­tis­ta, da JBS, e Temer, no Pa­lá­ci­o­doJa­bu­ru, 7de­mar­ço.

Por 25 vo­tos a 1, con­se­lhei­ros do co­le­gi­a­do con­si­de­ra­ram que o pre­si­den­te er­rou ao não co­mu­ni­car a au­to­ri­da­des a ocor­rên­cia de cri­mes pra­ti­ca­dos por Jo­es­ley. Pa­ra a en­ti­da­de, Temer tam­bém te­ria fal­ta­do com o de­co­ro ao se en­con­trar de for­ma se­cre­ta com o em­pre­sá­rio e por pro­me­ter agir em fa­vor de in­te­res­ses par­ti­cu­la­res. A redação da denúncia es­tá sob a res­pon­sa­bi­li­da­de de uma co­mis­são, for­ma­da por in­te­gran­tes do con­se­lho fe­de­ral da en­ti­da­de. Em sua de­fe­sa, Temer tem di­to que o áu­dio usa­do co­mo prova foi adul­te­ra­do.

La­ma­chia afir­ma que a OAB não en­trou na ava­li­a­ção so­bre uma eventual edição do áu­dio. “A pe­ça da OAB tem co­mo ba­se as de­cla­ra­ções do pró­prio Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. Em nenhum mo­men­to ele ne­ga o diálogo e a in­ter­lo­cu­ção. As pró­pri­as ma­ni­fes­ta­ções e as du­as de­cla­ra­ções for­mais do Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca re­co­nhe­cem o te­or da con­ver­sa. Is­so é in­dis­cu­tí­vel”, dis­seLa­ma­chia. ///AE

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.