Ta­pa-bu­ra­cos vai pas­sar por 40 bair­ros, diz pre­fei­tu­ra

O Diario do Norte do Parana - - MARINGÁ - Pau­li­ne Al­mei­da ma­rin­ga@odi­a­rio.com ‘Com­qua­li­da­de’

So­lu­ção com spray de pi­che é emer­gen­ci­al en­quan­to uma li­ci­ta­ção de re­ca­pe não é aber­ta Re­cu­pe­ra­ção do as­fal­to tem cus­to es­ti­ma­do em R$ 11 mi­lhões

Os cin­co di­as de chu­va em Ma­rin­gá pre­ju­di­ca­ram a con­di­ção do as­fal­to, abrin­do no­vos bu­ra­cos e am­pli­an­do os exis­ten­tes. Le­van­ta­men­to da Se­cre­ta­ria Mu­ni­ci­pal de Obras Pú­bli­cas com a Ge­rên­cia de Pa­vi­men­ta­ção apon­ta cer­ca de 40 bair­ros com pro­ble­mas na ma­lha. A Se­cre­ta­ria de Ser­vi­ços Pú­bli­cos co­me­çou on­tem uma ope­ra­ção ta­pa-bu­ra­cos pa­ra ame­ni­zar emer­gen­ci­al­men­te o pro­ble­ma. Já pa­ra a so­lu­ção a lon­go pra­zo, uma li­ci­ta­ção de re­ca­pe se­rá aber­ta sex­ta-fei­ra (26).

Qua­tro equi­pes da pre­fei­tu­ra tra­ba­lham no ta­pa-bu­ra­cos em ave­ni­das im­por­tan­tes, co­mo La­gu­na e José Al­ves Nen­do, Con­tor­no Sul e mar­gi­nal da Ro­do­via da Mo­da, a PR-317. Uma quin­ta es­tá ro­dan­do a ci­da­de pa­ra re­pa­rar es­tra­gos me­no­res.

Um dos lo­cais aten­di­dos foi a Ave­ni­da Car­los Bor­ges. Po­rém, pa­ra a pro­pri­e­tá­ria de uma ofi­cia me­câ­ni­ca, lo­ca­li­za­da na via, o re­sul­ta­do dei­xou a de­se­jar. Ela já re­ce­beu vá­ri­os car­ros que­bra­dos por cau­sa das ‘panelas’, es­pe­ci­al­men­te com pro­ble­mas nas ro­das e no amor­te­ce­dor. “Tem que fa­zer um ser­vi­ço bem fei­to, não es­sa coi­sa mal-aca­ba­da, ain­da mais nu­ma ave­ni­da des­sas­com­tan­to­mo­vi­men­to.”

O ta­pa-bu­ra­co in­clui uma ca­ma­da de spray de pi­che, mas­sa as­fál­ti­ca e a com­pac­ta­ção com ro­lo, téc­ni­ca vo­lú­vel a no­vas chu­vas. Mes­mo com a ope­ra­ção, quem pas­sa pe­la Car­los Bor­ges, por exem­plo, sen­te o veí­cu­lo cha­co­a­lhar bas­tan­te. O pre­fei­to Ulis­ses Maia (PDT) in­for­mou que a via se­rá du­pli­ca­da, com a tro­ca to­tal do as­fal­to, obra or­ça­da em R$ 7 mi­lhões com re­cur­sos pró­pri­os.

Pen­san­do em se­gu­ran­ça, a po­pu­la­ção aguar­da o re­ca­pe, co­mo o mo­to­ci­clis­ta Jor­ge dos Reis, 40 anos. De­vi­do aos bu­ra­cos, os pro­du­tos que car­re­ga já che­ga­ram a cair. “Já to­mei sus­to ao des­vi­ar de bu­ra­co. Na chu­va, é pi­or por­que a gen­te po­de não en­xer­gar e até se en­vol­ver em um aci­den­te.” A mo­to­ris­ta Sir­le­ne Ga­ma, 38, co­bra du­ra­bi­li­da­de. “Tem que ser um tra­ba­lho dig­no por­que se­não, to­da vez que cho­ve, tem mais bu­ra­co. E quan­do vo­cê pen­sa que não, es­tá den­tro­deum.” Ulis­ses de­cla­rou que a ma­nu­ten­ção das vi­as fi­cou pre­ju­di­ca­da de­vi­do ao atra­so de al­gu­mas li­ci­ta­ções, co­mo de ma­te­ri­ais pa­ra as obras. “Não fal­ta­rá re­cur­so pa­ra o re­ca­pe. É pri­o­ri­da­de pa­ra nós. Não po­de­mos dei­xar uma ci­da­de co­mo Ma­rin­gá com bu­ra­co e mal­con­ser­va­da.”

O se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal de Ser­vi­ços Pú­bli­cos, Vag­ner de Oli­vei­ra, in­for­mou que a li­ci­ta­ção pa­ra a re­cu­pe­ra­ção as­fál­ti­ca tem qua­tro lo­tes, com pre­ço apro­xi­ma­do de R$ 11 mi­lhões. As em­pre­sas con­ta­rão com a aju­da da ad­mi­nis­tra­ção pú­bli- ca, que re­to­mou a pro­du­ção na Usi­na de As­fal­to e na pe­drei­ra. O Con­jun­to Ney Bra­ga, por exem­plo, se­rá uma das pri­o­ri­da­des.

Se­gun­do Oli­vei­ra, a par­ti­ci­pa­ção do mu­ni­cí­pio de­ve au­xi­li­ar na eco­no­mia aos co­fres pú­bli­cos. “Tem mui­to as­fal­to fei­to co­mo cas­qui­nha de ovo; nós va­mos fa­zer com qua­li­da­de”, pro­me­te.

—FO­TO: JC FRAGOSO

ZO­NA SUL. Ta­pa-bu­ra­co na Ave­ni­da Car­los Bor­ges: pa­li­a­ti­vo en­quan­to a li­ci­ta­ção não sai

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.