Do­a­ções de ór­gãos ba­tem re­cor­de em abril

O Diario do Norte do Parana - - PARANÁ - Agên­cia Es­ta­du­al pa­ra­na@odi­a­rio.com Te­ci­do­se­pe­le Au­to­ri­za­ção Fi­la

O Pa­ra­ná re­gis­trou em abril o maior nú­me­ro de do­a­ções de ór­gãos da his­tó­ria do Es­ta­do. Se­gun­do es­ta­tís­ti­cas da Cen­tral Es­ta­du­al de Transplantes, fo­ram 47 do­a­ções no úl­ti­mo mês. O maior nú­me­ro re­gis­tra­do até en­tão era de 45 do­a­ções, em agos­to de 2016. Nos qua­tro pri­mei­ros me­ses des­te ano, ocor­re­ram 149 do­a­ções de ór­gãos no Pa­ra­ná.

“O nú­me­ro de do­a­ções vem au­men­tan­do ano a ano. Ho­je, o Pa­ra­ná é o se­gun­do Es­ta­do com maior nú­me­ro de do­a­ções efe­ti­vas”, afir­ma o se­cre- tá­rio de Es­ta­do da Saú­de, Mi­che­le Ca­pu­to Neto. As do­a­ções não se res­trin­gem ape­nas a ór­gãos. Te­ci­dos, co­mo cór­nea, os­sos e pe­le, tam­bém po­dem ser do­a­dos. Pa­ci­en­tes que fa­le­ce­ram por mor­te en­ce­fá­li­ca po­dem do­ar pra­ti­ca­men­te to­dos os ór­gãos. Já os que so­fre­ram pa­ra­da car­di­or­res­pi­ra­tó­ria so­men­te po­dem do­ar te­ci­dos. “O que ve­mos ho­je é re­sul­ta­do de um tra­ba­lho exaus­ti­vo do Sis­te­ma Es­ta­du­al de Transplantes do Pa­ra­ná e dos pro­fis­si­o­nais que tra­ba­lham pa­ra sal­var vi­das”, diz a di­re­to­ra da Cen­tral Es­ta­du­al de Transplantes, Ar­le­ne Ba­do­ch. A do­a­ção de ór­gãos e te­ci­dos só po­de ser efe­ti­va­da se au­to­ri­za­da pe­la fa­mí­lia do pa­ci­en­te. Con­ver­sar ain­da é uma das me­lho­res for­mas de sa­ber da in­ten­ção do fa­mi­li­ar em do­ar ór­gãos.

Do­a­ções en­tre pa­ren­tes vi­vos po­dem ser fei­tas por qual­quer pes­soa que es­te­ja dis­pos­ta e, me­di­an­te exa­mes mé­di­cos, mos­tre-se ap­ta. Já do­a­ções en­tre não pa­ren­tes de­pen­de de au­to­ri­za­ção ju­di­ci­al. Se­gun­do a Se­cre­ta­ria Es­ta­du­al de Saú­de, há 1,6 mil pes­so­as à es­pe­ra de transplantes no Pa­ra­ná. A maior de­man­da é por rim –82%do­to­tal­de­pa­ci­en­tes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.