Em­pre­sas ex­clu­em ICMS do cál­cu­lo de PIS e Co­fins

O Diario do Norte do Parana - - MARINGÁ - Taís Na­ka­ku­ra tais­na­ka­ku­ra@odi­a­rio.com

O Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) emi­tiu, es­te ano, de­ci­são que po­de be­ne­fi­ci­ar mui­tas em­pre­sas, proi­bin­do a co­bran­ça de im­pos­tos so­bre ou­tros im­pos­tos. Até en­tão, con­tri­bui­ções pa­ra o Pro­gra­ma de In­te­gra­ção So­ci­al e pa­ra o Fi­nan­ci­a­men­to da Se­gu­ri­da­de So­ci­al (PIS/Co­fins) le­va­vam em con­si­de­ra­ção a ar­re­ca­da­ção que a em­pre­sa fa­zia do Im­pos­to so­bre Cir­cu­la­ção de Mer­ca­do­ri­as e Ser­vi­ços (ICMS) e Im­pos­to So­bre Ser­vi­ços (ISS) quan­do, na ver­da­de, se tra­ta­va de um va­lor que era re­co­lhi­do, mas que não cons­ti­tuía re­cei­ta ou fa­tu­ra­men­to pa­ra a em­pre­sa.

Co­mo a Cor­te é a au­to­ri­da­de má­xi­ma do Ju­di­ciá­rio, es­sa ori­en­ta­ção de­ve ser se­gui­da por to­das as ins­tân­ci­as, per­mi­tin­do que qual­quer or­ga­ni­za­ção pos­sa re­que­rer a re­ti­ra­da des­ses im­pos­tos­da­ba­se­de­cál­cu­lo.

Em Ma­rin­gá, al­gu­mas em­pre­sas já es­tão im­pe­tran­do ações. O ad­vo­ga­do tri­bu­ta­ris­ta Marcio Ro­dri­go Friz­zo afir­ma que já tem mais de mil ações do ti­po na Jus­ti­ça e ob­te­ve 200 li­mi­na­res fa­vo­rá­veis. “Pa­ra as ou­tras, vou re­pe­dir a li­mi­nar, pois, an­tes, a Jus­ti­ça não es­ta­va dan­do pa­re­cer fa­vo­rá­vel, mas de­pois que saiu a de­ci­são (do STF) to­dos os pro­ces­sos es­tão se­guin­do es­sa ten­dên­cia.”

Um dos cli­en­tes que re­ce­beu o di­rei­to de não pa­gar im­pos­to so­bre im­pos­to foi o Sin­di­ca­to Em­pre­sa­ri­al­daIn­dús­tri­a­doVes­tuá­rio de Ma­rin­gá (Sind­vest), que en­trou com ação co­le­ti­va em no­me dos 340 as­so­ci­a­dos. Con­for­me a en­ti­da­de, os as­so­ci­a­dos tam­bém têm di­rei­to ao res­sar­ci­men­to do va­lor pa­go a mais nos úl­ti­mos­cin­co­a­nos.

Na de­ci­são, o de­sem­bar­ga­dor Jorge An­to­nio Mau­ri­que ci­ta a de­ci­são do Su­pre­mo, afir­man­do que, em­bo­ra o jul­ga­men­to não obri­gue a to­ma­da de de­ci­são idên­ti­ca por to­das as ins­tân­ci­as, ele ti­nha “por bem ado­tar, no ca­so em exa­me, a ori­en­ta­ção ne­le (jul­ga­men­to) con­ti­da, de que o ICMS e ISS de­vem ser ex­cluí­dos da ba­se de cál­cu­lo de tri­bu­tos que in­ci­dam so­bre aque­las gran­de­zas”.

In­te­res­sa­dos de­vem pro­cu­rar ad­vo­ga­do ou con­ta­dor pa­ra fa­zer o cál­cu­lo do PIS e Co­fins sem ICMS e ISS. A par­tir do pa­re­cer fa­vo­rá­vel, o con­tri­buin­te dei­xa de pa­gar o im­pos­to du­pli­ca­doi­me­di­a­ta­men­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.