Me­mes vão do­mi­nar o mun­do

O Diario do Norte do Parana - - CULTURA - Re­na­to Cro­zat­ti cro­zat­ti@odi­a­rio.com

Ob­ser­va­tó­rio de Mí­di­as da UEM pro­põe um de­ba­te so­bre o fenô­me­no co­mu­ni­ca­ci­o­nal dos me­mes no meio po­lí­ti­co Aber­to à co­mu­ni­da­de, en­con­tro acon­te­ce­rá ama­nhã, com en­tra­da fran­ca, no Blo­co H-12

O uso de me­mes pe­los in­ter­nau­tas es­tá ca­da vez mais co­mum e po­pu­lar. O Bra­sil é cha­ma­do por mui­tos co­mo “o país dos me­mes”, em re­fe­rên­cia ao “tí­tu­lo” de “o país do fu­te­bol” – já até ga­nhou a “Pri­mei­ra Guerra de Me­mes” con­tra Por­tu­gal no ano pas­sa­do, com usuá­ri­os das re­des so­ci­ais de am­bos os paí­ses se di­gla­di­an­do com me­mes ca­da vez mais en­gra­ça­dos. Exis­te até um museu vir­tu­al vol­ta­do in­tei­ra­men­te pa­ra is­so. Foi tam­bém des­sa for­ma que a in­ter­net bra­si­lei­ra en­con­trou uma “so­lu­ção” pa­ra li­dar com a cri­se po­lí­ti­ca que as­so­la o país: cri­an­do me­mes.

É exa­ta­men­te o po­der dos me­mes po­lí­ti­cos na co­mu­ni­ca­ção que se­rá de­ba­ti­do ama­nhã pe­lo Ob­ser­va­tó­rio de Mí­di­as da UEM. “O fenô­me­no co­mu­ni­ca­ci­o­nal dos me­mes e seu pa­pel po­lí­ti­co” acon­te­ce­rá às 18 ho­ras, com en­tra­da gra­tui­ta, no au­di- tó­rio do Blo­co H-12 da uni­ver­si­da­de, com par­ti­ci­pa­ção aber­ta à to­da a co­mu­ni­da­de.

Or­ga­ni­za­do por es­tu­dan­tes do cur­so de Co­mu­ni­ca­ção e Mul­ti­mei­os da UEM, o Ob­ser­va­tó­rio de Mí­di­as acon­te­ce quin­ze­nal­men­te e bus­ca tra­zer te­mas re­le­van­tes so­bre a mí­dia e ana­li­sar, por meio de uma ro­da de con­ver­sa, os mei­os de co­mu­ni­ca­ção e de qual for­ma exer­cem o po­der de in­for­mar e no­ti­ci­ar o pú­bli­co.

“Tra­ba­lha­mos com a ideia de ques­ti­o­nar um te­ma cen­tral [da mí­dia] e dis­cu­tir to­da a co­ber­tu­ra fei­ta: as omis­sões de in­for­ma­ção, o ân­gu­lo pe­lo qual foi de­ba­ti­do e co­mo trou­xe­ram a in­for­ma­ção ao pu­bli­co”, con­ta o es­tu­dan­te Felipe Col­lar Cor­ni, um dos or­ga­ni­za­do­res.

Abor­dar o fenô­me­no co­mu­ni­ca­ci­o­nal dos me­mes e o pa­pel po­lí­ti­co acon­te­ceu, se­gun­do Felipe, de­vi­do à re­cor­rên­cia do te­ma no cur­so de Co­mu­ni­ca­ção e o des­ta­que que es­tá ga­nhan­do na mí­dia. “No ca­so de Mi­chel Te­mer e das de­la­ções, mui­tos me­mes aca­ba­ram cir­cu­lan­do. Is­so cha­mou a aten­ção pa­ra tra­zer­mos pa­ra o Ob­ser­va­tó­rio.” “Não vi­ra­rei me­me! Re­pi­to: não vi­ra­rei me­me!”, es­bra­ve­ja o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer em fo­to com ca­ra de pro­nun­ci­a­men­to ofi­ci­al. Mas de ofi­ci­al não tem na­da. A fo­to em ques­tão é um me­me que usuá­ri­os da in­ter­net fi­ze­ram e que co­me­çou a cir­cu­lar na in­ter­net lo­go após o Pla­nal­to ve­tar o uso de fotos ofi­ci­ais de Te­mer pa­ra es­se ti­po de pu­bli­ca­ção.

“Nos­sos ído­los Jo­el­ma [exCalyp­so] e Wes­ley [Sa­fa­dão] se uni­ram e for­ma­ram o Me­ga­zord JO­ES­LEY”, brin­ca um usuá­rio do Twit­ter, em re­fe­rên­cia à de­la­ção pre­mi­a­da do em­pre­sá­rio Jo­es­ley Ba­tis­ta, pre­si­den­te da JBS, em que in­cri­mi­na o pre­si­den­te Te­mer. Es­ses se­rão ape­nas al­guns dos me­mes de­ba­ti­dos pe­lo gru­po, em um de­ba­te aber­to à co­mu­ni­da­de.

Se­gun­do a es­tu­dan­te Giul­li­a­na Di­as, tam­bém or­ga­ni­za­do­ra do de­ba­te, os me­mes se tor­na­ram uma for­ma de o bra­si­lei­ro li­dar com ce­ná­rio po­lí­ti­co atu­al no País. “Ao mes­mo tem­po que [o me­me] se­duz ao en­tre­la­çar o te­ma com o en­tre­te­ni­men­to, aca­ba por tor­nar o de­ba­te mais su­per­fi­ci­al. Há sem­pre uma po­la­ri­za­ção vi­lões x he­róis, e com a ca­pa­ci­da­de de re­pli­ca­ção que o me­me car­re­ga, es­sa ideia se alas­tra pe­lo ci­be­res­pa­ço, fa­ci­li- tan­do in­clu­si­ve a reprodução de no­tí­ci­as fal­sas. Mas, de­vi­do a es­sa ca­rac­te­rís­ti­ca de reprodução dos me­mes, mis­tu­rar os dois po­de tor­nar a dis­cus­são mais aces­sí­vel”, re­fle­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.