Li­vro ‘Hi­bis­co Ro­xo’ em de­ba­te hoje

O Diario do Norte do Parana - - CULTURA - Re­na­to Cro­zat­ti cro­zat­ti@odi­a­rio.com

Ra­chel de Qu­ei­roz, Con­cei­ção Eva­ris­to, Cla­ri­ce Lis­pec­tor, Ca­ro­li­na de Je­sus, Eli­a­ne Brum, Ja­ne Aus­ten, Vir­gi­nia Wo­olf, J.K. Ro­wling, Agatha Ch­ris­tie, Mar­ga­ret Atwo­od, Za­die Smith e Chi­ma­man­da Ngo­zie Idi­chie são gran­des pro­vas de que a li­te­ra­tu­ra es­tá re­ple­ta de óti­mas es­cri­to­ras – se é que es­sa in­for­ma­ção pre­ci­sa mes­mo ser com­pro­va­da. Es­tá che­gan­do um pro­je­to em Ma­rin­gá que bus­ca in­cen­ti­var e di­vul­gar a lei­tu­ra des­sas im­pres­cin­dí­veis­mu­lhe­res­que­en­ri­que­ce­ma­ar­te­da­pa­la­vra.

O Leia Mu­lhe­res, um clu­be de li­vros fo­ca­do na lei­tu­ra de obras de mu­lhe­res es­cri­to­ras, te­rá seu pri­mei­ro en­con­tro hoje, às 15h, no Va­ca Lou­ca Ca­fé Ve­ge­ta­ri­a­no. O li­vro de­ba­ti­do se­rá o con­tem­po­râ­neo “Hi­bis­co Ro­xo”, da ni­ge­ri­a­na Chi­ma­man­da Idi­chie, tam­bém au­to­ra das elo­gi­a­das obras “Meio Sol Ama­re­lo”, “No SeuPes­co­ço”e“Ame­ri­ca­nah”.

O pro­je­to de lei­tu­ra foi cri­a­do pe­la escritora bri­tâ­ni­ca Jo­an­na Walsh em 2014. No ano se­guin­te, três mu­lhe­res de­ci­di­ram tra­zer a pro­pos­ta pa­ra o Bra­sil, ini­ci­an­do-se em São Paulo e hoje es­pa­lha­do por to­do o País, com en­con­tro­sa­con­te­cen­do­em­ca­pi­tais e ci­da­des do in­te­ri­or dos Es­ta­dos. As res­pon­sá­veis pe­lo pro­je­to em Ma­rin­gá são Es­te­la San­tos, mes­tran­da em Letras pe­la UEMe­e­di­to­ra­do­si­teHo­moLi­te­ra­tus, e Ma­ria Al­mei­da, gra­dua- Qu­an­do: hoje Ho­rá­rio: 15h On­de: Va­ca Lou­ca Ca­fé Ve­ge­ta­ri­a­no En­de­re­ço: Av. Cer­ro Azul, 228 Par­ti­ci­pa­ção gra­tui­ta da em Letras pe­la ins­ti­tui­ção. Es­te­la con­ta que a ideia de tra­zer o Leia Mu­lhe­res pa­ra a ci­da­de sur­giu pa­ra in­cen­ti­var à lei­tu­ra de obras es­cri­tas por mu­lhe­res. Ela afir­ma que o en­con­tro não tem co­mo ob­je­ti­vo um de­ba­te so­bre a obra, mas sim uma con­ver­sa in­for­mal,co­mo­pi­niõe­seim­pres­sões que o li­vro dei­xou nos par­ti­ci­pan­tes.

“Em­bo­ra exis­tam even­tos li­te­rá­ri­os aqui, clu­bes do li­vro e even­tos aca­dê­mi­cos na UEM que en­vol­vam a li­te­ra­tu­ra, es­ses es­pa­ços qua­se não dão vo­zes pa­ra as mu­lhe­res es­cri­to­ras, so­bre­tu­do pa­ra as au­to­ras con­tem­po­râ­ne­as”, co­men­ta Es­te­la. “As mu­lhe­res exis­tem, es­cre­vem e es­tão pu­bli­can­do. Além dis­so, elas têm vi­sões e pers­pec­ti­vas igual­men­te im­por­tan­tes acer­ca do mun­do. Por que não ler seus li­vros?”

Pa­ra o pri­mei­ro en­con­tro em Ma­rin­gá,foi­es­co­lhi­da­a­o­bra“Hi­bis­co Ro­xo”. Ne­la, Chi­ma­man­da mis­tu­ra ex­pe­ri­ên­ci­as pes­so- ais com fic­ção pa­ra mos­trar o pa­no­ra­ma po­lí­ti­co e so­ci­al da Ni­gé­ria. A his­tó­ria mos­tra as re­la­ções pes­so­ais da ado­les­cen­te Kam­bi­li, o re­la­ci­o­na­men­to com Eu­ge­ne, seu pai ri­co e ca­tó­li­co fer­vo­ro­so, sua mãe, uma mu­lher sub­mis­sa às von­ta­de do pai, e o amor que nas­ce da jo­vem por um pa­dre que é obri­ga­do a se exi­lar do país.

Se­gun­do con­ta Es­te­la, a es­co­lha des­sa obra sur­giu sem um cri­té­rio mui­to es­pe­cí­fi­co. “Pre­ci­sá­va­mos es­co­lher um li­vro pa­ra co­me­çar­mos. Pen­sa­mos na Chi­ma­man­da por­que ela é uma mu­lher, ne­gra e ni­ge­ri­a­na que apre­sen­ta, em su­as obras, ques­tões im­por­tan­tes acer­ca da mu­lher e do pa­tri­ar­ca­do”, diz.

A pró­xi­ma obra a ser li­da se­rá de­ci­di­da pe­los par­ti­ci­pan­tes do pro­je­to em uma de­ci­são em con­jun­to e, ape­sar de ain­da não ter uma­da­ta­con­fir­ma­da,oLei­aMu­lhe­res pro­me­te reu­nir os mem­bros em agra­dá­veis me­sas de ca­fé­se­men­con­tros­men­sais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.