Po­de ser a ho­ra de pen­sar em ações

O Diario do Norte do Parana - - SEU DINHEIRO ESPECIAL - Tom Mo­ro­o­ka Agên­cia Es­ta­do

A re­du­ção do ren­di­men­to das apli­ca­ções de ren­da fi­xa, na es­tei­ra dos cor­tes na ta­xa bá­si­ca de ju­ros, Se­lic, que es­tá em 8,25% ao ano e po­de fe­char 2017 em tor­no de 7%, pe­las es­ti­ma­ti­vas, es­tá le­van­do par­ce­la de in­ves­ti­do­res, an­tes ca­ti­vos do seg­men­to de ren­da fi­xa, a dar mais aten­ção ao mer­ca­do de ações.

Es­pe­ci­a­lis­tas em in­ves­ti­men­to já têm no­ta­do a mi­gra­ção de in­ves­ti­do­res de­sa­pon­ta­dos com a que­da do ju­ro no­mi­nal em di­re­ção à bol­sa de va­lo­res, atrás de uma ren­ta­bi­li­da­de que, pa­ra quem es­tá tra­di­ci­o­nal­men­te acos­tu­ma­do com ta­xas de ju­ros ele­va­das, per­deu atra­ti­vi­da­de nas op­ções de ren­da fi­xa.

Fun­dos de in­ves­ti­men­to em ren­da va­riá­vel, co­mo o de ações e mul­ti­mer­ca­dos, tam­bém têm am­pli­a­do o vo­lu­me de re­cur­sos cap­ta­dos de in­ves­ti­do­res pa­ra a com­pra de ações.A va­lo­ri­za­ção da Bol­sa de Va­lo­res de São Pau­lo no ano, em tor­no de 25,70% até ago­ra, na con­tra­mão do en­co­lhi­men­to dos ju­ros na ren­da fi­xa, é o mo­ti­vo prin­ci­pal que atrai a aten­ção do in­ves­ti­dor pa­ra as ações.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.