Par­klet cai no gos­to do po­vo

O Diario do Norte do Parana - - MARINGÁ - Luiz de Car­va­lho car­va­lho@odi­a­rio.com

Pla­ta­for­ma­de­ma­dei­ra,com ban­co­sein­ter­net gra­tui­ta, ga­nhou­o­co­ra­ção­do ma­rin­ga­en­se.Há­mais­três au­to­ri­za­dos­pe­la­pre­fei­tu­ra.

Em me­nos de um mês após a ins­ta­la­ção, o pri­mei­ro par­klet de Ma­rin­gá, na es­qui­na da Ave­ni­da João Pau­li­no com Rua Pi­ra­ti­nin­ga, no No­vo Cen­tro, já po­de ser con­si­de­ra­do uma ex­pe­ri­ên­cia bem su­ce­di­da, tan­to que den­tro de um mês a ci­da­de de­ve ga­nhar mais três pla­ta­for­mas, du­as de­las no Cen­tro.

Os par­klets são um ti­po de mi­ni-pra­ça de 10 me­tros de com­pri­men­to cons­truí­da na fai­xa des­ti­na­da a es­ta­ci­o­na­men­to, com ban­cos, flo­rei­ras, li­xei­ras, bi­ci­cle­tá­rio, to­ma­das pa­ra car­re­gar ce­lu­la­res e in­ter­net sem fio gra­tui­ta. A ex­pe­ri­ên­cia co­me­çou em São Fran­cis­co, nos Es­ta­dos Uni­dos, mas ho­je di­fe­ren­tes e cri­a­ti­vos mo­de­los são en­con­tra­dos nas prin­ci­pais ci­da­des do mun­do.

A Pre­fei­tu­ra de Ma­rin­gá já apro­vou a cons­tru­ção de qua­tro par­klets, mas em­pre­sá­ri­os, es­pe­ci­al­men­te dos ra­mos de ba­res, lan­cho­ne­tes e res­tau­ran­tes, têm bus­ca­do in­for­ma­ções so­bre a no­vi­da­de, mos­tran­do in­te­res­se em ter um pró­xi­mo a seu es­ta­be­le­ci­men­to. Além do par­klet da Ave­ni­da João Pau­li­no, ins­ta­la­do em agos­to, es­tão au­to­ri­za­dos um na es­qui­na das ave­ni­das Pe­dro Ta­ques e Mauá, em fren­te ao Ha­ba­ne­ro, ou­tro na Ave­ni­da Ti­ra­den­tes, por ini­ci­a­ti­va do Bo­te­co do Ne­co, e ou­tro na Ave­ni­da Ti­ra­den­tes, em fren­te a Ba­ce Car­nes.

“É um pre­sen­te que o es­ta­be­le­ci­men­to dá à ci­da­de”, diz Ro­dri­go Pi­na de Al­mei­da, só­cio da Bre­ad Fast (BF) Pa­ni­fi­ca­do­ra, on­de foi ins­ta­la­do o pri­mei­ro par­klet. O es­ta­be­le­ci­men­to já é to­do di­fe­ren­ci­a­do: é fei­to com con­têi­ne­res, pa­re­des de vi­dro, tem dri­ve th­ru e um deck com cha­pe­lões. “Eu e meus só­ci­os (Re­na­to Vi­tor de Oli­vei­ra e Luciano Tei­xei­ra) há mui­to que­ría­mos tam­bém o par­klet e ví­nha­mos in­sis­tin­do com o pre­fei­to (Ulis­ses Maia) e com os ve­re­a­do­res.”

Se­gun­do Al­mei­da, a qual­quer mo­men­to há pes­so­as sen­ta­das no par­klet, al­gu­mas pa­ra es­pe­rar o ôni­bus, ou­tras pa­ra des­can­sar ou sim­ples­men­te pa­ra um ba­te-pa­po. “Nin­guém tem a obri­ga­ção de con­su­mir na pa­da­ria en­quan­to uti­li­za o par­klet. O am­bi­en­te é pú­bli­co pa­ra as pes­so­as des­can­sa­rem, des­con­traí­rem, con­ver­sa­rem, po­den­do ain­da usar as to­ma­das pa­ra re­car­re­gar ce­lu­lar ou ta­blet e usar in­ter­net gra­tui­ta.”

O pro­fes­sor Luiz Tat­to apro­vei­ta os fi­nais de tar­de pa­ra sen­tar na pra­ci­nha e ob­ser­var a ci­da­de, con­ver­sar com os ami­gos que apa­re­cem. Já Je­ce Ni­co­lau usa o par­klet nos in­ter­va­los do tra­ba­lho. Éri­ca da Sil­va che­ga sem­pre às 17h e per­ma­ne­ce no par­klet usan­do a in­ter­net gra­tui­ta pa­ra ve­ri­fi­car as re­des so­ci­ais en­quan­to es­pe­ra o ôni­bus. “Is­so é mais gos­to­so que uma pra­ça de ver­da­de e es­tá bem per­ti­nho do meu ser­vi­ço”, diz Je­ce.

Pa­ra o em­pre­sá­rio Ar­nal­do Ma­ri­a­ni Jú­ni­or, pro­pri­e­tá­rio do Bo­te­co do Ne­co, na Ave­ni­da Ti­ra­den­tes, os par­klets che­gam pa­ra con­tri­buir com o vi­su­al da ci­da­de. Na pró­xi­ma se­ma­na, ele quer inau­gu­rar um em fren­te ao seu bo­te­co. Os do Ha­ba­ne­ro e da Ba­ce tam­bém es­tão em pro­ces­so de cons­tru­ção e po­de­rão ser mon­ta­dos ain­da nes­te mês.

Se in­te­res­sou por es­te as­sun­to? Tem mais in­for­ma­ções so­bre es­ta ma­té­ria? Quer co­men­tar a re­por­ta­gem? Su­ge­rir uma pau­ta? Man­de um whats pra gen­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.