Ter­re­mo­to de 7,1 graus der­ru­ba pré­di­os e dei­xa mor­tos no Mé­xi­co

O Diario do Norte do Parana - - EGCEORNAOLMIA - Das Agên­ci­as ge­ral@odi­a­rio.com

Tre­mor ma­tou ao me­nos 119 pes­so­as e ain­da cau­sou cor­tes no for­ne­ci­men­to de ener­gia e in­ter­rup­ção no ser­vi­ço de te­le­fo­nia Há exa­tos 32 anos ou­tro aba­lo re­sul­ta­va em 10 mil mor­tes

Pe­lo me­nos 119 pes­so­as mor­re­ram nos Es­ta­dos de Mo­re­los, Pu­e­bla e do Mé­xi­co de­vi­do ao ter­re­mo­to de mag­ni­tu­de 7,1 na es­ca­la Ri­ch­ter que sa­cu­diu on­tem a re­gião cen­tral do Mé­xi­co. O aba­lo sís­mi­co der­ru­bou pe­lo me­nos 29 edi­fí­ci­os em dis­tin­tas áre­as da Ci­da­de do Mé­xi­co, co­mo as colô­ni­as Con­de­sa, Del Val­le, Nar­var­te, Cen­tro, Coyo­a­cán e Xo­chi­mil­co, en­tre ou­tras.

O sis­mo, que sa­cu­diu for­te­men­te a ca­pi­tal me­xi­ca­na tam­bém cau­sou nu­me­ro­sos cor­tes no ser­vi­ço elé­tri­co, va­za­men­tos de gás e in­ter­rom­peu o ser­vi­ço de te­le­fo­nia, bem co­mo das li­nhas de me­trô.

Após per­ce­ber o mo­vi­men­to sís­mi­co, ci­da­dãos que mo­ram e tra­ba­lham em edi­fí­ci­os al­tos da ca­pi­tal pu­de­ram ver os de­sa­ba­men­tos de vá- ri­os imó­veis nas colô­ni­as de Con­des­sa e Ro­ma.

No sul da ci­da­de, em Coyo­a­cán, a Igre­ja de São João Ba­tis­ta so­freu da­nos em uma das su­as tor­res, en­quan­to em Xo­chi­mil­co de­sa­bou a pa­ró­quia de San Ber­nar­di­no. Nes­ta re­gião um mo­ra­dor re­gis­trou o for­te mo­vi­men­to da água dos ca­nais, on­de uma on­da gi­gan­te se for­mou.

Em to­das as áre­as afe­ta­das hou­ve da­nos em edi­fí­ci­os, al­guns dos quais fi­ca­ram co­lap­sa­dos. Caí­ram vá­ri­os ta­pu­mes e se des­pren­de­ram fa­cha­das de pré­di­os de apar­ta­men­tos e edi­fí­ci­os pú­bli­cos. Por cau­sa do ter­re­mo­to, as ati­vi­da­des es­co­la­res fo­ram sus­pen­sas até no­vo avi­so, da mes­ma for­ma que a ses­são na bol­sa da Ci­da­de do Mé­xi­co, pa­ra pro­te­ger a se­gu­ran­ça dos fun­ci­o­ná­ri­os e das ins­ta­la­ções. Au­to­ri­da­des lo­cais tam­bém men­ci­o­na­ram ca­sos de in­cên­di­os e de pes­so­as pre­sas nos es­com­bros

O pre­si­den­te me­xi­ca­no, En­ri­que Peña Ni­e­to, aci­o­nou o Co­mi­tê Na­ci­o­nal de Emer­gên­ci­as e can­ce­lou um even­to em Oa­xa­ca.

Pâ­ni­co

O tre­mor ge­rou nu­me­ro­sas ce­nas de pâ­ni­co na ca­pi­tal do país e ocor­reu du­as ho­ras de­pois de a po­pu­la­ção ter saí­do às ru­as de to­do o país em uma si­mu­la­ção pa­ra lem­brar os 32 anos do ter­re­mo­to de 8,1 graus, que no dia 19 de se­tem­bro de 1985 cau­sou ao me­nos 10 mil mor­tes.

Além dis­so, des­ta vez o sis­mo foi sen­ti­do na Ci­da­de do Mé­xi­co com mais for­ça que o re­gis­tra­do no úl­ti­mo dia 7 de se­tem­bro, de mag­ni­tu­de de 8,2 na es­ca­la Ri­ch­ter, da­do que o epi­cen­tro foi mais pró­xi­mo. Es­te sis­mo do dia 7, o mais po­de­ro­so des­de 1932 no país, dei­xou 98 mor­tos no sul do país, sen­do 78 em Oa­xa­ca, 16 em Chi­a­pas e qua­tro em Ta­bas­co.

AO CHÃO. Pe­lo me­nos 29 edi­fí­ci­os fo­ram der­ru­ba­dos com o mo­vi­men­to sís­mi­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.