A men­ti­ra e a de­nún­cia

O Estado de S. Paulo - - Espaço Aberto -

Ro­dri­go Ja­not dei­xa ho­je a che­fia da Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca (PGR) sem ter apu­ra­do fa­tos gra­ves, co­mo aque­le do email fal­so em que Dil­ma Rous­seff tra­ma­va con­tra a Ope­ra­ção La­va Ja­to, e sem ex­pli­car por que man­te­ve um si­lên­cio no mí­ni­mo ver­go­nho­so quan­to à com­pra da Re­fi­na­ria de Pa­sa­de­na, nos EUA, que ren­deu mi­lhões ao PT e um pre­juí­zo bi­li­o­ná­rio à Pe­tro­brás. Por ou­tro la­do, o pro­cu­ra­dor em mo­men­to al­gum dei­xou de ata­car Mi­chel Te­mer, con­tra quem exis­ti­am uma gra­va­ção du­vi­do­sa não pe­ri­ci­a­da e acu­sa­ções sob me­di­da dis­pa­ra­das pe­lo che­fe de uma qua­dri­lha que co­op­tou de­pu­ta­dos, se­na­do­res e até o ex-bra­ço di­rei­to de Ja­not na PGR. No apa­gar das lu­zes de seu man­da­to, sob pres­são, Ro­dri­go Ja­not anu­lou o acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da de Jo­es­ley Ba­tis­ta e de Ri­car­do Saud, da JBS, gra­ças à re­cu­pe­ra­ção pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral de qua­tro ho­ras de gra­va­ções dos exe­cu­ti­vos que con­fes­sa­vam vá­ri­os ilí­ci­tos, en­tre eles o que re­ve­lou que Mar­ce­lo Mil­ler atu­ou na PGR en­quan­to pres­ta­va ser­vi­ços pa­ra o es­cri­tó­rio de ad­vo­ca­cia que de­fen­dia a JBS, tu­do pos­si­vel­men­te com o co­nhe­ci­men­to de Ja­not. A per­gun­ta é: po­dem as pro­vas pro­du­zi­das por um de­la­tor que te­ve seu acor­do de co­la­bo­ra­ção anu­la­do por fal­ta de cre­di­bi­li­da­de va­le­rem pa­ra in­cri­mi­nar Te­mer? Se Jo­es­ley con­fes­sou que men­tiu, co­mo po­de o pro­cu­ra­dor apre­sen­tar no­va de­nún­cia con­tra o pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca ba­se­a­da nas pa­la­vras de um men­ti­ro­so?

PAU­LO R. KHERLAKIAN pau­lokher­la­ki­an@uol.com.br

São Pau­lo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.