Sem Alck­min e com Do­ria, PSB ‘lan­ça’ Fran­ça ao go­ver­no

Go­ver­na­dor não foi a con­gres­so do par­ti­do do vi­ce; si­gla de­ci­diu adi­ar con­ven­ção na­ci­o­nal até PSDB de­fi­nir can­di­da­tu­ra pre­si­den­ci­al

O Estado de S. Paulo - - Política - Pe­dro Ven­ces­lau

O vi­ce-go­ver­na­dor de São Pau­lo, Már­cio Fran­ça, foi “lan­ça­do” on­tem can­di­da­to a go­ver­na­dor nas elei­ções de 2018 du­ran­te um con­gres­so do PSB, com a pre­sen­ça do pre­fei­to João Do­ria e au­sên­cia do go­ver­na­dor Ge­ral­do Alck­min, am­bos do PSDB. Já a con­ven­ção na­ci­o­nal do PSB foi adi­a­da de ou­tu­bro pa­ra mar­ço. Se­gun­do Fran­ça, o par­ti­do de­ci­diu es­pe­rar a de­fi­ni­ção do PSDB so­bre seu can­di­da­to a pre­si­den­te an­tes de ele­ger sua no­va di­re­ção.

O vi­ce-go­ver­na­dor pau­lis­ta, que de­ve as­su­mir o Pa­lá­cio dos Ban­dei­ran­tes em abril do ano que vem se Alck­min dei­xar o car­go pa­ra dis­pu­tar a Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca, ten­ta atrair o apoio dos tu­ca­nos pa­ra dis­pu­tar a re­e­lei­ção.

No pla­no na­ci­o­nal, o PSB es­tá afi­na­do com o pro­je­to de Alck­min e si­na­li­za que aco­lhe­ria a can­di­da­tu­ra pre­si­den­ci­al do ali­a­do ca­so ela não se vi­a­bi­li­ze no PSDB. O pro­ble­ma é que os tu­ca­nos pau­lis­tas não acei­tam abrir mão de ter um no­me pró­prio na dis­pu­ta ao Pa­lá­cio dos Ban­dei­ran­tes após 22 anos à fren­te do go­ver­no.

Do­ria foi o úni­co tu­ca­no que dis­cur­sou no au­di­tó­rio da As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va on­de ocor­reu o 11.º Con­gres­so Es­ta­du­al do PSB-SP, no qual Fran­ça foi re­e­lei­to pre­si­den­te do par­ti­do no Es­ta­do.

An­tes de sua fa­la, Do­ria foi re­ce­bi­do por pa­la­vras de or­dens co­mo “São Pau­lo avan­ça, go­ver­na­dor é Már­cio Fran­ça”. Ao dis­cur­sar, o pre­fei­to exal­tou o pa­pel de Fran­ça e do PSB na sua cam­pa­nha à Pre­fei­tu­ra no ano pas­sa­do. “Már­cio Fran­ça é uma li­de­ran­ça ex­tra­or­di­ná­ria. Es­ta­mos jun­tos e con­ti­nu­a­re­mos jun­tos”, afir­mou.

Ao Es­ta­do, Do­ria afir­mou que di­fi­cil­men­te PSDB e PSB es­ta­rão no mes­mo pa­lan­que em São Pau­lo em 2018. “Fran­ça tem to­do o di­rei­to de ser can­di­da­to. Ele é de um par­ti­do ali­a­do, mas se­rá mui­to di­fí­cil o PSDB não lan­çar can­di­da­to pró­prio em São Pau­lo.”

Dois pa­lan­ques. Pa­ra o ex-se­na­dor Jo­sé Aníbal (PSDB), pre­si­den­te do Ins­ti­tu­to Te­otô­nio Vi­le­la, a ba­se de Alck­min de­ve ter du­as can­di­da­tu­ras no pri­mei­ro tur­no. “O PSDB foi cri­a­do em 1988 e des­de 1990 tem can­di­da­to a go­ver­na­dor. Com ex­ce­ção de 1990, to­das as ou­tras ga­nha­mos. O PSDB não tem do que se en­ver­go­nhar em São Pau­lo. A ten­dên­cia é ter dois can­di­da­tos”, dis­se Aníbal.

Fran­ça re­co­nhe­ceu que di­fi­cil­men­te te­rá o apoio dos tu­ca­nos. “Vou ten­tar (uma ali­an­ça) até o fim, mas não qu­e­ro cri­ar ex­pec­ta­ti­vas por­que o PSDB tem mui­tos no­mes. O mais pro­vá­vel é que a can­di­da­tu­ra de Alck­min à Pre­si­dên­cia te­nha dois pa­lan­ques em São Pau­lo em 2018”, afir­mou o vi­ce-go­ver­na­dor.

Ques­ti­o­na­do so­bre a au­sên­cia do go­ver­na­dor no 11.º Con­gres­so do PSB, Fran­ça dis­se que ele mes­mo re­pre­sen­ta Alck­min. O tu­ca­no on­tem cum­priu agen­da em São Car­los, no in­te­ri­or de pau­lis­ta (mais in­for­ma­ções nes­ta pá­gi­na).

“Não con­vi­da­mos ou­tros par­ti­dos. Do­ria es­ta­va aqui (na As­sem­bleia) pa­ra par­ti­ci­par de um con­gres­so da ju­ven­tu­de do PSDB. Co­mo ele tem mui­to sen­so

“Vou ten­tar (uma ali­an­ça pa­ra a dis­pu­ta elei­to­ral pa­ra o go­ver­no pau­lis­ta) até o fim, mas não qu­e­ro cri­ar ex­pec­ta­ti­vas por­que o PSDB tem mui­tos no­mes. O mais pro­vá­vel é que a can­di­da­tu­ra de Alck­min à Pre­si­dên­cia te­nha dois pa­lan­ques em

São Pau­lo em 2018.” Már­cio Fran­ça (PSB)

VI­CE-GO­VER­NA­DOR DE SÃO PAU­LO

de opor­tu­ni­da­de, apro­vei­tou e pas­sou no nos­so con­gres­so”, afir­mou Fran­ça.

A ava­li­a­ção do vi­ce-go­ver­na­dor é de que a elei­ção pre­si­den­ci­al de 2018 te­rá três po­los: um can­di­da­to com­pe­ti­ti­vo no cam­po da es­quer­da, um no­me go­ver­nis­ta do PMDB ou apoi­a­do pe­lo par­ti­do e um can­di­da­to tu­ca­no.

Re­e­lei­ção. Pa­ra im­pe­dir uma even­tu­al apro­xi­ma­ção dos tu­ca­nos com Fran­ça pa­ra a dis­pu­ta es­ta­du­al de 2018, um gru­po de pre­fei­tos do PSDB li­de­ra­do por Or­lan­do Mo­ran­do, de São Bernardo, de­ci­diu lan­çar a can­di­da­tu­ra do de­pu­ta­do es­ta­du­al Pe­dro To­bi­as, pre­si­den­te do PSDB-SP, à re­e­lei­ção na si­gla.

Es­se gru­po te­me que a no­va di­re­ção da si­gla, que se­rá es­co­lhi­da em no­vem­bro, acei­te a te­se de apoi­ar o PSB em tro­ca de apoio à can­di­da­tu­ra pre­si­den­ci­al de Alck­min.

O PSDB já tem pe­lo me­nos dois no­mes aber­ta­men­te dis­pu­tan­do a va­ga de can­di­da­to ao go­ver­no pau­lis­ta: o ci­en­tis­ta po­lí­ti­co Luiz Felipe d’Avi­la e o se­cre­tá­rio de De­sen­vol­vi­men­to So­ci­al, Flo­ri­a­no Pe­sa­ro.

Mas ou­tros no­mes tam­bém são apon­ta­dos pe­los di­ri­gen­tes tu­ca­nos co­mo op­ções. São eles o se­cre­tá­rio de Saú­de, Da­vid Uip, o pre­fei­to de São Bernardo, Or­lan­do Mo­ran­do, e o se­na­dor Jo­sé Ser­ra.

PE­DRO VEN­CES­LAU/ESTADÃO

Pre­sen­ça. O pre­fei­to João Do­ria (PSDB) dis­cur­sa ao la­do do vi­ce-go­ver­na­dor Már­cio Fran­ça du­ran­te con­gres­so do PSB

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.