Pa­les­ti­nos se­lam pac­to que põe sob co­man­do úni­co Ga­za e Cis­jor­dâ­nia

Ha­mas e Fa­tah acer­tam ter­mos do acor­do de re­a­pro­xi­ma­ção; Is­ra­el re­cha­ça ato e diz que ele ‘com­pli­ca’ a paz

O Estado de S. Paulo - - Internacional - CAIRO

Os dois gru­pos pa­les­ti­nos ri­vais, o Ha­mas, que con­tro­la da Fai­xa de Ga­za, e a Fa­tah, res­pon­sá­vel pe­la Cis­jor­dâ­nia, che­ga­ram a um con­sen­so so­bre os ter­mos de um acor­do, me­di­a­do pe­lo Egi­to, que se­la sua re­con­ci­li­a­ção após uma dé­ca­da de con­fli­tos in­ter­nos. Lo­go em se­gui­da, Is­ra­el res­sal­tou que não dis­cu­ti­ria com um go­ver­no pa­les­ti­no que não o re­co­nhe­ces­se co­mo Es­ta­do e sem que o Ha­mas en- tre­gas­se as ar­mas. Uma re­con­ci­li­a­ção da Fa­tah com o Ha­mas “só com­pli­ca” a ten­ta­ti­va de paz com Is­ra­el, dis­se o pri­mei­ro-mi­nis­tro, Binya­min Ne­tanyahu.

Pe­los ter­mos do acor­do, a Au­to­ri­da­de Pa­les­ti­na (AP) as­su­mi­rá o con­tro­le to­tal da Fai­xa de Ga­za an­tes de 1.º de de­zem­bro. Os gru­pos têm até es­sa da­ta para re­sol­ver su­as di­fe­ren­ças. Uma no­va reu­nião es­tá pre­vis­ta para o dia 21 de no­vem­bro, para dis­cu­tir a for­ma­ção de um go­ver­no de uni­da­de.

O Ha­mas e a Fa­tah, li­de­ra­da pe­lo pre­si­den­te da AP, Mah­moud Ab­bas, pro­me­tem “aju­dar o go­ver­no de uni­da­de (...) a exer­cer su­as res­pon­sa­bi­li­da­des com­ple­tas na ges­tão da Fai­xa de Ga­za, co­mo é o ca­so na Cis­jor­dâ­nia”, in­di­ca o co­mu­ni­ca­do emi­ti­do pe­lo Cairo. Pe­lo me­nos 3 mil po­li­ci­ais da AP pas­sa­ri­am a tra­ba­lhr em Ga­za. O lí­der da Fa­tah em Ga­za, Za­ka­ria al-Agha, anun­ci­ou que Ab­bas vi­a­ja­rá ao ter­ri­tó­rio “em me­nos de um mês”. Es­sa se­ria a pri­mei­ra vi­si­ta do pre­si­den­te a Ga­za des­de 2007, quan­do o Ha­mas as­su­miu o po­der no en­cla­ve de­pois de ex­pul­sar a AP, após vi­o­len­tos con­fron­tos com a Fa­tah.

A AP, uma en­ti­da­de re­co­nhe­ci­da in­ter­na­ci­o­nal­men­te, é do­mi­na­da pe­lo gru­po mo­de­ra­do Fa­tah e exer­ce um po­der li­mi­ta- do na Cis­jor­dâ­nia, ocu­pa­da por Is­ra­el e lo­ca­li­za­da a de­ze­nas de quilô­me­tros de dis­tân­cia de Ga­za. Em ou­tro si­nal de apro­xi­ma­ção, Ab­bas re­ti­ra­rá “mui­to em bre­ve” as san­ções fi­nan­cei­ras ado­ta­das es­te ano para for­çar o Ha­mas a ne­go­ci­ar, se­gun­do Agha. Di­an­te do ris­co de uma ex­plo­são so­ci­al, de um me­nor apoio do Ca­tar e da pres­são do vi­zi­nho Egi­to, o Ha­mas acei­tou, em se­tem­bro, o re­tor­no da AP e seu go­ver­no a Ga­za, on­de na se­ma­na pas­sa­da acon­te­ceu o pri­mei­ro con­se­lho de mi­nis­tros des­de 2014.

O mo­vi­men­to is­lâ­mi­co e seu ri­val lai­co e mo­de­ra­do ini­ci­a­ram na ter­ça-fei­ra con­ver­sas dis­cre­tas na ca­pi­tal egíp­cia. Elas cen­tra­ram-se nos as­pec­tos prá­ti­cos da apro­xi­ma­ção. O Ha­mas es­pe­ra o fim das san­ções fi­nan­cei­ras im­pos­tas por Ab­bas, co­mo a sus­pen­são do pa­ga­men­to da ener­gia elé­tri­ca for­ne­ci­da por Is­ra­el, e as­se­gu­rou que não ne­go­ci­a­rá a en­tre­ga de su­as ar­mas.

SAID KHATIB/AFP

Es­pe­ran­ça. Pa­les­ti­nos em Ra­fah as­sis­tem ao anún­cio de re­con­ci­li­a­ção de gru­pos ri­vais; con­fli­to en­tre eles já du­ra dez anos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.