Vo­to de Mi­ner­va

O Estado de S. Paulo - - Espaço Aberto -

O vo­to da mi­nis­tra Cár­men Lú­cia foi di­fí­cil, po­rém sá­bio. A ja­ne­la aberta pe­lo vo­to do mi­nis­tro Di­as Tof­fo­li foi uma opor­tu­ni­da­de bem apro­vei­ta­da pe­la pre­si­den­te do STF, pois evi­tou o con- fli­to en­tre Po­de­res sem aten­tar con­tra a so­be­ra­nia do Ju­di­ciá­rio. No ca­so con­cre­to de Aé­cio Ne­ves, o Se­na­do de­ve­rá as­su­mir a res­pon­sa­bi­li­da­de po­lí­ti­ca ca­so não aco­lha a de­ci­são téc­ni­ca da pri­mei­ra tur­ma do tri­bu­nal e acei­tar o des­gas­te pú­bli­co da de­ci­são. O STF dei­xou para o Se­na­do a in­cum­bên­cia de des­cas­car o aba­ca­xi dei­xa­do pe­la corrupção en­tra­nha­da na po­lí­ti­ca bra­si­lei­ra. Na mi­nha opi­nião, a mi­nis­tra Cár­men Lú­cia atu­ou com a dig­ni­da­de pró­pria de pre­si­den­te do ór­gão má­xi­mo do Ju­di­ciá­rio. MÁRIO NEGRÃO BORGONOVI ma­ri­o­ne­grao.borgonovi@gmail.com Rio de Ja­nei­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.