Muito pou­co, qua­se na­da

O Estado de S. Paulo - - Espaço Aberto -

O mag­ní­fi­co edi­to­ri­al Te­sou­ro em pe­ri­go ter­mi­na com a se­guin­te ques­tão: “Mas quan­tos par­la­men­ta­res pre­o­cu­pam-se de fa­to com este país?”. Com cer­te­za a res­pos­ta a es­sa per­ti­nen­te in­da­ga­ção é: muito pou­cos, qua­se ne­nhum. Se fei­ta a per­gun­ta so­bre quan­tos elei­to­res se pre­o­cu­pam de fa­to com este país, a res­pos­ta se­ria se­me­lhan­te, da­do que a mai­o­ria, in­fe­liz­men­te, é ig­no­ran­te e sem a me­nor cons­ci­ên­cia cí­vi­ca. Os elei­tos só se­rão de me­lhor qua­li­da­de cí­vi­ca e mo­ral se vi­e­rem a ser mais ele­va­dos a qua­li­da­de e o ci­vis­mo do elei­to­ra­do. MÁ­RIO RUBENS COS­TA cos­ta­mar31@ter­ra.com.br Cam­pi­nas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.