MEC au­to­ri­za fa­cul­da­de de par­ti­do li­ga­do à Uni­ver­sal

Con­ce­bi­da pe­lo PRB, Re­pu­bli­ca­na te­rá ves­ti­bu­lar pa­ra Ci­ên­cia Po­lí­ti­ca; le­gen­da diz que não ‘for­ma­rá mi­li­tan­tes’

O Estado de S. Paulo - - Política - Fe­li­pe Fra­zão

O Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção (MEC) au­to­ri­zou a cri­a­ção de uma fa­cul­da­de pe­la fun­da­ção do Par­ti­do Re­pu­bli­ca­no Brasileiro (PRB), si­gla que in­te­gra a ba­se go­ver­nis­ta do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer e tem afi­ni­da­des ide­o­ló­gi­cas com o pre­si­den­te elei­to, Jair Bol­so­na­ro (PSL).

O PRB é co­man­da­do por lí­de­res da Igre­ja Uni­ver­sal do Rei­no de Deus (Iurd), uma das mai­o­res de­no­mi­na­ções evan­gé­li­cas do País, cu­jo fun­da­dor, bis­po Edir Ma­ce­do, de­cla­rou vo­to em Bol­so­na­ro. De cen­tro-di­rei­ta, o PRB apoia o pro­je­to Es­co­la sem Par­ti­do, uma ban­dei­ra de cam­pa­nha do pre­si­den­te elei­to.

A Fa­cul­da­de Re­pu­bli­ca­na Bra­si­lei­ra funcionará em Bra­sí­lia, a par­tir do ano que vem. A no­va se­de de­ve ser aber­ta em fe­ve­rei­ro, com pre­vi­são de lan­çar o ves­ti­bu­lar no pri­mei­ro se­mes­tre e iní­cio das au­las no se­gun­do. O pri­mei­ro cur­so cre­den­ci­a­do pe­lo MEC foi o de Ci­ên­cia Po­lí­ti­ca, com cem alu­nos, em oi­to se­mes­tres. Man­te­ne­do­ra da fa­cul­da­de, a Fun­da­ção Re­pu­bli­ca­na Bra­si­lei­ra, que re­ce­be 20% dos re­cur­sos pú­bli­cos do fun­do par­ti­dá­rio des­ti­na­do ao PRB (cer­ca de R$ 680 mil men­sais), busca ago­ra aval do MEC pa­ra pós-gra­du­a­ção em Ges­tão Pú­bli­ca, Di­rei­to Elei­to­ral e Po­lí­ti­ca Con­tem­po­râ­nea.

O pro­ces­so de cre­den­ci­a­men­to foi aber­to em 2013 e te­ve an­da­men­to mais cé­le­re a par­tir de 2016, quan­do os técnicos do MEC ini­ci­a­ram as vi­si­tas à fun­da­ção. A au­to­ri­za­ção foi con­ce­di­da em agos­to, mas veio a pú­bli­co na quar­ta-fei­ra, quan­do foi co­me­mo­ra­da co­mo fa­to iné­di­to pe­lo pre­si­den­te na­ci­o­nal em exer­cí­cio do par­ti­do, se­na­dor e bis­po Edu­ar­do Lo­pes (PRB-RJ).

“A Fun­da­ção Re­pu­bli­ca­na é do PRB, e o PRB é o pri­mei­ro par­ti­do no Bra­sil a ter uma fa­cul­da­de. O no­me da fa­cul­da­de vai ser Re­pu­bli­ca­na. É a pri­mei­ra ins­ti­tui­ção de en­si­no li­ga­da a um par­ti­do po­lí­ti­co, cre­den­ci­a­da pe­lo Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção. Qu­e­ro aqui cum­pri­men­tar e pa­ra­be­ni­zar o PRB, pri­mei­ro par­ti­do no Bra­sil a ter um ins­ti­tu­to de en­si­no.”

Lei dos Par­ti­dos. A Lei dos Par­ti­dos Po­lí­ti­cos de­ter­mi­na que as fun­da­ções par­ti­dá­ri­as se­jam des­ti­na­das “ao es­tu­do e pes­qui­sa, à dou­tri­na­ção e à edu­ca­ção po­lí­ti­ca”. O pre­si­den­te da Fun­da­ção Re­pu­bli­ca­na Bra­si­lei­ra, Re­na­to Jun­quei­ra, diz que busca ain­da um rei­tor com ex­pe­ri­ên­cia aca­dê­mi­ca e de­se­ja con­tra­tar um cor­po do­cen­te sem vín­cu­los par­ti­dá­ri­os. “O ob­je­ti­vo é for­mar pro­fis­si­o­nais, lí­de­res, quem sa­be es­ta­dis­tas, que atu­em na área po­lí­ti­ca, que con­tri­bu­am pa­ra o Bra­sil. Não que­re­mos for­mar mi­li­tan­tes”, dis­se Jun­quei­ra ao Es­ta­do.

O rei­tor cre­den­ci­a­do no MEC, por en­quan­to, é o pas­tor da Iurd Jo­a­quim Mauro da Silva, te­sou­rei­ro na­ci­o­nal do PRB. “A gen­te sa­be que o PRB é a fa­vor do Es­co­la Sem Par­ti­do. Mas não po­de­mos per­mi­tir que os pen­sa­men­tos do PRB pos­sam con­du­zir nos­sa fa­cul­da­de, ela de­ve ser um cam­po de de­ba­te”, diz Jun­quei­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.