GAS­TRI­TE, AZIA E RE­FLU­XO

Sai­ba quais são os be­ne­fí­ci­os da hor­ta­li­ça pa­ra o estô­ma­go!

O Poder dos Alimentos - - CONTENTS - Tex­to LARISSA TOMAZINI E ED­GARD VICENTINI/COLABORADOR De­sign JU­LI­A­NA MO­RE­NO

Co­mo a cou­ve me­lho­ra a di­ges­tão e afas­ta des­con­for­tos estomacais

MUI­TO VERSÁTIL, A COU­VE TAM­BÉM É EFI­CAZ CON­TRA PRO­BLE­MAS ESTOMACAIS co­mo gas­tri­te, azia e re­flu­xo. Seu po­der de­sin­to­xi­can­te e su­as fi­bras per­mi­tem que o sis­te­ma di­ges­ti­vo fun­ci­o­ne me­lhor e ali­vi­am os incô­mo­dos estomacais. “Os prin­ci­pais ali­men­tos pa­ra o pro­ces­so de­tox no or­ga­nis­mo são as brás­si­cas, e a cou­ve faz par­te des­sa fa­mí­lia. Elas pos­su­em pro­pri­e­da­des di­ges­ti­vas, de­sin­to­xi­can­tes, an­ti-in­fla­ma­tó­ri­as e an­ti­o­xi­dan­tes”, ex­pli­ca Re­gi­na Moraes Tei­xei­ra, nu­tri­ci­o­nis­ta.

ESTÔ­MA­GO PRO­TE­GI­DO

A cou­ve é um dos ali­men­tos mais lem­bra­dos quan­do se fa­la em dis­túr­bi­os estomacais, já que a sua in­ges­tão co­la­bo­ra pa­ra o alí­vio da azia. Por meio de ações an­ti­o­xi­dan­tes, que realizam uma ver­da­dei­ra fa­xi­na no cor­po, a hor­ta­li­ça po­de ser con­su­mi­da em for­ma de sa­la­das, su­cos de­tox, re­fo­ga­dos e mui­tas ou­tras maneiras. Um de seus mai­o­res be­ne­fí­ci­os con­cen­tra-se na pre­sen­ça de vitamina C e fi­bras, que lim­pam o or­ga­nis­mo, au­men­tam a sa­ci­e­da­de e fa­ci­li­tam o pro­ces­so de ema­gre­ci­men­to. Pa­ra que o estô­ma­go se­ja be­ne­fi­ci­a­do com a ver­du­ra, o in­di­ca­do é con­su­mi-la crua (em for­ma de sa­la­das ou su­cos). “A cou­ve tem pro­pri­e­da­des an­ti-in­fla­ma­tó­ri­as e ci­ca­tri­zan­tes, por is­so, é óti­ma pa­ra res­ta­be­le­cer o epi­té­lio do esô­fa­go e do estô­ma­go, aju­dan­do em si­tu­a­ções de eso­fa­gi­te e gas­tri­te. É ex­ce­len­te pa­ra ges­tan­tes por con­ter, além dos nu­tri­en­tes ci­ta­dos, óti­ma quan­ti­da­de de aci­do fó­li­co e fer­ro”, es­cla­re­ce a nu­tri­ci­o­nis­ta Lucya­ne Cro­sa­ra.

CO­NHE­ÇA OS TI­POS DE GAS­TRI­TE

A do­en­ça é clas­si­fi­ca­da em al­guns sub­ti­pos de acor­do com a sua cau­sa, du­ra­ção do pro­ble­ma e o lo­cal atin­gi­do no estô­ma­go. O mé­di­co or­to­mo­le­cu­lar e ho­me­o­pa­ta Ro­ber­to Debs­ki ex­pli­ca o que são eles e quais os prin­ci­pais sin­to­mas:

Gas­tri­te ner­vo­sa: ocor­re, ge­ral­men­te, em mu­lhe­res e as prin­ci­pais cau­sas são an­si­e­da­de, me­do e es­tres­se. Os sin­to­mas são pa­re­ci­dos com os da gas­tri­te nor­mal: azia, ar­ro­tos fre­quen­tes, vô­mi­tos e sen­sa­ção de em­pan­zi­na­men­to.

Gas­tri­te agu­da: de­sen­vol­ve-se ra­pi­da­men­te e po­de ser cau­sa­da pe­lo uso ex­ces­si­vo de me­di­ca­men­tos – ge­ral­men­te os an­ti-in­fla­ma­tó­ri­os –, por in­to­xi­ca­ções ali­men­ta­res ou abu­so de ál­co­ol e ou­tras be­bi­das, co­mo ca­fé e re­fri­ge­ran­tes. Os sin­to­mas co­muns são quei­ma­ção, azia, dor na re­gião do estô­ma­go e fla­tu­lên­cia. Se não tra­ta­da, po­de evo­luir com o apa­re­ci­men­to de úl­ce­ras.

Gas­tri­te crô­ni­ca: pos­sui du­ra­ção pro­lon­ga­da dos sin­to­mas de gas­tri­te, com au­men­to pro­gres­si­vo da in­fla­ma­ção da pa­re­de do estô­ma­go. É uma do­en­ça incô­mo­da que com­pro­me­te a ali­men­ta­ção e a qua­li­da­de de vi­da. A gas­tri­te crô­ni­ca tam­bém po­de ser sub­di­vi­di­da de acor­do com a área afe­ta­da do ór­gão.

Gas­tri­te ero­si­va: quan­do a gas­tri­te crô­ni­ca não re­ce­be o tra­ta­men­to efi­caz, ela se agra­va cau­san­do san­gra­men­tos in­ter­nos e fe­ri­das ca­da vez mai­o­res (ero­sões ou úl­ce­ras), trans­for­man­do-se na gas­tri­te ero­si­va. Além dis­so, se os san­gra­men­tos fo­rem ex­ten­sos, po­dem co­lo­car em ris­co a vi­da do in­di­ví­duo.

Gas­tri­te enan­te­ma­to­sa: ocor­re quan­do há in­fla­ma­ção em uma ca­ma­da mais pro­fun­da da mu­co­sa gás­tri­ca. Po­de ser cau­sa­da por in­fec­ção por bac­té­ri­as, ex­ces­so de ál­co­ol e me­di­ca­men­tos, co­mo an­ti-in­fla­ma­tó­ri­os, ou do­en­ças au­toi­mu­nes. Os sin­to­mas são se­me­lhan­tes aos da gas­tri­te clás­si­ca: vô­mi­tos, fla­tu­lên­cia, in­di­ges­tão, dor no estô­ma­go, en­tre ou­tros.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.