Visuais das daminhas

Con­fi­ras di­cas in­crí­veis de pen­te­a­dos pa­ra as daminhas ar­ran­ca­rem ain­da mais sor­ri­sos

Penteados para noivas - - Índice -

De­pois da en­tra­da da noi­va, o mo­men­to das daminhas é o mais es­pe­ra­do em uma ce­rimô­nia de casamento. Por is­so, va­le a pe­na fi­car aten­ta ao vi­su­al das por­ta­do­ras das ali­an­ças. Se­le­ci­o­na­mos al­gu­mas di­cas pa­ra aju­dar a dei­xar a pe­que­na ain­da mais lin­da!

Igual ao da noi­va?

Nem pen­sar! Re­co­men­da-se que o penteado e os aces­só­ri­os do cabelo da da­mi­nha se­jam di­fe­ren­tes do es­co­lhi­do pe­la pro­ta­go­nis­ta do casamento. O vi­su­al de­ve se­guir o mes­mo es­ti­lo e, por is­so, se­gun­do a hairsty­list An­drea Fer­nan­des, é in­di­ca­do a mãe con­ver­sar pre­vi­a­men­te com a noi­va pa­ra ve­ri­fi­car o me­lhor es­ti­lo.

Tra­ta-se de cri­an­ças!

Na ho­ra de es­co­lher o penteado, pre­fi­ra um look que não in­co­mo­de a me­ni­na. Nil­ton Nu­nes, hairsty­list do sa­lão Es­pa­ço Ju­li­a­na Pa­es, con­si­de­ra que é im­por­tan­te “evi­tar pen­te­a­dos mui­to aper­ta­dos e com ex­ces­so de ade­re­ços ou gram­pos. Cri­an­ças pre­ci­sam de visuais le­ves, harmô­ni­cos e prá­ti­cos”.

In­tac­to até o fim

Co­mo cri­an­ças cor­rem e brin­cam o tem­po to­do, o jei­to é ca­pri­char na do­se de spray fi­xa­dor e re­for­çar bem os fi­os pre­sos com gram­pos.

Aces­só­ri­os de­li­ca­dos

As ti­a­ras, fi­tas, mi­ni­flo­res e os pon­tos de luz são per­fei­tos pa­ra ren­der ain­da mais char­me e de­li­ca­de­za aos fi­os das me­ni­nas. Pro­cu­re com­bi­ná-los com o es­ti­lo do ves­ti­do. O cui­da­do de­ve ser com as co­ro­as e ti­a­ras de strass, que po­dem car­re­gar o vi­su­al e in­co­mo­dar as fo­fas.

Look à pro­va

As­sim co­mo a noi­va, a da­mi­nha tam­bém de­ve fa­zer um tes­te de penteado com uma se­ma­na de an­te­ce­dên­cia pa­ra ve­ri­fi­car se a ideia é viá­vel na tex­tu­ra e no ti­po de cabelo da cri­an­ça.

Vi­su­al em al­ta

A ten­dên­cia apon­ta pa­ra o es­ti­lo ro­mân­ti­co com ro­li­nhos, coques ane­la­dos e ti­a­ras pa­ra as fes­tas no­tur­nas. Já em even­tos diur­nos ou ao ar li­vre, os lo­oks po­dem ser mais mi­ni­ma­lis­tas, co­mo ca­chos e co­ro­as de flo­res. Qu­an­do o casamento é re­a­li­za­do em am­bi­en­tes fe­cha­dos os pen­te­a­dos po­dem ser um pou­co mais re­bus­ca­dos, com tranças e coques tra­ba­lha­dos.

Que­ri­di­nho das pe­que­nas

O mais pe­di­do nos sa­lões é o modelo se­mi­pre­so com ca­chos mo­de­la­dos por baby­liss e en­fei­ta­dos com ti­a­ras bri­lhan­tes. Os ca­chos mais fe­cha­dos pro­por­ci­o­nam lo­oks an­ge­li­cais e ain­da aju­dam a des­ta­car a cor na­tu­ral das ma­dei­xas das pe­que­nas. Ga­ro­tas com ca­be­los cres­pos e afro po­dem pren­der os fi­os de mo­do que eles se des­ta­que com as mo­li­nhas na­tu­rais.

Casamento diur­no

O vi­su­al po­de ser sim­ples e com na­tu­ra­li­da­de. “Só não é re­co­men­dá­vel que a cri­an­ça es­te­ja com os ca­be­los sol­tos e li­sos, sem ne­nhum aces­só­rio”, ex­pli­ca Már­cio San­chez, hairsty­list do sa­lão Ophi­ci­na do Cabelo. In­cre­men­te o look com ade­re­ços dis­cre­tos e sem bri­lho. Ar­ran­jos flo­rais são óti­mas es­co­lhas.

Pre­so glam

Já os ca­sa­men­tos no­tur­nos pe­dem uma pro­du­ção mais re­quin­ta­da. “Apos­te nos coques ela­bo­ra­dos com ar­ran­jos de strass”, des­ta­ca An­drea Fer­nan­des, hairsty­list do Rio de Ja­nei­ro.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.