No­vos ru­mos da fé

Planeta - - CLIQUE O PLANETA - Ma­ria He­le­na de Al­mei­da por e-mail

Em re­la­ção à ma­té­ria de ca­pa da edi­ção 528 de PLA­NE­TA (fe­ve­rei­ro/mar­ço de 2017), acos­tu­ma­do a as­so­ci­ar a fé às re­li­giões, eu ain­da não ha­via pen­sa­do que ela po­de­ria ser al­go que nas­ce co­nos­co e an­te­ce­de es­sas cren­ças. Acho que os es­tu­di­o­sos ci­ta­dos, Ja­mes W. Fo­wler III e Gre­gory Pop­cak, têm ra­zão ao di­zer que a fé é o im­pul­so que nos le­va a pro­cu­rar dar uma or­dem, um sig­ni­fi­ca­do, ao meio em ge­ral caó­ti­co que nos cer­ca. Co­lo­car uma or­dem nes­sa ba­gun­ça sem ter to­das as in­for­ma­ções de que pre­ci­sa­ría­mos pa­ra uma de­ci­são mais se­gu­ra abre es­pa­ço pa­ra que sis­te­mas de co­nhe­ci­men­to já es­tru­tu­ra­dos con­quis­tem os que não que­rem de­sa­fi­ar os mis­té­ri­os di­an­te de nós. Daí vem o su­ces­so das re­li­giões. Mas che­ga­rá o mo­men­to em que a mai­o­ria dos adep­tos não se con­ten­ta­rá sim­ples­men­te em se­guir, sem dis­cu­tir, o que al­guém dis­se ou es­cre­veu há mi­lha­res de anos. O mun­do se trans­for­ma a ca­da ins­tan­te, e é im­pos­sí­vel um tex­to pro­du­zi­do há tan­to tem­po apre­sen­tar sem­pre res­pos­tas com­pa­tí­veis com os mo­men­tos pe­los quais pas­sa­mos ago­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.