INO­VA­ÇÃO NO DNA

Planeta - - CAPA -

Com du­as uni­da­des aber­tas no ano pas­sa­do, em Ri­bei­rão Pre­to (SP) e Sal­va­dor (BA), e uma es­te ano, em São Pau­lo, ca­pi­tal, a Con­cept nas­ceu ino­van­do. Trou­xe de paí­ses e ins­ti­tui­ções de re­fe­rên­cia as ba­ses pa­ra um en­si­no que pre­ten­de ins­pi­rar, in­clu­si­ve, as ou­tras 44 es­co­las do gru­po SEB. O cur­rí­cu­lo aca­dê­mi­co se com­bi­na com um cur­rí­cu­lo so­cio-emo­ci­o­nal, que en­vol­ve ati­vi­da­des com ONGS lo­cais e in­ter­na­ci­o­nais e me­to­do­lo­gi­as co­mo as ro­ti­nas de pen­sa­men­to e os há­bi­tos da men­te. Per­sis­tên­cia, en­ten­di­men­to com em­pa­tia, vi­são do pro­ble­ma com cu­ri­o­si­da­de (e não co­mo obs­tá­cu­lo) e o con­tro­le da im­pul­si­vi­da­de são al­gu­mas das ques­tões fo­ca­das di­a­ri­a­men­te. “Prin­ci­pal­men­te por es­tar em si­tu­a­ção pri­vi­le­gi­a­da, nos­sas cri­an­ças pre­ci­sam en­ten­der que não vi­vem nu­ma bo­lha e têm de de­vol­ver pa­ra a so­ci­e­da­de”, diz Pris­ci­la Torres, di­re­to­ra da uni­da­de pau­lis­ta­na, que co­bra men­sa­li­da­des em tor­no de R$ 6 mil. Tu­do é tra­ba­lha­do por meio de pro­je­tos. Te­mas de ge­o­gra­fia, his­tó­ria, mo­ral e éti­ca, por exem­plo, são in­te­gra­dos a ques­tões am­plas, co­mo “Por que acon­te­ce a guer­ra em um mun­do que quer a paz?”. “A cri­an­ça de­ve en­ten­der a ra­zão de apren­der aque­le tó­pi­co pa­ra se man­ter en­ga­ja­da”, afir­ma Pris­ci­la. Evi­den­ci­an­do que o alu­no pro­ta­go­ni­za es­se pro­ces­so, as reu­niões de pais e mes­tres são li­de­ra­das pe­los pe­que­nos, que usam um port­fó­lio di­gi­tal pa­ra apre­sen­tar su­as con­quis­tas e di­fi­cul­da­des den­tro das me­tas do seu ci­clo de apren­di­za­gem.

FO­TOS: FO­TOS: LEANDRO MAR­TINS | RODRIGO ZAIM | ISTOCK

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.