PI­TI­GLI­A­NO

Qual Viagem - - ITÁLIA -

Olhan­do de lon­ge o vi­su­al é im­pres­si­o­nan­te. Es­ta pe­que­ni­na ci­da­de foi cons­truí­da em um pe­nhas­co ro­cho­so. Por es­se mo­ti­vo, exis­tem mui­tos tú­neis nos sub­ter­râ­ne­os, bem co­mo tum­bas etrus­cas com mais de 4 mil anos.

Por ser bem pe­que­na, o aces­so aos prin­ci­pais pon­tos de in­te­res­se tu­rís­ti­co po­de ser fei­to fa­cil­men­te a pé. Car­ros não en­tram em seu cen­tro his­tó­ri­co. En­tre as atra­ções es­tão a ca­te­dral (Du­o­mo), lo­ca­li­za­da na Pi­az­za San Gre­go­rio; o Pa­laz­zo Or­si­ni (1545) que con­ta com um aque­du­to pa­ra fa­zer o abas­te­ci­men­to de água; o Mu­seu Zu­ca­rel­li, que reú­ne obras do ar­tis­ta que vi­veu na ci­da­de; e o Mu­seu Etrus­co com ob­je­tos dos an­ti­gos po­vos da re­gião.

Um ema­ra­nha­do de ru­e­las me­di­e­vais es­con­de um bair­ro ju­deu do sé­cu­lo 17, épo­ca em que eles fu­gi­am da per­se­gui­ção da igre­ja ca­tó­li­ca. Es­sa co­mu­ni­da­de ju­dai­ca fez com que Pi­ti­gli­a­no tam­bém se­ja cha­ma­da de “Pe­que­na Je­ru­sa­lém”.

Ao la­do, a Ca­te­dral de Pi­ti­gli­a­no na Pi­az­za San Gre­go­rio; e, abai­xo, fon­te em uma pe­que­na pra­ça me­di­e­val.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.