Ney­mar e Mar­ta

Segredos da Mente - - Pílulas -

Con­si­de­ra­da a mai­or jo­ga­do­ra de fu­te­bol de to­dos os tem­pos, além dos fei­tos já ci­ta­dos, ela tam­bém é a mai­or ar­ti­lhei­ra de to­das as Co­pas do Mun­do de Fu­te­bol Fe­mi­ni­no – uma personalidade pra lá de mar­can­te pa­ra o Bra­sil e pa­ra o mun­do da bo­la.

No mes­mo sen­ti­do, uma das es­tre­las da seleção na­ci­o­nal de fu­te­bol mas­cu­li­no e cra­que do ti­me do Bar­ce­lo­na, com ape­nas 25 anos, Ney­mar já con­quis­tou a ta­ça da Li­ga dos Campeões da UEFA 2014/15 – um dos prin­ci­pais cam­pe­o­na­tos exis­ten­tes mun­di­al­men­te – e tem um dos mai­o­res salários do es­por­te (são qua­se 90 mi­lhões de re­ais por tem­po­ra­da).

Mas, o que faz de­les cra­ques tão bem-su­ce­di­dos? Pes­qui­sa­dor da Uni­ver­si­da­de de Ma­as­tri­cht, na Holanda, o neu­rop­si­có­lo­go Erik Mat­ser con­du­ziu um es­tu­do no qual acom­pa­nhou jo­ga­do­res de fu­te­bol do país du­ran­te dez anos. A con­clu­são ex­pos­ta foi a de que os con­vo­ca­dos pa­ra a seleção na­ci­o­nal de­mons­tra­ram de­sem­pe­nhos re­al­men­te me­lho­res com­pa­ra­dos aos demais co­le­gas. E, ba­se­a­do nes­ses da­dos, o es­pe­ci­a­lis­ta elen­cou as ca­rac­te­rís­ti­cas ce­re­brais pre­sen­tes nos atle­tas que se des­ta­ca­ram:

• Agi­li­da­de no pro­ces­sa­men­to de es­tí­mu­los vi­su­ais, co­mo o po­si­ci­o­na­men­to dos ad­ver­sá­ri­os no cam­po. Exis­tem di­ver­sos exercícios es­pe­cí­fi­cos pa­ra o trei­na­men­to de per­cep­ção vi­su­al;

• Ca­pa­ci­da­de de an­te­ci­pa­ção, ou se­ja, a ma­nei­ra com a qual o atleta se des­ta­ca ao pen­sar e agir mais rá­pi­do que os demais em um ca­be­ceio, por exemplo. Ati­vi­da­des que for­ta­le­cem o ra­ci­o­cí­nio rá­pi­do são be­né­fi­cas pa­ra es­sa fun­ção;

• Memória, ca­pa­ci­da­de de cri­ar um re­per­tó­rio de re­a­ções pra­ti­ca­men­te na­tu­rais. Pos­suir uma memória avan­ça­da ga­ran­te que o cé­re­bro se­le­ci­o­ne mais rá­pi­do a me­lhor res­pos­ta em uma fra­ção de se­gun­dos, per­mi­tin­do que o atleta se an­te­ci­pe na jo­ga­da – pro­ces­so que é pra­ti­ca­men­te au­to­má­ti­co pa­ra eles. Os ci­en­tis­tas ex­pli­cam que, além do mo­do co­mo ar­ma­ze­na­ram as me­mó­ri­as, os es­por­tis­tas de pon­ta tam­bém aces­sam es­sas in­for­ma­ções de um jei­to di­fe­ren­te. Ao ver ou ex­pe­ri­en­ci­ar a jo­ga­da, os cra­ques a de­po­si­tam di­re­ta­men­te na memória de lon­go pra­zo, e os in­di­ví­du­os co­muns na memória tem­po­rá­ria, fa­cil­men­te es­que­ci­da. Pa­ra is­so, uti­li­ze mei­os pa­ra tur­bi­nar a memória ( leia mais na pá­gi­na 18); • Com­bi­na­ção das ca­rac­te­rís­ti­cas an­te­ri­o­res, as quais es­tão in­ter­li­ga­das (per­ce­ber a si­tu­a­ção, se­le­ci­o­nar a memória apro­pri­a­da e to­mar a de­ci­são cer­ta an­tes dos ou­tros). De acor­do com Thi­a­go Go­mes de Li­ma, psi­có­lo­go es­pe­ci­a­lis­ta em neu­rop­si­co­lo­gia e psi­co­lo­gia do es­por­te, as fun­ções exe­cu­ti­vas es­tão es­pe­ci­al­men­te li­ga­das aos pro­ces­sa­men­tos cog­ni­ti­vos com­ple­xos ne­ces­sá­ri­os pa­ra de­sem­pe­nhar ta­re­fas di­ri­gi­das a um pro­pó­si­to. “Ou se­ja, es­tão re­la­ci­o­na­das à ca­pa­ci­da­de de um in­di­ví­duo se de­di­car a com­por­ta­men­tos ori­en­ta­dos pa­ra um objetivo. Sen­do as­sim, as fun­ções exe­cu­ti­vas, tais co­mo memória de tra­ba­lho, au­di­ti­va, vi­su­al, aten­ção se­le­ti­va, pla­ne­ja­men­to e fle­xi­bi­li­da­de, são de­ci­si­vas pa­ra o su­ces­so no es­por­te”, ana­li­sa.

CONSULTORIAS An­drez­za Fer­ra­ri, psi­có­lo­ga pós- gra­du­an­da no cur­so Psi­co­lo­gia Jun­gui­a­na, no Ins­ti­tu­to Jun­gui­a­no de En­si­no e Pes­qui­sa (IJEP), hip­no­te­ra­peu­ta, co­a­ching e te­ra­peu­ta vi­bra­ci­o­nal; Thi­a­go Go­mes de Li­ma, psi­có­lo­go es­pe­ci­a­lis­ta em neu­rop­si­co­lo­gia e psi­co­lo­gia do es­por­te; Victor Ribeiro, ad­mi­nis­tra­dor de em­pre­sas pós-gra­du­a­do em Ges­tão e Educação Cor­po­ra­ti­va, es­pe­ci­a­lis­ta em apren­di­za­gem ace­le­ra­da e cri­a­dor do pro­gra­ma Es­tra­té­gi­as de Apro­va­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.