Efei­tos pe­lo cor­po

A me­di­ta­ção é uma for­te ali­a­da no au­xí­lio de tra­ta­men­to de do­en­ças e dis­túr­bi­os men­tais, além de ali­vi­ar do­res le­ves e crô­ni­cas, en­tre ou­tros inú­me­ros be­ne­fí­ci­os fí­si­cos

Segredos da Mente - - Pilulas - TEXTO E ENTREVISTAS CAMILA RA­MOS/COLABORADORA DESIGN DOU­GLAS NORONHA/COLABORADOR

Do­en­ças e sín­dro­mes fa­zem par­te da vi­da hu­ma­na e são res­pos­tas do cor­po pa­ra o am­bi­en­te ex­ter­no. Tra­ba­lhar, es­tu­dar, se re­la­ci­o­nar so­ci­al­men­te, se pre­o­cu­par, en­tre mui­tas si­tu­a­ções do dia a dia, po­dem ge­rar di­ver­sas do­res, des­de as pas­sa­gei­ras – co­mo uma sim­ples dor de ca­be­ça – até as crô­ni­cas. A me­di­ta­ção é um no­vo cam­po de es­tu­do que es­tá ga­nhan­do ca­da vez mais for­ça e sen­do in­se­ri­do no co­ti­di­a­no de mui­tas pes­so­as – até mes­mo in­di­ca­da pe­la Or­ga­ni­za­ção Mun­di­al da Saú­de (OMS) co­mo prá­ti­ca in­te­gra­ti­va e com­ple­men­tar na saú­de.

Se­gun­do Joi­ce Zi­ron­di, ins­tru­to­ra de io­ga, a me­di­ta­ção tem o pro­pó­si­to de tra­zer mai­or con­cen­tra­ção do pra­ti­can­te pa­ra o seu in­te­ri­or mu­dan­do seu fo­co de aten­ção, es­que­cen­do-se, as­sim, das do­res e pro­mo­ven­do o alí­vio de­las. De acor­do com Zi­ron­di, du­ran­te a prá­ti­ca, a men­te e o físico agem uni­dos au­men­tan­do o flu­xo neu­ral, o oxi­gê­nio na res­pi­ra­ção e, con­se­quen­te­men­te, pro­mo­ve o con­tro­le dos ba­ti­men­tos car­día­cos e re­gu­la­men­to do flu­xo san­guí­neo. Co­mo con­sequên­cia, pro­mo­ve o re­la­xa­men­to, di­mi­nuin­do es­tres­se e me­lho­ran­do to­do o fun­ci­o­na­men­to do cor­po.

Ação no cor­po

A me­di­ta­ção aju­da em di­ver­sas si­tu­a­ções e, mui­tas ve­zes, a prá­ti­ca é in­di­ca­da pa­ra o alí­vio de do­res crô­ni­cas. Wiwi Par­ra, psi­có­lo­ga or­ga­ni­za­ci­o­nal, con­ta que a me­di­ta­ção au­xi­lia “na pre­ven­ção de dis­túr­bi­os co­mo sín­dro­me de

bur­nout (sín­dro­me do es­go­ta­men­to pro­fis­si­o­nal), nos ca­sos de do­res crô­ni­cas, co­mo em pa­ci­en­tes com fi­bro­mi­al­gia e dis­fun­ção da ar­ti­cu­la­ção tem­po­ro-man­di­bu­lar (ATM) pro­vo­ca­dos pe­lo es­tres­se, o que cau­sa mui­tas do­res mus­cu­la­res na fa­ce e do­res de ca­be­ça e tam­bém nos ca­sos de trans­tor­nos de or­dem ali­men­tar”.

Qu­a­dros re­cor­ren­tes co­mo en­xa­que­ca e insô­nia tam­bém são be­ne­fi­ci­a­dos com a prá­ti­ca. Se­gun­do Joi­ce Zi­ron­di, “o que acon­te­ce é que as pes­so­as mui­tas ve­zes não con­se­guem des­li­gar a men­te. As­sim, em qu­em tem men­te mui­to ati­va e car­re­ga­da, es­sa agi­ta­ção acaba ge­ran­do dor e, des­se mo­do, quan­do es­sa pes­soa co­me­ça com a me­di­ta­ção, ela acaba tran­qui­li­zan­do a men­te, fa­zen­do com que ela não te­nha mais as do­res de ca­be­ça”.

Ter­cei­ra ida­de

Ao en­ve­lhe­cer, os pro­ble­mas de saú­de se tor­nam mais fre­quen­tes, por is­so, a prá­ti­ca po­de ser uma com­pa­nhei­ra e tan­to nes­sa fa­se da vi­da. De­vi­do ao mai­or flu­xo neu­ral, a me­di­ta­ção po­de aju­dar as pes­so­as que têm o Alzhei­mer, já que a téc­ni­ca “po­de pa­ra­li­sar o qua­dro clí­ni­co, im­pe­din­do a do­en­ça de avan­çar. Além dis­so, há vá­ri­os ti­pos de me­di­ta­ções, e é in­di­ca­da aos ido­sos uma me­di­ta­ção mais ati­va que tra­ba­lha, tam­bém, com o la­do mo­tor do cor­po. A ati­vi­da­de aju­da o físico e a men­te co­mo um to­do”, ex­pli­ca a ins­tru­to­ra de io­ga.

Além dis­so, “de acor­do com es­tu­dos re­a­li­za­dos por pes­qui­sa­do­res da Uni­ver­si­da­de da Ca­li­fó­ri­nia, nos Es­ta­dos Uni­dos, des­co­briu-se que o mindfulness aju­dou a di­mi­nuir os sen­ti­men­tos re­la­ci­o­na­dos à so­li­dão e pro­por­ci­o­nou me­lho­ras na saú­de, re­du­zin­do a ação de ge­nes res­pon­sá­veis pe­los as­pec­tos in­fla­ma­tó­ri­os no cor­po”, ex­pli­ca Wiwi Par­ra. E a me­di­ta­ção ain­da é uma gran­de ali­a­da na di­mi­nui­ção de pro­ble­mas psi­co­ló­gi­cos em qual­quer ida­de, co­mo an­si­e­da­de e de­pres­são, con­tro­lan­do o ní­vel de es­tres­se do cor­po e ali­vi­an­do os des­con­for­tos fí­si­cos cau­sa­dos pe­los trans­tor­nos (ve­ja mais so­bre os dis­túr­bi­os men­tais na pá­gi­na 22).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.