De­sin­to­xi­can­do a men­te

Li­vrar-se de emo­ções negativas con­tri­bui pa­ra o bom fun­ci­o­na­men­to da men­te, sa­bia? En­ten­da mais so­bre o as­sun­to!

Segredos da Mente - - Sumário -

Além do de­tox ali­men­tar, exis­te um ce­re­bral. Du­vi­da? Vem co­nhe­cer!

Se em vez de ini­ci­ar o dia com pen­sa­men­tos po­si­ti­vos, le­ve­za e paz in­te­ri­or vo­cê já le­van­ta com al­gum ti­po de car­ga ne­ga­ti­va, co­mo tris­te­za, an­gús­tia, ar­re­pen­di­men­to, an­si­e­da­de ou qual­quer ou­tro pro­ble­ma que es­te­ja atra­pa­lhan­do de fa­to a ro­ti­na, che­gou a ho­ra de re­a­li­zar uma au­to­a­ná­li­se, já que sen­ti­men­tos ruins e emo­ções tó­xi­cas po­dem in­flu­en­ci­ar di­re­ta­men­te di­ver­sos se­to­res de sua vi­da. “Ima­gi­ne que es­tá vi­ven­do amar­ra­do por vá­ri­os fa­to­res ne­ga­ti­vos. Lo­go, vo­cê se vê sem saí­da e, es­ses sen­ti­men­tos, po­de­rão dei­xá-lo ain­da mais so­bre­car­re­ga­do de ener­gi­as ruins, fa­zen­do com que sua po­si­ti­vi­da­de não tra­ba­lhe de for­ma com que re­ti­re do seu pen­sa­men­to to­das as coi­sas ruins exis­ten­tes”, ex­pli­ca a psi­có­lo­ga e ana­lis­ta com­por­ta­men­tal Le­tí­cia Gu­e­des.

Em­bo­ra um dia se­ja di­fe­ren­te do ou­tro e as emo­ções que eles car­re­gam con­si­go tam­bém, es­tar bem com vo­cê mes­mo é um de­se­jo uni­ver­sal. A fe­li­ci­da­de é al­go que trans­pa­re­ce de den­tro pa­ra fo­ra e, por is­so, de na­da adi­an­ta­ria es­tar em

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.