Saladas que va­lem por um pra­to de ma­car­rão

Sport Life - - NUTRIÇÃO - Por LYGIA HAYDÉE

Nes­ta re­por­ta­gem, vo­cê en­con­tra seis re­cei­tas de dar água na bo­ca. E o me­lhor: elas cor­res­pon­dem a uma re­fei­ção

Sim, dá pa­ra tro­ca r aque­le bi­fe com ba­ta­ta fri­ta ou o ar­roz com fei­jão e o fran­gui­nho gre­lha­do por uma boa sa­la­da, des­de que, cla­ro, vo­cê não se es­que­ça de in­cluir na igua­ria to­dos os nu­tri­en­tes de que seu cor­po pre­ci­sa e não exa­ge­re nos mo­lhos gor­du­ro­sos, que po­dem fa­zer a sa­la­di­nha se trans­for­mar nu­ma bom­ba ca­ló­ri­ca. “Uma ali­men­ta­ção sau­dá­vel de­ve ser cons­ti­tuí­da por car­boi­dra­tos, pro­teí­nas, fi­bras, vi­ta­mi­nas e mi­ne­rais, e as saladas po­dem con­ter to­dos es­ses nu­tri­en­tes”, con­ta Se­re­na del Fa­ve­ro, nu­tri­ci­o­nis­ta es­pe­ci­a­lis­ta em fi­si­o­lo­gia do exer­cí­cio.

Pen­san­do nis­so, nu­tri­ci­o­nis­tas bo­la­ram, a pe­di­do da Sport Li­fe, re­cei­tas equi­va­len--

tes a uma re­fei­ção, ou se­ja, que con­têm en­tre 55% e 75% de car­boi­dra­to, 10% a 35% de pro­teí­na e 15% a 30% de gor­du­ras, sen­do, no má­xi­mo, 10% de gor­du­ras sa­tu­ra­das. “Nem sem­pre es­sas pro­por­ções são al­can­ça­das em uma úni­ca re­fei­ção. Às ve­zes, há mais car­boi­dra­to, ou­tras ve­zes, mais pro­teí­na. O im­por­tan­te é que o sal­do fi­nal do dia fi­que den­tro des­ses li­mi­tes”, ex­pli­ca Se­re­na. To­das as re­cei­tas con­têm, em mé­dia, 300 cal. “Se­gun­do re­co­men­da­ções do Mi­nis­té­rio da Saú­de, um ho­mem de 70 kg de­ve in­ge­rir, por dia, cer­ca 2 000 cal”, sa­li­en­ta Ri­car­do Za­nu­to, nu­tri­ci­o­nis­ta e mes­tre em fi­si­o­lo­gia hu­ma­na. De­li­cie-se com as op­ções das pró­xi­mas pá­gi­nas.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.