7 DICAS PA­RA FICAR LONGE DAS LE­SÕES

Se vo­cê es­tá em­pe­nha­do em se ma­tri­cu­lar em uma aca­de­mia de Cros­sFit, ve­ja o que le­var em con­ta pa­ra di­mi­nuir qual­quer ris­co de se ma­chu­car:

Sport Life - - FITNESS PARA CORRIDA -

1 Bus­que um box de Cros­sFit que te­nha o seu per­fil Se vo­cê pro­cu­ra cui­dar do cor­po e da saúde, fu­ja das aca­de­mi­as que pre­pa­ram os alu­nos pa­ra com­pe­ti­ções. Pa­ra is­so, bus­que in­for­ma­ções com qu­em já fre­quen­ta o box e en­ten­da co­mo ele fun­ci­o­na. Tam­bém mar­que uma au­la tes­te pa­ra sen­tir o am­bi­en­te. 2 Pri­o­ri­ze aca­de­mi­as com aten­di­men­to in­di­vi­du­a­li­za­do A mai­or par­te dos bo­xes não ofe­re­ce is­so, mas, ain­da as­sim, é pos­sí­vel en­con­trar aque­les com o ser­vi­ço mais per­so­na­li­za­do. “Uma ava­li­a­ção fí­si­ca de­tec­ta pos­sí­veis des­vi­os que o alu­no te­nha e vai aju­dar o co­a­ch a con­du­zi-lo, com exer­cí­ci­os pre­pa­ra­tó­ri­os e in­di­vi­du­a­li­za­dos, pa­ra que con­si­ga exe­cu­tar os mo­vi­men­tos sem ris­co”, fa­la Thi­a­go. O ide­al é que as ava­li­a­ções se­jam pe­rió­di­cas — a ca­da três me­ses — pa­ra ve­ri­fi­car se o alu­no te­ve uma evo­lu­ção. “A ava­li­a­ção tam­bém po­de ser fil­ma­da pa­ra mos­trar pa­ra o alu­no o que es­tá er­ra­do e cons­ci­en­ti­zá-lo”, su­ge­re Wes­ley. 3 En­ten­da qual é o seu li­mi­te Não adi­an­ta ir com mui­ta se­de ao po­te e achar que vo­cê vai al­can­çar aque­le alu­no ex­pe­ri­en­te em ape­nas al­guns me­ses de treino. É pre­ci­so res­pei­tar o pró­prio tem­po pa­ra não ter le­sões e acei­tar as ori­en­ta­ções do co­a­ch se ele pe­dir pa­ra vo­cê re­du­zir o pe­so. Se­gun­do o per­so­nal trai­ner Wes­ley, tam­bém é in­te­res­san­te o alu­no pra­ti­car ou­tras ati­vi­da­des pa­ra for­ta­le­cer o cor­po, co­mo a mus­cu­la­ção, e fa­zer au­las de Cros­sFit uma ou du­as ve­zes na se­ma­na pa­ra aju­dar no con­di­ci­o­na­men­to fí­si­co, por exem­plo. 4 Au­men­te o pe­so aos pou­cos Co­me­ce as au­las com pou­ca car­ga. O ide­al é que o co­a­ch fa­ça um es­ca­lo­na­men­to de pe­so pa­ra que o alu­no evo­lua gra­da­ti­va­men­te, de acor­do com o con­di­ci­o­na­men­to fí­si­co. “Ca­so con­trá­rio, uma so­bre­car­ga gran­de po­de­rá fa­zer com que o alu­no apli­que mal a téc­ni­ca e ve­nha a ter le­sões”, aler­ta Thi­a­go. 5 Te­nha fo­co e con­cen­tra­ção Co­mo são mui­tas re­pe­ti­ções, sem­pre fi­que aten­to ao mo­vi­men­to. “Tam­bém man­te­nha o co­re con­traí­do (mús­cu­los do ab­do­me, pel­ve e lom­bar) pa­ra pro­te­ger a co­lu­na, ter ali­nha­men­to cor­po­ral e uma exe­cu­ção per­fei­ta”, en­si­na Wes­ley. 6 Fa­ça aque­ci­men­to e alon­ga­men­to Se­gun­do Wes­ley, o aque­ci­men­to e o alon­ga­men­to pré­vio do cor­po, prin­ci­pal­men­te dos om­bros, das per­nas e da co­lu­na, aju­da a pre­ve­nir le­sões. Por is­so, não se en­ga­ne com aque­la his­tó­ria de que alon­gar faz di­mi­nuir sua for­ça. 7 Use rou­pas e tê­nis ade­qua­dos Apos­te em cal­ça­dos pró­pri­os pa­ra mo­da­li­da­de, pois eles são mais es­tá­veis. Além dis­so, use pe­ças que não atra­pa­lhem a exe­cu­ção dos mo­vi­men­tos e fa­ci­li­tem a trans­pi­ra­ção. Afi­nal, es­sa é a pro­pos­ta da au­la!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.