3. MO­DE­LO: PEN­SAR E ES­TRU­TU­RAR

Superguia Enem - Português e Redação - - Sumário -

Após com­pre­en­der­mos o que é e qual a fi­na­li­da­de da re­da­ção dis­ser­ta­ti­va-ar­gu­men­ta­ti­va, pre­ci­sa­mos sa­ber co­mo es­tru­tu­rá-la. Es­sa eta­pa do apren­di­za­do é ex­tre­ma­men­te im­por­tan­te, pois não exis­te es­cri­ta que não pas­se pe­lo mo­men­to de pla­ne­ja­men­to.

O pro­ble­ma é que pou­cos fa­zem is­so. Mui­tos can­di­da­tos não pos­su­em o há­bi­to de es­tru­tu­rar o tex­to an­tes de es­cre­vê-lo. A mai­o­ria sim­ples­men­te o co­me­ça, pau­tan­do as idei­as con­for­me elas apa­re­cem em sua ca­be­ça. Es­se pro­ce­di­men­to po­de dar cer­to pa­ra al­guns, mas não é ade­qua­do. É a fal­ta de pla­ne­ja­men­to que faz com que sur­jam as fa­mo­sas fra­ses nas au­las de re­da­ção “que mais eu es­cre­vo?”, “é mes­mo ne­ces­sá­rio es­cre­ver tu­do is­so?”. Fu­ja de­las!

Em vis­ta dis­so, por­tan­to, de­sen­vol­ver uma téc­ni­ca de es­tru­tu­ra­ção é fun­da­men­tal pa­ra a con­fec­ção de um bom tex­to dis­ser­ta­ti­vo-ar­gu­men­ta­ti­vo. Sa­ber com pre­ci­são quais in­for­ma­ções se­rão co­lo­ca­das no iní­cio do tex­to, no seu de­sen­vol­vi­men­to e na sua con­clu­são são ações sem­pre ne­ces­sá­ri­as, pois per­mi­tem a vi­su­a­li­za­ção fi­nal an­tes mes­mo de se co­me­çar a es­cre­ver. Es­sa es­tru­tu­ra­ção, a prin­cí­pio, po­de pa­re­cer com­ple­xa, mas a prá­ti­ca exaus­ti­va fa­rá com que es­sa prá­ti­ca se tor­ne qua­se ins­tin­ti­va.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.