5. IN­TRO­DU­ÇÃO: APRE­SEN­TA­ÇÃO DA TE­SE

Superguia Enem - Português e Redação - - Sumário -

Após a com­pre­en­são da im­por­tân­cia da con­fec­ção de um pa­rá­gra­fo que es­tru­tu­re a re­da­ção, é pre­ci­so pen­sar co­mo se­rão os tre­chos es­tru­tu­rais, a co­me­çar pe­la in­tro­du­ção. Co­mo dis­se­mos, é nes­se mo­men­to que o tex­to mos­tra a que veio. A te­má­ti­ca e a te­se de­vem ser apre­sen­ta­das – nes­sa or­dem – a fim de con­tex­tu­a­li­zar o as­sun­to pa­ra o lei­tor e in­se­rir a ar­gu­men­ta­ção. É uma ques­tão ló­gi­ca, pois não se po­de ar­gu­men­tar sem an­tes ex­por uma opi­nião, e não se po­de ex­por uma opi­nião sem an­tes apre­sen­tar a te­má­ti­ca. Em ou­tras pa­la­vras, pa­ra o alu­no ini­ci­ar o tex­to de­ve sem­pre mos­trar qual é a te­má­ti­ca abor­da­da e, so­men­te de­pois, ex­por sua opi­nião. TE­MA >> TE­SE >> AR­GU­MEN­TOS A es­cri­ta con­tí­nua e ha­bi­tu­al, bem co­mo a lei­tu­ra de tex­tos de re­fe­rên­cia – co­mo os que co­men­ta­mos no de­cor­rer des­ta apos­ti­la – são mei­os efi­ca­zes de de­sen­vol­ver a ha­bi­li­da­de de con­fec­ci­o­nar es­se pri­mei­ro pa­rá­gra­fo. No en­tan­to, há mo­de­los con­sa­gra­dos na li­te­ra­tu­ra, que po­dem fa­ci­li­tar o de­sen­vol­vi­men­to des­sa ha­bi­li­da­de. Es­ses mo­de­los são co­nhe­ci­dos co­mo ti­pos de in­tro­du­ção e for­ne­cem su­ges­tões mui­to in­te­res­san­tes de co­mo co­me­çar uma re­da­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.