De vol­ta ao es­tú­dio! Sou Lu­na

Ka­rol Se­vil­la re­ve­lou vá­ri­as no­vi­da­des de

Todateen - - Ta Rolando - • Tex­to e en­tre­vis­ta: Ga­bri­e­la Car­va­lho/co­la­bo­ra­do­ra • De­sign: Pé­ro­la Stein • Fo­to: Shut­ters­tock Ima­ges e Di­vul­ga­ção

Ano­va

tem­po­ra­da de Sou Lu­na es­treia nes­te mês e, pa­ra vo­cê fi­car por den­tro de tu­do, en­tre­vis­ta­mos a atriz Ka­rol Se­vil­la, que nos con­tou um pou­qui­nho so­bre o que po­de­mos es­pe­rar des­sa se­gun­da tem­po­ra­da. Olha só!

Co­mo foi vol­tar ao es­tú­dio e re­en­con­trar to­do o elen­co?

Foi in­crí­vel! Ter­mi­na­mos a pri­mei­ra tem­po­ra­da, saí­mos de fé­ri­as e, qu­an­do re­gres­sa­mos, foi su­per­lin­do... Nos re­en­con­trar e pas­sar mais tem­po jun­tos é bom de­mais, já so­mos uma fa­mí­lia.

Se pu­des­se dar um con­se­lho a Lu­na pa­ra es­sa pró­xi­ma tem­po­ra­da, qu­al se­ria?

Que não dei­xe de amar. E, bom, Lu­na vai cres­cen­do con­for­me vão pas­san­do os ca­pí­tu­los. Na se­gun­da tem­po­ra­da, ela vai apren­der a to­mar de­ci­sões pró­pri­as. Ela es­tá se tor­nan­do me­lhor e eu, cres­cen­do jun­to. Em to­dos os as­pec­tos, po­de­mos ver es­sa mu­dan­ça da pri­mei­ra pa­ra a se­gun­da tem­po­ra­da.

Qu­al vo­cê acha que é a me­lhor qua­li­da­de de­la? E um de­fei­to?

Ser va­len­te, guer­rei­ra, não se dar por ven­ci­da, es­sa é uma ca­rac­te­rís­ti­ca da qu­al eu gos­to mui­to, e o pú­bli­co tam­bém. Não im­por­ta quan­tas ve­zes ela caia, es­ta­rá sem­pre avan­çan­do e is­so é o mais im­por­tan­te. Um de­fei­to é que ela é mui­to boa. Não é al­go ruim, mas não sa­be se de­fen­der do mal. Nes­ta se­gun­da tem­po­ra­da, irá se de­fen­der mais, mas acre­di­to que es­se se­ja seu gran­de de­fei­to.

Se ti­ves­se que re­su­mir es­sa tem­po­ra­da em uma pa­la­vra, qu­al se­ria?

In­tri­ga. Mui­ta in­tri­ga en­vol­ven­do a Lu­na.

Vo­cê já co­men­tou que se sen­te mui­to re­a­li­za­da em Sou Lu­na, mas qu­al seu mai­or so­nho ain­da não re­a­li­za­do?

Acre­di­to que não há so­nhos que não po­dem se tor­nar re­a­li­da­de, to­dos po­dem se con­cre­ti­zar com es­for­ço e tra­ba­lho, já que na­da vem fá­cil. Na ver­da­de, te­nho mi­lhões de de­se­jos. Mas o mai­or é se­guir com mi­nha car­rei­ra, atu­an­do, can­tan­do e fa­zen­do o que gos­to. E que a vi­da me dê a opor­tu­ni­da­de de se­guir fa­zen­do is­so.

O que vo­cê mais gos­ta de fa­zer no tem­po li­vre?

Dor­mir! E ou­vir mú­si­cas, es­tu­dar... Te­nho mui­tas coi­sas que cur­to fa­zer, sou mui­to in­te­ra­ti­va.

Os pa­tins se tor­na­ram um hobby após a no­ve­la? Vo­cê pra­ti­ca fo­ra do es­tú­dio?

Fi­ca­mos tan­to tem­po gra­van­do com os pa­tins que não pa­ti­no qu­an­do es­tou fo­ra das gra­va­ções. Não pa­ti­no na vi­da re­al, só na sé­rie. Mas se vou al­gum dia ao par­que ou al­go as­sim, aí pa­ti­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.