“Oi, cu­nha­da!”

O que fa­zer se crush for o sua o me­lhor ir­mão da ami­ga?

Todateen - - +Todateen - • Tex­to: • Ma­ri­a­na Scher­ma De­sign: Fer­nan­da Ya­ma­za­to •Fo­tos: Shut­ters­tock Ima­ges e Ar­qui­vo Pes­so­al

Vo­cê e a best es­tão sem­pre jun­tas, o que en­vol­ve vi­si­ti­nhas à on­de tam­bém vi­ve o mu­so ca­sa de­la, dos mu­sos, co­nhe­ci­do co­mo ami­ga. No co­me­ço, vo­cê ir­mão da me­lhor nem es­ta­va tão in­te­res­sa­da até se pro­duz as­sim, mas se ago­ra vo­cê mais pra ir até ela, é si­nal de que aí tem sen­ti­men­to, sim!

Se ele dá mo­ral...

É fá­cil sa­ber quan­do um boy tem al­gum in­te­res­se: ele vai pu­xar con­ver­sa, olhar de um jei­to di­fe­ren­te, in­ves­tir em as­sun­tos pe­las re­des so­ci­ais, en­fim, o fa­to é que a gen­te sen­te, cer­to? Se vo­cê sen­tiu, o me­lhor ca­mi­nho é dei­xar acon­te­cer.

Mas e a best? An­tes de se jo­gar nes­se lan­ce, tem que con­ver­sar com a mi­ga e ex­pli­car o que sen­te. Po­de fa­lar a re­al, que vo­cê o cur­te e acre­di­ta que é to­tal re­cí­pro­co. Sua best po­de até aju­dar vo­cê nes­sa, afi­nal, ela sa­be bem das su­as qua­li­da­des e vai que­rer que o brother fi­que com uma me­ni­na es­pe­ci­al.

Se ele não dá mo­ral...

Vo­cê se der­re­te, mas tam­bém per­ce­be que, pa­ra o ca­ra, vo­cê é na­da além da ami­ga da ir­mã. Ei­ta. Po­de acon­te­cer. Não se de­ses­pe­re! An­tes de de­sis­tir do lan­ce, va­le ten­tar uma ami­za­de com o ca­ra. Até por­que, às ve­zes, acon­te­ce de a gen­te super se apai­xo­nar por al­guém que mal co­nhe­ce, aí, de­pois de con­vi­ver me­lhor, per­ce­be que a pes­soa nem era tu­u­u­do aqui­lo.

Mas e a best? A gen­te aqui na tt acre­di­ta na ami­za­de sin­ce­ro­na. En­tão, fa­le pra ela que ro­la um sen­ti­men­to. Sua ami­ga, por ser ir­mã do boy, sa­be cer­ti­nho se ele com­bi­na ou não com vo­cê. Sem con­tar, que se fos­se qual­quer ou­tro ca­ra, vo­cê con­ta­ria ra­pi­di­nho pra ami­ga. Não pre­ci­sa ser di­fe­ren­te aqui, ok?

Ir­mã ciu­men­ta

Is­so é ou­tra coi­sa que po­de ro­lar se vo­cê avi­sar que es­tá a fim do brother de­la. Por se­rem ami­gas, a di­ca é lem­brá-la de to­das as su­as qua­li­da­des que po­dem fa­zer o crush fe­liz. Ah, e dei­xe bem cla­ro que a ami­za­de vai se­guir a mes­ma, fir­me e mui­to for­te. Até por­que ter um romance não sig­ni­fi­ca que a gen­te pre­ci­sa dei­xar os ami­gos de la­do!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.