Ti­pos de fi­os

Todateen - - BELEZA - por Bru­na Fer­rei­ra

• O Bra­sil pos­sui uma mis­tu­ra de et­ni­as que le­va a uma com­bi­na­ção in­fi­ni­ta de be­le­zas. E, é cla­ro, que is­so re­fle­te nos nos­so fi­os. Vo­cê ain­da não sa­be qual é o seu? Descubra ago­ra com a aju­da de Lu­ci­a­na Ma­luf, der­ma­to­lo­gis­ta e con­sul­to­ra de be­le­za da Con­dor!

• An­tes de mais na­da, é pre­ci­so lem­brar que as va­ri­a­ções são ra­ci­ais e in­di­vi­du­ais, e são elas que de­ter­mi­nam o pa­drão de cres­ci­men­to, for­ma e tex­tu­ra dos fi­os. “De acor­do com a cur­va­tu­ra da has­te os fi­os po­dem ser li­sos, on­du­la­dos ou cres­pos. Todos pos­su­em uma com­po­si­ção bá­si­ca: a que­ra­ti­na. O que va­ria é a sequên­cia de ami­noá­ci­dos que com­põe a pro­teí­na e a sua dis­tri­bui­ção na fi­bra”, de­ta­lha a mé­di­ca

Li­so

Tí­pi­co de et­ni­as mon­gó­li­ca, ori­en­tal e in­dí­ge­nas, o fio nas­ce li­so ao sair do cou­ro ca­be­lu­do. Os ca­be­los li­sos cos­tu­ma per­mi­tir um flu­xo mai­or da ole­o­si­da­de pro­du­zi­da pe­lo cou­ro. A par­te boa e que is­so re­sul­ta em me­nos per­da de água por eva­po­ra­ção, o que man­tém o fio hi­dra­ta­do por mais tem­po. Ah, a su­per­fí­cie li­sa dos fi­os re­fle­te mais fa­cil­men­te a luz, dei­xan­do-os sem­pre bri­lhan­tes.

On­du­la­do

Es­te ti­po es­tá mais pre­sen­te nos cau­ca­si­a­nos (bran­cos), mas tam­bém po­de ser en­con­tra­do em ou­tras et­ni­as. Os fi­os pos­su­em um for­ma­to ova­la­do (no cor­te trans­ver­sal) e a que­ra­ti­na é dis­tri­buí­da ir­re­gu­lar­men­te. Os fi­os cos­tu­mam nas­cer li­sos na raiz, mas for­mam ca­chos e on­das em seu com­pri­men­to. Os ca­be­los ca­che­a­dos, quan­do es­tão sau­dá­veis, apre­sen­tam ca­chos bem de­fi­ni­dos, ma­leá­veis, hi­dra­ta­dos e com bri­lho.

Cres­po

Mais co­mum en­tre as ne­gras, o fio é do ti­po mais gros­so em al­gu­mas par­tes e fi­no em ou­tras. Ele nas­ce em es­pi­ral des­de a raiz e es­sa ca­rac­te­rís­ti­ca tor­na mais di­fí­cil a dis­tri­bui­ção da ole­o­si­da­de, o que re­sul­ta em fi­os mais se­cos. A su­per­fí­cie do ca­be­lo cres­po não re­fle­te a luz, o que po­de dar a apa­rên­cia se­ca e opa­ca. Por is­so, é pre­ci­so pro­te­ção, hi­dra­ta­ção e nu­tri­ção pa­ra ga­ran­tir fi­os lindos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.