A Ori­gen de Dul­ce Ma­ria

A can­to­ra re­ve­lou pra tt que es­se é o pro­je­to mais íntimo e so­nha­do por ela – acre­di­ta que era pla­ne­ja­do des­de an­tes do RBD?

Todateen - - FAVORITOS DO MÊS -

Ori­gen. “É um pro­je­to mui­to pes­so­al e im­por­tan­te pra mim. É uma in­qui­e­tu­de pes­so­al e ar­tís­ti­ca que eu ti­nha e to­mei a ini­ci­a­ti­va de fa­zer es­se pro­je­to ape­nas com com­po­si­ções mi­nhas. A ar­te, o no­me, o pro­du­tor, o fo­tó­gra­fo, tu­do is­so eu ti­ve a li­ber­da­de de es­co­lher so­zi­nha. Tu­do pa­ra cri­ar um pro­je­to que eu me iden­ti­fi­cas­se 100%”, con­tou Dul­ce. A ideia. “Eu quis re­cu­pe­rar a faís­ca do que que­ria fa­zer an­tes mes­mo de en­trar pa­ra o RBD, quan­do co­me­cei a es­tu­dar mú­si­ca e com­po­si­ção. O que eu que­ria era com­por mi­nhas can­ções e can­tar pa­ra as pes­so­as com men­sa­gens po­si­ti­vas e his­tó­ri­as com que pu­des­sem se iden­ti­fi­car. Po­rém, en­tre tan­tos tra­ba­lhos e pro­je­tos, a gen­te vai se es­que­cen­do do que re­al­men­te quer. En­tão, es­se dis­co é so­bre vol­tar as ori­gens”, re­ve­lou.

Can­ções que­ri­das. “Eu gos­to de to­das, elas são es­pe­ci­ais, por is­so as es­co­lhi. Mas uma que te­nho um ca­ri­nho mai­or é Lo Que Ves No Es Lo Que Soy, pois é uma can­ção que fa­la de coi­sas di­fe­ren­tes, fa­la um pou­co mais da mi­nha vi­da, so­bre co­mo já me sen­ti um pou­co per­di­da em mi­nha vi­da pro­fis­si­o­nal al­gu­mas ve­zes. E tem can­ções que sur­pre­en­dem, Nun­ca e Sin Ti tam­bém são in­crí­veis. Tem ou­tra mui­to bo­ni­ta que fa­la de amor que se cha­ma Tu Y Yo – e ge­ral­men­te eu não es­cre­vo mui­to de amor, ape­nas de de­sa­mor”, re­ve­lou.

A di­fe­ren­ça en­tre Ori­gen e DM. “Nes­te dis­co, to­das as com­po­si­ções são mi­nhas e é um ál­bum mais pop-folk. Ele é mui­to pop, mas te­mos ins­tru­men­tos que são usa­dos no folk. Tem uma pro­pos­ta di­fe­ren­te, com um con­cei­to di­fe­ren­te”, con­tou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.