Bol­so­na­ro de­ve fi­car fo­ra das ru­as até 2 tur­no, diz fi­lho

Cam­pa­nha pa­ti­na pa­ra de­fi­nir ru­mos e pa­pel do vi­ce; não há pre­vi­são de al­ta da UTI

Valor Econômico - - POLÍTICA -

Hos­pi­ta­li­za­do há oi­to di­as, o can­di­da­to à Pre­si­dên­cia Jair Bol­so­na­ro (PSL) não tem pre­vi­são de al­ta da UTI, se­gun­do bo­le­tim mé­di­co di­vul­ga­do on­tem. Fi­lho do can­di­da­to, o de­pu­ta­do Flá­vio Bol­so­na­ro (PSL-RJ) afir­mou que o es­ta­do de saú­de de seu pai é “mui­to gra­ve” e que os mé­di­cos re­co­men­da­ram a Bol­so­na­ro que evi­te até mes­mo fa­lar. Se­gun­do Flá­vio, de­pois da ci­rur­gia de emer­gên­cia a que o can­di­da­to foi sub­me­ti­do na quar­ta­fei­ra, é co­mo se o qua­dro clí­ni­co de­le “ti­ves­se vol­ta­do à es­ta­ca ze­ro”. O pre­si­den­ciá­vel não fa­rá mais cam­pa­nha de rua até o pri­mei­ro tur­no e é pro­vá­vel tam­bém que não par­ti­ci­pe de even­tos em um even­tu­al se­gun­do tur­no. Mes­mo di­an­te des­se ce­ná­rio, a cam­pa­nha ain­da não de­fi­niu qu­al ru­mo se­guir nem o pa­pel do vi­ce, ge­ne­ral Ha­mil­ton Mou­rão (PRTB).

Em en­tre­vis­ta à rá­dio 97,1 FM, do Rio, Flá­vio re­co­nhe­ceu que a in­ter­na­ção atra­pa­lha a cam­pa­nha. “Não dá nem pa­ra ir pa­ra a in­ter­net fa­zer trans­mis­são ao vi­vo, fa­lar com to­do mun­do. A ori­en­ta­ção mé­di­ca é que ele nem fa­le. Quan­do ele fa­la acu­mu­la ga­ses e po­de dar mais dor ain­da”, afir­mou.

“Ao que tu­do in­di­ca, no pri­mei­ro tur­no ele não vai ter mais con­di­ções mé­di­cas de ser li­be­ra­do, de ir pa­ra a rua de no­vo”, dis­se Flá­vio. “Co­mo ele não vai mais pa­ra a rua a gen­te es­tá ten­tan­do to­car co­mo po­de a cam­pa­nha”, afir­mou. “A ci­rur­gia pa­ra a re­cons­tru­ção do in­tes­ti­no de­le vai acon­te­cer da­qui a dois me­ses ou mais. Não tem co­mo ir pa­ra a rua com a bar­ri­ga aber­ta ain­da. É ris­co de in­fec­ção, de ar­re­ben­tar.”

Flá­vio dis­se ain­da que Bol­so­na­ro “es­tá com o psi­co­ló­gi­co aba­la­do”. “É co­mo se ele ti­ves­se vol­ta­do à es­ta­ca ze­ro”, afir­mou, pon­de­ran­do que no dia 6, quan­do o can­di­da­to le­vou uma fa­ca­da em Juiz de Fo­ra (MG), che­gou ao hos­pi­tal “qua­se mor­to”.

Bol­so­na­ro es­ta­va na uni­da­de de tra­ta­men­to se­mi-in­ten­si­vo, mas pas­sou mal na quar­ta-fei­ra, com náu­sea, so­lu­ços e dis­ten­são ab­do­mi­nal. Os mé­di­cos iden­ti­fi­ca­ram uma ade­rên­cia que es­ta­va obs­truin­do o in­tes­ti­no del­ga­do e re­a­li­za­ram uma ci­rur­gia de emer­gên­cia no mes­mo dia. On­tem, o can­di­da­to vol­tou pa­ra a UTI e es­ta­va sem fe­bre, sem si­nais de in­fec­ção, es­tá­vel, re­ce­ben­do anal­gé­si­cos pa­ra con­tro­lar a dor e se ali­men­tan­do via pa­ren­te­ral, se­gun­do o Hos­pi­tal Is­ra­e­li­ta Al­bert Eins­tein.

A três se­ma­nas do pri­mei­ro tur­no, a cam­pa­nha de Bol­so­na­ro não de­fi­niu qu­al es­tra­té­gia se­guir com o can­di­da­to hos­pi­ta­li­za­do. Os fi­lhos do can­di­da­to e a di­re­ção do PSL pre­o­cu­pam-se com a per­da de es­pa­ço do can­di­da­to nos mei­os de co­mu­ni­ca­ção, de­pois do im­pac­to ini­ci­al do aten­ta­do, que aju­dou a ele­var as in­ten­ções de vo­to nas pes­qui­sas. O pre­si­den­ciá­vel gra­va­ria nes­ta se­ma­na men­sa­gens pa­ra se­rem vei­cu­la­das no rá­dio, te­le­vi­são e re­des so­ci­ais, mas os pla­nos fo­ram adi­a­dos.

Ali­a­dos do can­di­da­to co­mo o de­pu­ta­do Ma­jor Olím­pio e os fi­lhos Edu­ar­do e Flá­vio Bol­so­na­ro têm fei­to even­tos pa­ra su­as can­di­da­tu­ras e pa­ra Bol­so­na­ro, mas o al­can­ce é me­nor. “Nem eu, nem o ge­ne­ral Mou­rão, nem o Edu­ar­do te­mos es­sa ca­pa­ci­da­de de le­var mi­lha­res de pes­so­as pa­ra as ru­as, co­mo é a ca­rac­te­rís­ti­ca e a for­ça de Jair Bol­so­na­ro”, dis­se Olím­pio, pre­si­den­te do PSL-SP.

Na se­gun­da-fei­ra, o pre­si­den­ciá­vel de­ve re­ce­ber Mou­rão pa­ra con­ver­sar. O PRTB, par­ti­do do vi­ce, in­sis­te em subs­ti­tuir o pre­si­den­ciá­vel por Mou­rão em de­ba­tes e sa­ba­ti­nas. O PSL, no en­tan­to, não quer dar pro­ta­go­nis­mo ao vi­ce e pre­fe­re que nos de­ba­tes na te­le­vi­são o púl­pi­to com o no­me de Bol­so­na­ro fi­que va­zio.

PEDRO LADEIRA/FOLHAPRESS — 10/9/2018

Flá­vio Bol­so­na­ro: “Não dá nem pa­ra ir pa­ra a in­ter­net fa­zer trans­mis­são ao vi­vo. A ori­en­ta­ção mé­di­ca é que ele nem fa­le”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.