Aci­o­nis­ta do país de­ci­de na Em­bra­er

Valor Econômico - - PRIMEIRA PÁGINA - Va­nes­sa Ada­chi

Em­bo­ra te­nham po­si­ções aci­o­ná­ri­as mi­no­ri­tá­ri­as na Em­bra­er, Previ e BNDES te­rão pa­pel de­ci­si­vo na as­sem­bleia de aci­o­nis­tas que apro­va­rá ou não a ven­da da di­vi­são de avi­a­ção co­mer­ci­al pa­ra a Bo­eing. Em­bo­ra te­nham 3,91% e 5,37% das ações da em­pre­sa, res­pec­ti­va­men­te, po­de­rão atu­ar com qua­se 30% dos vo­tos na as­sem­bleia que de­ve ocor­rer em de­zem­bro. Pa­ra apro­var a tran­sa­ção são ne­ces­sá­ri­os 50% dos vo­tos mais um.

A com­po­si­ção aci­o­ná­ria da em­pre­sa e as re­gras es­ta­tu­tá­ri­as de vo­to ex­pli­cam o pa­pel de am­bos. Ho­je, 80% das ações da com­pa­nhia são ne­go­ci­a­das em No­va York. Os de­ten­to­res des­sas ações (ADRs) são con­si­de­ra­dos es­tran­gei­ros e têm po­der de vo­to li­mi­ta­do a dois ter­ços do vo­to dos bra­si­lei­ros. Já os bra­si­lei­ros, mes­mo com 20% dos pa­péis, não têm li­mi­ta­ção. Na prá­ti­ca, os es­tran­gei­ros têm pe­so li­mi­ta­do a no má­xi­mo de 40% dos vo­tos, em­bo­ra te­nham 80% do ca­pi­tal. En­quan­to que os bra­si­lei­ros, em con­jun­to, vo­tam com no mí­ni­mo 60% do to­tal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.