PSL pro­me­te 13 no Bol­sa Fa­mí­lia

Valor Econômico - - POLÍTICA - Ro­dri­go Car­ro, Ju­li­a­na Schin­ca­ri­ol, Ales­san­dra Saraiva e Cris­ti­a­ne Agos­ti­ne

Em ace­no ao Nor­des­te e ao elei­to­ra­do pe­tis­ta, o pre­si­den­ciá­vel Jair Bol­so­na­ro (PSL) pro­me­teu on­tem dar o 13o sa­lá­rio aos be­ne­fi­ciá­ri­os do Bol­sa Fa­mí­lia. Bol­so­na­ro, no en­tan­to, não de­ta­lhou de on­de vi­rão os re­cur­sos pa­ra cus­te­ar a no­va des­pe­sa e dis­se ape­nas que se­rá pa­ga com a re­cei­ta do “com­ba­te à frau­de” no pro­gra­ma.

O Nor­des­te re­gis­tra o mai­or per­cen­tu­al de do­mi­cí­li­os que re­ce­bem o Bol­sa Fa­mí­lia. E a re­gião foi a úni­ca em que o can­di­da­to do PT, Fer­nan­do Had­dad, der­ro­tou Bol­so­na­ro no pri­mei­ro tur­no. O pe­tis­ta ven­ceu nos no­ve Es­ta­dos nor­des­ti­nos.

Em ví­deo di­vul­ga­do pe­lo Twit­ter, Bol­so­na­ro anun­ci­ou a pro­pos­ta, ao la­do de dois de­pu­ta­dos nor­des­ti­nos elei­tos pe­lo PSL. “En­tra no nos­so pla­no de go­ver­no o 13o sa­lá­rio pa­ra quem ga­nha Bol­sa Fa­mí­lia. Es­sa des­pe­sa a mais nós va­mos ti­rar da frau­de, com­ba­ten­do a frau­de nes­se pro­gra­ma, que pa­ra mui­ta gen­te é es­sen­ci­al”, dis­se o can­di­da­to.

O pre­si­den­ciá­vel afir­mou ain­da que não pre­ten­de aca­bar com o pro­gra­ma, que foi cri­a­do na ges­tão do ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va e é uma das prin­ci­pais ban­dei­ras do PT no com­ba­te à po­bre­za. “Fa­lar em ti­rar o Bol­sa Fa­mí­lia é um ato de de­su­ma­ni­da­de. Mui­to pe­lo con­trá­rio. Va­mos for­ta­le­cer e dar pa­ra quem ne­ces­si­ta”, dis­se. Em se­gui­da, agra­de­ceu a vo­ta­ção que te­ve no Nor­des­te e afir­mou ter a ex­pec­ta­ti­va de “do­brar a me­ta” na re­gião.

Bol­so­na­ro afir­mou que a pro­pos­ta foi fei­ta por seu vi­ce na cha­pa, ge­ne­ral Ha­mil­ton Mou­rão (PRTB), que já cri­ti­cou publicamente pe­lo me­nos du­as ve­zes o 13 sa­lá­rio no país.

Não é a pri­mei­ra vez que es­sa pro­pos­ta foi apre­sen­ta­da em cam­pa­nha pre­si­den­ci­al. Em 2010, Jo­sé Ser­ra (PSDB) anun­ci­ou a me­di­da quan­do dis­pu­tou con­tra Dil­ma Rous­seff (PT). Qua­tro anos de­pois, Ma­ri­na Sil­va, en­tão no PSB, fez es­sa pro­mes­sa.

Co­mo for­ma de se pre­ser­var du­ran­te par­te do se­gun­do tur­no, Bol­so­na­ro não par­ti­ci­pa­rá de de­ba­tes até o dia 18. On­tem, o mé­di­co Le­an­dro Eche­ni­que exa­mi­nou o can­di­da­to e de­ter­mi­nou que ele se au­sen­te de ati­vi­da­des pú­bli­cas de cam­pa­nha até a pró­xi­ma quin­ta-fei­ra, quan­do se­rá ava­li­a­do no­va­men­te. Bol­so­na­ro ain­da se re­cu­pe­ra das du­as ci­rur­gi­as fei­tas em se­tem­bro de­pois de ter si­do es­fa­que­a­do em Juiz de Fo­ra (MG).

O pre­si­den­ciá­vel pre­ten­de par­ti­ci­par dos úl­ti­mos de­ba­tes no se­gun­do tur­no e ne­go­cia pa­ra que eles se­jam no Rio de Ja­nei­ro, on­de mo­ra, se­gun­do apu­rou o Va­lor. Na Band, a ex­pec­ta­ti­va é que o even­to ocor­ra no dia 19. O de­ba­te da Re­cord es­tá mar­ca­do pa­ra o dia 21, em São Pau­lo. A as­ses­so­ria de im­pren­sa da emis­so­ra dis­se que es­pe­ra ter con­fir­ma­ção so­bre da­ta e lo­cal do de­ba­te até se­gun­da-fei­ra, após reu­nião com os par­ti­dos. A Band dis­se ao Va­lor que ava­li­a­va a pos­si­bi­li­da­de de no­va da­ta pa­ra re­a­li­za­ção do de­ba­te. Já Re­deTV de­ci­diu can­ce­lar o even­to, que es­ta­va mar­ca­do pa­ra o dia 15.

O úl­ti­mo de­ba­te do se­gun­do tur­no ocor­re­rá na TV Glo­bo, no dia 26. Se­gun­do o mé­di­co, Bol­so­na­ro po­de­rá ter con­di­ções fí­si­cas de par­ti­ci­par.

No Rio, o can­di­da­to se di­vi­de en­tre reu­niões es­tra­té­gi­cas e gra­va­ções do pro­gra­ma elei­to­ral. On­tem, Bol­so­na­ro reu­niu-se com o go­ver­na­dor elei­to de Goiás, Ro­nal­do Cai­a­do (DEM) e re­pre­sen­tan­tes da ban­ca­da ru­ra­lis­ta. Cai­a­do dis­se não te­mer que um even­tu­al go­ver­no Bol­so­na­ro en­ve­re­de por ca­mi­nhos não de­mo­crá­ti­cos e clas­si­fi­cou co­mo “um man­tra, um fac­tói­de” a pos­si­bi­li­da­de do pre­si­den­ciá­vel op­tar pe­lo au­to­ri­ta­ris­mo, se elei­to. “Te­nho a con­vic­ção de que na­da se­rá tro­ca­do com re­la­ção às re­gras de­mo­crá­ti­cas.”

Na sex­ta-fei­ra, quan­do a pro­pa­gan­da elei­to­ral vol­ta­rá a ser vei­cu­la­da, o can­di­da­to do PSL agra­de­ce­rá os elei­to­res pe­los vo­tos e pe­las ora­ções. Tam­bém mos­tra­rá a si­tu­a­ção de paí­ses ali­a­dos ao PT, co­mo Cu­ba, Ve­ne­zu­e­la e Equa­dor, com fo­co no ca­os so­ci­al e econô­mi­co. A fi­lha ca­çu­la de Bol­so­na­ro se­rá exi­bi­da.

O as­ses­sor econô­mi­co de Bol­so­na­ro, Pau­lo Gu­e­des, par­ti­ci­pa­rá no ter­cei­ro pro­gra­ma elei­to­ral e vai fa­lar so­bre as pro­pos­tas pa­ra a eco­no­mia. Par­te das gra­va­ções tem si­do fei­ta na ca­sa do em­pre­sá­rio Pau­lo Ma­ri­nho, su­plen­te na cha­pa de Flá­vio Bol­so­na­ro (PSL), um dos fi­lhos do pre­si­den­ciá­vel, elei­to se­na­dor.

No pri­mei­ro tur­no, a equi­pe res­pon­sá­vel pe­la pro­pa­gan­da de te­le­vi­são con­ta­va com qua­tro pes­so­as. Ago­ra são 35.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.