JUN­TA DE FRE­GUE­SIA DO MAR­CO QUER FA­ZER USO DA AN­TI­GA SE­DE DE TUÍAS

A Verdade - - PRIMEIRA PÁGINA -

Pa­ra a Jun­ta de Fre­gue­sia do Mar­co a atu­al se­de, lo­ca­li­za­da no edi­fí­cio Mar­co Fó­rum XXI, é li­mi­ta­do­ra pa­ra a di­men­são que a fre­gue­sia tem. Nes­se sen­ti­do exis­te a in­ten­ção de uti­li­zar a an­ti­ga se­de de jun­ta de Tuías pa­ra me­lho­rar as con­di­ções de tra­ba­lho.

O aten­di­men­to ao pú­bli­co de­ve­rá man­ter-se na atu­al se­de de jun­ta, pois a lo­ca­li­za­ção “per­mi­te ter um aten­di­men­to rá­pi­do e efi­ci­en­te aos mu­ní­ci­pes”, re­co­nhe­ceu An­tó­nio San­ta­na, pre­si­den­te da Jun­ta de Fre­gue­sia.

Em Tuías, as ins­ta­la­ções “são ne­ces­sá­ri­as pa­ra aí fa­zer­mos os nos­sos ar­ma­zéns, pa­ra por­mos o nos­so ar­qui­vo das an­ti­gas fre­gue­si­as e pa­ra fa­zer­mos uma sa­la de reu­niões dig­na de uma As­sem­bleia de Fre­gue­sia, que ser­vi­rá tam­bém pa­ra ações de for­ma­ção”, ex­pli­cou o au­tar­ca.

É ain­da in­ten­ção cri­ar “um acer­vo mu­se­o­ló­gi­co on­de ire­mos fa­zer uma ho­me­na­gem a to­dos os pre­si­den­tes e exe­cu­ti­vos de jun­ta das cin­co fre­gue­si­as, pa­ra cri­ar um pou­co da his­tó­ria do que foi a cri­a­ção des­ta fre­gue­sia do Mar­co, com a jun­ção das ou­tras cin­co”, acres­cen­tou.

Se­gun­do An­tó­nio San­ta­na as re­fe­ri­das ins­ta­la­ções fo­ram re­gis­ta­das em no­me do mu­ni­cí­pio aquan­do da re­gu­la­ri­za­ção do pa­tri­mó­nio da Jun­ta de Fre­gue­sia do Mar­co mas de­vem ser “de­vol­vi­das”.

“Fi­cou pro­va­do que são ins­ta­la­ções do­a­das à Jun­ta da Pa­ró­quia de Tuías em 1880. Es­tá do­cu­men­ta­do, exis­te um tes­ta­men­to na Câ­ma­ra que foi iden­ti­fi­ca­do e, por­tan­to, é cla­ro que aque­las ins­ta­la­ções per­ten­cem à Jun­ta de Fre­gue­sia do Mar­co por ine­rên­cia de se­rem da Jun­ta de Fre­gue­sia de Tuías”, de­fen­deu o au­tar­ca lo­cal, acres­cen­tan­do que hou­ve pre­ci­pi­ta­ção no re­gis­to.

“Ago­ra a Câ­ma­ra te­rá que en­con­trar uma so­lu­ção. Ou atra­vés de do­a­ção ou anu­la­ção da es­cri­tu­ra te­rá que nos de­vol­ver as ins­ta­la­ções”, afir­mou.

An­tó­nio San­ta­na diz ain­da ter ex­pec­ta­ti­va que a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal apoie fi­nan­cei­ra­men­te a adap­ta­ção do es­pa­ço de for­ma a ga­ran­tir à Jun­ta de Fre­gue­sia do Mar­co “umas ins­ta­la­ções ca­pa­zes de re­pre­sen­tar a fre­gue­sia com a mes­ma dig­ni­da­de que to­das as ou­tras fre­gue­si­as têm ti­do”.

“Cal­cu­la­mos que a nos­sa obra em Tuías vai fi­car num va­lor pró­xi­mo a 150 mil eu­ros e es­pe­ro sin­ce­ra­men­te que a Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal do Mar­co dis­po­nha des­se va­lor pa­ra a Jun­ta de Fre­gue­sia do Mar­co por­que não faz mais que o seu de­ver”, sus­ten­tou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.