COMPROU UM COMPUTADOR PA­RA O SEU FI­LHO E JÁ NÃO FUN­CI­O­NA? SAIBA CO­MO AGIR

A Verdade - - PRIMEIRA PÁGINA -

Os equi­pa­men­tos ele­tró­ni­cos têm dois anos de ga­ran­tia le­gal, ou se­ja, em ca­so de ava­ria do pro­du­to den­tro des­te pra­zo, o con­su­mi­dor de­ve re­cla­mar di­re­ta­men­te ao ven­de­dor, fa­zen­do-se acom­pa­nhar do com­pro­va­ti­vo de com­pra.

A lei de­fi­ne qua­tro vi­as pos­sí­veis pa­ra re­so­lu­ção: a re­pa­ra­ção, a subs­ti­tui­ção, um des­con­to so­bre o pre­ço ou a de­vo­lu­ção com re­em­bol­so do mes­mo.

Em ca­so de re­pa­ra­ção, a mes­ma não po­de­rá ul­tra­pas­sar o pe­río­do de trin­ta di­as.

Na­da es­tá de­fi­ni­do qu­an­to ao nú­me­ro de re­pa­ra­ções exi­gi­das pa­ra avan­çar pa­ra uma das ou­tras op­ções, mas de­ve ha­ver bom sen­so. Se, de­pois de duas ou mais re­pa­ra­ções, o ar­ti­go con­ti­nu­ar com pro­ble­mas, po­de exi­gir uma das ou­tras op­ções.

Ao ati­var a ga­ran­tia, não lhe po­de­rão co­brar quais­quer en­car­gos, nem mes­mo de­vi­do a “des­pe­sas de trans­por­te”.

A con­ta­gem do pra­zo de ga­ran­tia in­ter­rom­pe-se du­ran­te as re­pa­ra­ções. Se, por exem­plo, es­ti­ver pri­va­do do bem por duas se­ma­nas, pe­ça pa­ra lhe pro­lon­ga­rem o pra­zo por es­se pe­río­do.

Se o bem for subs­ti­tuí­do, o no­vo be­ne­fi­cia de uma ga­ran­tia de dois anos. Se ape­nas uma pe­ça for subs­ti­tuí­da, es­ta tam­bém be­ne­fi­cia de uma ga­ran­tia de dois anos.

Em ca­so de re­cu­sa pe­lo ven­de­dor da re­cla­ma­ção ou não con­cor­dân­cia com a pro­pos­ta de re­so­lu­ção, re­cla­me por es­cri­to com car­ta re­gis­ta­da com avi­so de re­ce­ção.

MARTA GIL, JU­RIS­TA DA DECO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.